Entendendo essa coisa de Grátis (GNU)

Publicado por Glauber Rodrigues em 07/07/2009

[ Hits: 3.895 ]

 


Entendendo essa coisa de Grátis (GNU)



A Intenção dessa dica é elucidar e esclarecer as pessoas que não tem muito conhecimento a respeito da licença gratuita e principalmente pouco conhecem de informática, pois eu tenho sempre encontrado pessoas que me perguntam coisas do tipo:

"O Linux é grátis de verdade ou é só mentira?" - "O que é esse troço de GNU?" - "Se essa coisa é grátis, então eu posso pegar modificar e vender?"

Licença GNU GPL (General Public License - Licença Pública Geral)

Esse tipo de licenciamento permite que qualquer pessoa no mundo tenha acesso "a receita do bolo" .

Fazendo uma boa comparação, imaginem que a COCA-COLA liberasse a sua fórmula da Coca, todos podem fazer Coca em casa, podem tomar a Coca que o vizinho fez e tudo mais.

As pessoas podem incrementar a receita, como acrescentando mais gás ou fazendo ela mais leve ou mais clara, mudando qualquer característica que quisesse.

Você pode pegar a sua receita de Coca e passar para seus amigos, conhecidos e ao mundo todo.

Depois disso tudo, as milhões de pessoas no mundo todo podem de alguma maneira se beneficiar da sua fórmula da Coca, digamos que essa sua fórmula permita fazer uma Coca com o mesmo paladar e muito mais barata. Pronto, você acabou de mudar o mundo de uma forma sem igual.

Aí vem o pensamento capitalista e diz: "MA$ O QUE EU GANHO COM I$$O??????"

Você ganha de diversas formas indiretas e muitas outras diretas. Pessoas irão recorrer a você para desenvolver e melhorar as fórmulas de outros produtos, palestras, respeito mundial, fama e claro, o principal ponto, satisfação pessoal, por ter construído algo único, bom e de livre acesso a todos.

Quando muitas pessoas em diversas áreas começarem a sentir essa satisfação, esse prazer de mudar, com certeza a GNU GPL não mais estará presa a informática.

Quando uma pessoa aceita mexer numa "receita" grátis sobre as normas da GNU, ela está diretamente aceitando que as suas receitas também façam parte do mesmo estilo de vida.

Licença Paga

Não há muito o que falar, todos entendem e sabem como funciona. Afffffffff!!!!!!!!

Glauber R. - Artigo escrito por mim mesmo espero que vocês gostem.

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

Fedora 4 + Vmware Server

SSH - Máquina nova, configuração antiga

PGAdmin 1.8.4 no CentOS Linux 5.2 (i386 / x86_64)

Instalando e configurando o discador ppoe rp-pppoe-3.8 no Kubuntu Linux

Instalando JDK em várias arquiteturas com o Colibri

  

Comentários
[1] Comentário enviado por allisonvoll em 08/07/2009 - 09:44h

A GPL pode ser tanto gratuíta como paga, o seu artigo ficou com um sentido meio estranho, principalmente na última parte "Licença Paga".

Os únicos requisítos da GPL são fornecer os 4 princípios básicos:

0 - Liberdade de Utilizar da maneira que melhor lhe convém
1 - Liberdade de Copiar e Redistribuir
2 - Liberdade de Alterar e Modificar
3 - Fornecer as mesmas liberdades recebidas ao distribuir (com ou sem alterações)

Acho que você trocou "Licença Paga" por "Licença Proprietária", que é restritiva e limitada.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts