Diminuindo o tempo de boot do Slackware

Publicado por Francisco Ambrozio em 11/01/2008

[ Hits: 9.132 ]

Blog: http://franciscoambrozio.wordpress.com

 


Diminuindo o tempo de boot do Slackware



Existem duas maneiras básicas de diminuir do tempo de boot do Slackware e, de quebra, deixar o sistema ainda mais leve.

A primeira é quanto a própria imagem do kernel que é carregado durante a inicialização. O Slackware, por padrão, utiliza a imagem huge do kernel. Como o nome já diz, a imagem é "imensa" e, para o uso no dia-a-dia, desnecessária.

O que pode ser feito? O melhor seria recompilar manualmente o kernel. Talvez até utilizando uma versão do kernel mais recente, se desejar. Não é nenhum bicho-de-sete-cabeças e, sejamos sinceros, (na verdade, isto é brincadeira) para um verdadeiro slacker isto é "fichinha"... Não é meu intuito dizer aqui como isto deve ser feito. Existe o tio Google para isto. Mas em meio a inúmeros artigos sobre o assunto, indico dois:

Um de Jonas Goes:
E outro do pogo (Pedro Augusto), que, aliás, explica boa parte das opções do menuconfig:
E, é claro, leiam as documentações. Ou, pelo menos o Help.

Tudo bem, você não é homem (ou mulher) suficiente para (re)compilar seu kernel manualmente. Bom, você pode usar uma imagem generic. Só que para isto você precisará criar um initrd. Isto porque, na imagem generic do kernel o sistema de arquivo é carregado como módulo. Se você apenas inserir uma entrada no Lilo apontando para o vmlinuz-generic-*, quando você tentar bootar se deparará com um belo "Kernel Panic"!

Leia o arquivo README.initrd no diretório /boot para saber como criar corretamente este arquivo.

A segunda maneira diz respeito ao sistema de inicialização do Slackware.

O Slackware usa o estilo BSD em seus scripts de inicialização. Todos estes arquivos estão contidos no diretório /etc/rc.d. Um destes é o rc.M, que corresponde aos runlevels 2 e 3, modo multiusuário.

Este script carrega os serviços necessários ao bom funcionamento de seu sistema. E é justamente isto que você deve fazer. Deixar que ele carregue SOMENTE os serviços NECESSÁRIOS ao SEU sistema.

Dê uma olhada neste arquivo e o que você não for precisar, comente a linha ("#").

Exemplos:

Já nas primeiras linhas. Da 17-21 (Os números de linhas citados pressupõe um arquivo "original", i.e., inalterado.) ele executa o ldconfig para atualizar as bibliotecas compartilhadas. A verdade é que isto não precisa ser executado necessariamente a cada boot. Portanto, pode comentar estas linhas tranqüilamente. Utilize o /sbin/ldconfig, manualmente, sempre que instalar programas novos.

Outras linhas que podem ser comentadas são as 69-73, que rodam o fc-cache para atualizar os índices das fontes. Na real, você só precisa deste comando quando instalar novas fontes em seu sistema, de resto... comente-as.

Se você não usa o cron, pode comentar as linhas referentes a ele também. Se não tem cartões PCMCIA, não usa dispositivos bluetooth, não tem um micro ligado em rede, enfim, tudo o que você não precisar, mande bala!

Particularmente, eu consegui reduzir em cerca de 40% o tempo de boot aqui no meu micro e deixei meu Slackware mais levinho.

Bom, é isto aí pessoal.

Forte abraço.

Francisco Ambrozio

Outras dicas deste autor

Placa de rede Attansic L2 100 Mbit no Slackware 12

Listando arquivos que contém determinado padrão recursivamente dentro de um diretório

Atualizando Slackware 12.0 para -current (pré 12.1)

Instalando IBM Lotus Symphony com corretor ortográfico pt_BR no Slackware

Tar: Descompactando arquivos específicos

Leitura recomendada

Como restaurar o logo da tela de boot no Ubuntu

Configurar URPMI para obter pacotes da Internet

Limpar ambientes indesejados (Funtoo)

Instalando Cinnamon no Ubuntu 16.04-LTS

Papel de parede aleatório no Fluxbox

  

Comentários
[1] Comentário enviado por duker em 11/01/2008 - 19:28h

Parabéns pelo artigo, assim q chegar em casa vou dar uma olhada nas suas dicas.

[2] Comentário enviado por SMarcell em 13/01/2008 - 19:35h

Recomendo a todos que recompilem o kernel, vocês não se arrependerão e notarão um salto significativo na performance geral do sistema.

[3] Comentário enviado por rgmmelo em 13/01/2008 - 20:20h

Legal, a sua dica. Porém já vi vários artigos aqui no vol falando da recompilação de kernel, em deles, o cara falou que era lenda esta grande melhoria em desempenho. E o que vc ganha mesmo é espaço deixando de compilar as tralhas que vc não tem no pc. Eu mesmo sempre que formato o meu PC e instalo slackware ou mudo de versão, dou uma recompilada, mas só por vicio e nunca realmente percebi uma significativa melhora. Agora quanto a cometar algumas linhas vira e mexe eu estou fazendo isso, pois nem sempre sei a função de cada coisa e so descubro em dicas como essa. Então é válida a sua dica!!

[4] Comentário enviado por fulllinux em 14/01/2008 - 08:10h

Muito boa sua dica! Quanto a compilação do kernel é muito improvável haver melhorias, pois já fiz isso várias vezes e o único sucesso que eu obtive foi na leveza do sistema e não no boot, mesmo comentando alguns módulos ainda assim é necessários para a compilação... agora após a compilação podemos sim e é sempre bom dar uma olhada nos módulos que serão carregados no sistema aí sim haverá melhorias.

Muito boa a dica!

[5] Comentário enviado por removido em 15/01/2008 - 11:01h

Muito valiosa essa sua dica, testei e aprovei.

[6] Comentário enviado por zoby em 20/01/2008 - 15:42h

P/ não esquecer do ldconfig, agora o coloco (usando echo) no doinst.sh quando empacoto os programas.

Compilar o kernel melhora o desempenho, desde q sejam retirados da configuração (make menuconfig) os itens q não dizem respeito à máquina e sistema em questão, escolhido o processador adequado, colocado built in o sistema de arquivos da raiz e modularizados os outros fs q forem necessários etc. etc. Compilar c/ a mesma configuração é refazer o feito. Existem tutoriais bons e ruins na internet, importante é conhecer cada opção antes de decidir desabilitar, modularizar, internalizar.

[7] Comentário enviado por caarlos0 em 23/01/2008 - 13:15h

/\
|
|

isso é verdade, ..
se por algum patch, ck por exemplo, melhora também (muitooo)



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts