DLNA no Linux

Publicado por Andre (pinduvoz) em 22/03/2012

[ Hits: 33.165 ]

Blog: http://casadopinduvoz.wordpress.com/

 


DLNA no Linux



Hoje em dia, é muito comum ouvir falar em Media Server, assim definido na Wikipedia:

“A media server refers either to a dedicated computer appliance or to a specialized application software, ranging from an enterprise class machine providing video on demand, to, more commonly, a small personal computer or NAS (Network Attached Storage) for the home, dedicated for storing various digital media (meaning digital videos/movies, audio/music, and picture files).”

- Traduzindo:

“Um servidor de mídia é um computador dedicado ou uma aplicação de software especializada, indo desde uma máquina de classe empresarial, fornecendo vídeo sob demanda, até, e mais comumente, um pequeno computador pessoal ou NAS (Network Attached Storage) para uso doméstico, dedicado a armazenar vários meios de comunicação digitais (ou seja, vídeos digitais, filmes, áudio/música e arquivos de imagem).”

Com a onda das TVs e Bluray Players 'conectados', ou seja, com placas de rede com e sem fio, capazes de acessar a internet e a rede doméstica para a obtenção de conteúdo, os Media Servers" ganharam a companhia de outro termo: a sigla DLNA.

Mais uma vez segundo a Wikipedia, a Digital Living Network Alliance (DLNA), é uma organização comercial criada em 2003 pela Sony com a finalidade de estabelecer padrões de compartilhamento de mídia entre aparelhos vendidos aos consumidores, tais como computadores, impressoras, celulares e outros tipos de tocadores de mídia, dentre os quais os já aqui citados (TVs e Bluray Players).

A imagem abaixo, obtida na internet: http://va.mu/Tk9u e produzida pela Broadcom, dá uma ideia do que estamos falando:
Eu entrei nessa onda recentemente, adquirindo um Bluray Player Sony com dois tipos de conexão (com e sem fio), que aqui ficou instalado convenientemente ao lado do meu AP (resultando numa pronta conexão por cabo, muito mais fácil).

A partir daí, acessei a internet pela minha TV (o controle remoto dificulta bastante esse tipo de uso) e também a minha rede local, já que o Bluray prontamente reconheceu o Windows Media Player, e todo o conteúdo do HD do então ligado notebook da minha filha.

Ocorre, no entanto, que o Bluray é bastante limitado no que tange às legendas, exigindo que os vídeos compartilhados pela rede doméstica sejam transcodificados, e assim, acrescidos das legendas, que são enviadas a ele no mesmo Stream.

E para fazer isso, é preciso uma aplicação de software especializada, ou seja, um Media Server, que prefiro que seja livre e feito para Linux.

Após procurar um bocado, encontrei meu Media Server, tanto para Linux quanto para Windows, aqui:
É 100% funcional nos dois sistemas, e a instalação está bem descrita para Linux no tutorial abaixo:
Após instalar na forma acima, crie um lançador em: /home/seu_usuário/.local/share/applications/

Lembre-se de substituir "seu_usuário" pelo "seu usuário real", ou seja, seu Login, com o seguinte conteúdo:

[Desktop Entry]
Name=Servidor Multimedia DLNA
GenericName=Servidor Multimedia DLNA
Comment=Compartilha conteudo multimedia entre dispositivos DLNA
Exec=gksu /home/seu_usuário/pms-linux-1.50.1/PMS.sh # substitua "seu_usuário" também aqui
Icon=pms-ms.png
Terminal=false
MultipleArgs=false
Type=Application
Encoding=UTF-8
Categories=System;Settings;


Salve como "PMS.desktop" e use o ícone abaixo, movendo-o para "/usr/share/pixmaps".

Clique na imagem acima com botão direito do mouse, e escolha: Salvar como (isso para baixá-la no seu computador).

Quem usa Ubuntu e já está acostumado com os PPAs, pode fazer uso deste:
Instalando pelo PPA, tudo deve ser devidamente automatizado (suponho, já que instalei manualmente).

No Windows é mais complicado, pois você precisará baixar e executar o instalador e só então adicionar manualmente uma exceção no Firewall daquele S.O.

Resumindo, a dica aqui é mais o programa do que outra coisa, além, é claro, da possibilidade de explorar o DLNA em 'sua' casa.

Já pensou poder manter toda sua mídia digital num HD grande e acessá-la diretamente na sua TV/Home Theather quando quiser? Isso é moleza para os muitos aqui que curtem jogos, e por isso mesmo, já possuem os consoles PS3 e XBox 360.

Até a próxima.

Outras dicas deste autor

Cartão SD e modo "suspender" em netbooks rodando Ubuntu

Scroll Horizontal no Ubuntu 13.04/13.10

Kernels novos e atualizados no Ubuntu 12.04.2 LTS

Mesma /home para usuários diferentes

Aumentar as sombras das janelas no Compiz (Gnome 2/GTK 2)

Leitura recomendada

Colocando senha em pasta com o Apache

Como atualizar o aMSN no Ubuntu 9.04

AIMP3 no Linux

Como instalar o NetBeans 8.2 no Ubuntu [Vídeo]

Executando Dolphin e Editores de Texto como Root no KDE 5

  

Comentários
[1] Comentário enviado por perrywerneck em 22/03/2012 - 11:45h

Olá,

Uma outra opção é o minidlna ( http://sourceforge.net/projects/minidlna/ ); tenho usado com sucesso no Ubuntu Server e no NAS (debian/arm).

[2] Comentário enviado por macanud0 em 22/03/2012 - 14:16h

Olá.

Também existe o http://www.serviio.org/. Funcionou pra mim perfeitamente sem praticamente nenhuma configuração.

Disponível para Windows, Linux e Mac.

Existem plugins que possibilitam acessar conteúdos de fontes online como feeds do Youtube, entre outros...

[3] Comentário enviado por jackpa em 22/03/2012 - 15:59h

Também uso o minidlna, rodando num Debian 6 e compartilhando o diretório do Transmission(Torrent). Mto show.

[4] Comentário enviado por pinduvoz em 22/03/2012 - 21:16h

*** IMPORTANTE *** IMPORTANTE *** IMPORTANTE ***

Se vc baixar a última versão do ps3mediaserver não vai conseguir rodar o script PMS.sh.

Segundo descobri pesquisando, isso acontece porque algum distraído usou o notepad do Windows para criar o script em questão.

Para que ele, o script, funcione no Linux, abra-o no Leafpad, use a opção "salvar como" do menu "arquivo" e no final da caixa ou janela de gravação, em "codificação de caracteres", mantenha o UTF-8 e troque "CR+LF" (formato usado no Windows) por apenas "LF" (usado no Linux). Salve com o mesmo nome.

Abrindo o script PMS.sh no Gedit, mais uma vez use a opção "salvar como" do menu "arquivo" e no final da caixa ou janela de gravação, em "codificação de caracteres", mantenha o UTF-8 e troque "Windows" por "Unix/Linux" (é mais fácil por conta da nomenclatura). Salve, feche e poderá executar o script sem erros.

[5] Comentário enviado por odone.machado em 04/03/2014 - 23:02h

Valeu André L. (pinduvoz). Finalmente tenho compartilhamento de mídia no linux para o meu dvdplayer



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts