Cron - Teste de funcionamento

Publicado por Alberto Federman Neto. em 05/09/2014

[ Hits: 25.054 ]

Blog: https://ciencialivre.blog/

 


Cron - Teste de funcionamento



1. Introdução

Algumas vêzes, você precisa que um comando (ou script) seja executado.

Isso no boot, ou em um determinado instante, ou de tempo em tempo, e você não quer esquecer de executar.

Você poderia colocar o comando no arquivo .bashrc, ou no Init (Sysinit ou Systemd), ou no início do ambiente gráfico, etc. Alguns podem ser colocados como serviço, no nível de inicialização, ou como Cheat-Code (na linha do Kernel). Em resumo, há vários Métodos.

Um desses métodos, extensamente usado, é colocar para executar de tempo em tempo, no Cron:

2. Editando arquivo do Cron

Várias Distros têm editores gráficos para o Cron (exemplo KCron, do KDE ou Gnome-Schedule):
Mas também, pode ser editado de outras maneiras.

Usando o comando abaixo:

sudo crontab -e

Informo que pode não funcionar, se sua distro tiver KCron, ou usar DCron, Fcron, Anacron ou outros pacotes.

Para verificar antes, se vai funcionar, teste com o comando:

sudo crontab -l

Se aparecerem mensagens diferentes, diretórios diferentes, temporários, permissões não aceitas, é porque não vai funcionar. Seu Cron devem usar Daemons não clássicos. Se quiser, modifique, mas não acho vantajoso.

No meu exemplo, o Kcron (padrão no Sabayon KDE) não deixa o arquivo ser editado:

sudo crontab -l
  Senha:

  # DO NOT EDIT THIS FILE - edit the master and reinstall.
  # (/tmp/kde-root/systemsettingsTw7656.tmp installed on Wed Aug 20 17:26:20 2014)
  # (Cron version V5.0 -- $Id: crontab.c,v 1.12 2004/01/23 18:56:42 vixie Exp $)

  # Arquivo gerado pelo KCron: qua 20 ago 2014 17:26.


No caso de Sabayon e Gentoo, eles usam Cron tipo Vixie-Cron:
Outra maneira de editar, é colocar a linha (com o comando, Ítem 3 - abaixo) no arquivo /etc/crontab :

sudo echo "comando" >> /etc/crontab

Porém, a maneira que eu acho mais prática é editar diretamente com editor de texto em modo root:

gksudo gedit /etc/crontab # ou use seu editor favorito no lugar do Gedit.

3. Edição a ser feita

O Linux possue um comando que pode ser usado (entre outras coisas) para mostrar mensagens no Terminal. É o comando wall.

Resolví usá-lo para testar o funcionamento do Cron.

Editando o Arquivo /etc/crontab (ítem 2), coloquei nele estas linhas:

# Meu teste:

# Mensagem:
*/30 * * * *       root    wall SOU O SABAYON LINUX, INFORMANDO QUE O SISTEMA CRON ESTÁ FUNCIONANDO...

# Tocar Som de Aviso:
*/45 * * * *       root    aplay /usr/share/sounds/phone.wav

Olhando o arquivo, a edição é intuitiva.

Você pode usar o texto "30", no campo minutos (significa "de 30 em 30 minutos") ou o texto "*/30", significando "Todos os minutos, a cada 30 Minutos").

A cada 30 Minutos, o terminal mostrará uma mensagem dizendo que o Cron está funcionando e a cada 45 Minutos, tocará um som. Claro que você pode editar o som, editar a mensagem ou até escolher outros comandos.

Mais detalhes sobre como editar o arquivo crontab:

4. Testando

Editado o arquivo, como no ítem 3, abra um terminal e pronto.

No caso do meu exemplo, a cada 30 Minutos o terminal mostra a mensagem. E a cada 45 minutos, toca um som (campainha de telefone), mostrando que o Cron está funcionando, portanto, suas tarefas agendadas estão sendo executadas.
Linux: Testando o Cron, para saber se ele está funcionando

Outras dicas deste autor

Acelerando downloads com facilidade em Firefox e SwiftWeasel

Ativar e colocar os ambientes gráficos na tela de login - Para iniciantes

Rescatux e SuperGRUB2 - Recuperação emergencial de boot e/ou de GRUB

Aproveitando todo o espaço de disco ao gravar ISOs

PulseEffects, um fantástico equalizador e mesa de som completa, para Linux

Leitura recomendada

Configurar placa de vídeo Nvidia 8M Series GT no OpenSuSE

Revertendo instalação de driver Nvidia no Ubuntu e Debian-like

Definindo o Vim como editor de texto padrão no Debian

Como restaurar o tema padrão do Ubuntu

Anjuta 1.2.4 e Ubuntu Edgy: Sim, é possível

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts