Cron - Teste de funcionamento

Publicado por Alberto Federman Neto. em 05/09/2014

[ Hits: 23.579 ]

Blog: https://ciencialivre.blog/

 


Cron - Teste de funcionamento



1. Introdução

Algumas vêzes, você precisa que um comando (ou script) seja executado.

Isso no boot, ou em um determinado instante, ou de tempo em tempo, e você não quer esquecer de executar.

Você poderia colocar o comando no arquivo .bashrc, ou no Init (Sysinit ou Systemd), ou no início do ambiente gráfico, etc. Alguns podem ser colocados como serviço, no nível de inicialização, ou como Cheat-Code (na linha do Kernel). Em resumo, há vários Métodos.

Um desses métodos, extensamente usado, é colocar para executar de tempo em tempo, no Cron:

2. Editando arquivo do Cron

Várias Distros têm editores gráficos para o Cron (exemplo KCron, do KDE ou Gnome-Schedule):
Mas também, pode ser editado de outras maneiras.

Usando o comando abaixo:

sudo crontab -e

Informo que pode não funcionar, se sua distro tiver KCron, ou usar DCron, Fcron, Anacron ou outros pacotes.

Para verificar antes, se vai funcionar, teste com o comando:

sudo crontab -l

Se aparecerem mensagens diferentes, diretórios diferentes, temporários, permissões não aceitas, é porque não vai funcionar. Seu Cron devem usar Daemons não clássicos. Se quiser, modifique, mas não acho vantajoso.

No meu exemplo, o Kcron (padrão no Sabayon KDE) não deixa o arquivo ser editado:

sudo crontab -l
  Senha:

  # DO NOT EDIT THIS FILE - edit the master and reinstall.
  # (/tmp/kde-root/systemsettingsTw7656.tmp installed on Wed Aug 20 17:26:20 2014)
  # (Cron version V5.0 -- $Id: crontab.c,v 1.12 2004/01/23 18:56:42 vixie Exp $)

  # Arquivo gerado pelo KCron: qua 20 ago 2014 17:26.


No caso de Sabayon e Gentoo, eles usam Cron tipo Vixie-Cron:
Outra maneira de editar, é colocar a linha (com o comando, Ítem 3 - abaixo) no arquivo /etc/crontab :

sudo echo "comando" >> /etc/crontab

Porém, a maneira que eu acho mais prática é editar diretamente com editor de texto em modo root:

gksudo gedit /etc/crontab # ou use seu editor favorito no lugar do Gedit.

3. Edição a ser feita

O Linux possue um comando que pode ser usado (entre outras coisas) para mostrar mensagens no Terminal. É o comando wall.

Resolví usá-lo para testar o funcionamento do Cron.

Editando o Arquivo /etc/crontab (ítem 2), coloquei nele estas linhas:

# Meu teste:

# Mensagem:
*/30 * * * *       root    wall SOU O SABAYON LINUX, INFORMANDO QUE O SISTEMA CRON ESTÁ FUNCIONANDO...

# Tocar Som de Aviso:
*/45 * * * *       root    aplay /usr/share/sounds/phone.wav

Olhando o arquivo, a edição é intuitiva.

Você pode usar o texto "30", no campo minutos (significa "de 30 em 30 minutos") ou o texto "*/30", significando "Todos os minutos, a cada 30 Minutos").

A cada 30 Minutos, o terminal mostrará uma mensagem dizendo que o Cron está funcionando e a cada 45 Minutos, tocará um som. Claro que você pode editar o som, editar a mensagem ou até escolher outros comandos.

Mais detalhes sobre como editar o arquivo crontab:

4. Testando

Editado o arquivo, como no ítem 3, abra um terminal e pronto.

No caso do meu exemplo, a cada 30 Minutos o terminal mostra a mensagem. E a cada 45 minutos, toca um som (campainha de telefone), mostrando que o Cron está funcionando, portanto, suas tarefas agendadas estão sendo executadas.
Linux: Testando o Cron, para saber se ele está funcionando

Outras dicas deste autor

Método fácil (adequado inclusive para iniciantes) de backup e cópia

Pendrive ou cartão de memória para multimídia não compatível [Resolvido]

Informações completas sobre os arquivos numa pasta

Lembre-se: você tem espaço gratuito para armazenar arquivos na rede!

Sabayon e Gentoo - Atualizar Portage em um único comando

Leitura recomendada

Instalação padrão do Asterisk

Sistema inicializando em modo de emergência depois de excluída uma partição

Teclado multilíngue (exemplo: português/polonês)

Adeus para chiados na VIA VT8233 (som)

Como remover "Ajuda e Suporte" + "Sobre o Gnome" do menu Sistema no Ubuntu 9.04

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts