Configurar o Sublime Text 3 para usar com NASM x86_64

Publicado por Uberlan em 04/07/2018

[ Hits: 2.029 ]

 


Configurar o Sublime Text 3 para usar com NASM x86_64



Boa tarde amigos linuxers,

a dica de hoje é sobre como preparar o Sublime Text 3 para se tornar um ambiente de programação para o montador/desmontador NASM (The Netwide Assembler) 64 bits. No meu caso uso o Arch Linux.

Primeiro um pouco da história do NASM. Este montador/desmontador foi desenvolvido originalmente pelos programadores britânicos Simon Tatham e Julian Hall, e hoje é mantido pelo time liderado por H. Peter Anvin. O primeiro lançamento (0.90) foi desenvolvido em Outubro de 1996. A primeira versão com suporte à plataformas x86-64 foi a 2.00 de novembro de 2007.

Bem agora vamos à preparação!

Primeiro vamos instalar o nasm. Basta usar o comando pacman:

pacman -S nasm

Agora o Sublime Text. Se você não tem o Sublime Text 3 instalado no Arch, faça o seguinte procedimento:

1) Abra o terminal. Vá para outro usuário diferente do root. Ex.:

su nome_do_usuário

2) Use o yaourt:

yaourt -S sublime-text-nightly

Digite a senha do usuário e pressione S para autorizar a instalação.

Pronto. Você já deve estar com o Sublime instalado, agora devemos instalar o Package Control.

Para instalar o Package Control siga as instruções do site https://packagecontrol.io/installation. Não colocarei o código aqui, pois ele pode mudar de versão para versão.

Feito isso agora devemos instalar os plugins para edição com highlight para Assembly.

Com o Sublime aberto pressione as teclas Ctrl+Shift+P e na caixa que abrir digite: Package Control: Install Package
Vai abrir outra caixa, basta digitar Assembly e na lista selecionar os pacotes:
  • NASM x86 Assembly
  • x86 and x86_64 Assembly

Após isso, basta usarmos um Build System personalizado. Para isso usamos o menu Tools - Build System - New Build System...

Vai abrir um documento, apague tudo e copie e cole o código abaixo:

{
  "shell": true,
  "cmd": ["nasm -felf64 ${file} -o ${file_base_name}.o && ld -o ${file_base_name} ${file_base_name}.o && ./${file_base_name}"],
  "file_regex": "^(..[^:]*):([0-9]+):?([0-9]+)?:? (.*)$",
  "working_dir": "${file_path}",
}

Salve o documento com o nome NASM64.sublime-build. Volte ao menu Tools - Build System e selecione a opção NASM64.
Pronto. Agora você já tem o Sublime Text 3 configurado para usar com o NASM. Vamos fazer um teste. Crie o arquivo teste.asm e copie o código abaixo:

global _start

section .data
message: db 'Viva o Linux!', 10

section .text
_start:
    mov rax, 1
    mov rdi, 1
    mov rsi, message
    mov rdx, 13
    syscall
    
    mov rax, 60
    xor rdi, rdi
    syscall

Vá em Tools - Build. Se abrir o console e aparecer a mensagem abaixo, deu certo.

Viva o Linux![Finished in 0.1s]
Boa sorte, pessoal.

Outras dicas deste autor

arch-audit - Detecte vulnerabilidades nos pacotes instalados no Arch Linux

Criando um ambiente para programar em Cobol usando OpenCobol e OpenCobolIDE no Ubuntu

bmon - Ferramenta de monitoramento cheia de recursos

TOIlet - Incrementos divertidos para o Shell

PortDog - Detectando anomalias na sua rede

Leitura recomendada

Instalando driver da NVIDIA no Zenwalk Linux

Bashish - Modifique e configure seu terminal (bash)

Fish e Numix - Temas para alegrar o Desktop

Iptables e proxy transparente (Squid) definitivo

Delegação de DNS RFC-2317

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts