Compilando o swi-prolog

Publicado por Johnatas Teixeira de Freitas em 15/03/2007

[ Hits: 22.052 ]

 


Compilando o swi-prolog



Antes de compilar é necessário baixar os fontes. Por isso acesse:
Vá na parte de downloads e baixe o source (lá vai estar escrito "Full source").

Depois de baixar, abra o terminal (caso esteja em modo gráfico e utilizando o KDE, basta apenas clicar no arquivo pl-x.x.x.tar.gz [onde x é a versão] com o botão direito do mouse, clicar em Extrair >> Extrair para pl-x.x.x) e digite:

I$ tar -zxvf pl-x.x.x.tar.gz

Agora, se não for o superusuário, você pode gerar um executável do compilador da seguinte forma.

1. Vá para a pasta em que foi descompactado o prolog. Deve ser algo como pl-x.x.x. Dentro dela, procure a pasta src:

$ cd pl-x.x.x/src/

2. Agora digite:

$ ./configure

Fique atento às mensagens. Se acontecer algum erro, provavelmente será alguma biblioteca requisitada que você não tem. Mas isso não é empecilho. Você pode baixar a biblioteca da internet e continuar a compilação.

3. Por fim, digite:

$ make

Isto gerará um executável (Não se preocupe se aparecer um warning no final) que você pode pegar na pasta src mesmo. O arquivo é o pl.sh.

Para utilizá-lo você pode copiá-lo para a pasta onde estão seus arquivos prolog e simplesmente escrever:

$ ./pl.sh

Utilizando o modo root você tem de fazer a mesma coisa que no modo não-root:

Ir para a pasta pl-x.x.x/src/ e:

# ./configure
# make


E agora, o diferencial:

# make install

Desta forma você gerará um arquivo executável que ficará em /usr/local/bin/pl. Por exemplo, para utilizar o interpretador basta digitar "pl" em qualquer diretório.

Para compilar um arquivo prolog, abra um terminal na pasta em que está o arquivo e digite pl para chamar o interpretador. Depois digite [nome_do_arquivo].

A partir daí você pode fazer as consultas da maneira que quiser.

Um detalhe:
Não se esqueça que a extensão de arquivos prolog é *.pl (não confundir com arquivos perl). Se for editar o arquivo no KDE, utilizando o Kwrite ou Kate, você pode configurar tais editores para apresentar o destaque prolog, clicando em:

Ferramentas >> Destaque >> Fontes >> Prolog.

Isso te ajudará a evitar erros.

Outras dicas deste autor

Configurando o NIS

Leitura recomendada

Dmenu - Um menu minimalista

Publicação em seu site ou blog através de mensagens SMS

Tablet PC no openSuSE 11.1 - Caneta parou de funcionar?

Impressão através do sistema de emulação 3270 SIAFI/HOD para Debian Linux

Como configurar seu teclado em esperanto no Ubuntu 8.04

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts