Compilando o Bacula no CentOS 8

Publicado por Daniel Lara Souza em 17/02/2020

[ Hits: 2.654 ]

Blog: http://danniel-lara.blogspot.com/

 


Compilando o Bacula no CentOS 8



Nessa dica vamos fazer a instalação do Bacula no CentOS 8, usando banco de dados MariaDB.

Antes da instalação, vamos atualizar:

# dnf update -y

Instale o repo do EPEL:

# dnf install epel-release -y

Desative o SELinux, edita o arquivos /etc/selinux/config, deixa o mesmo assim:

SELINUX=disabled

Desative o Firewall:

# systemctl disable firewalld

Reinicie a máquina e instale os pacotes:

# dnf install vim make gcc gcc-c++ openssl-devel perl \
mc mtx readline-devel lzop lzo lzo-devel zlib-devel \
sudo gawk gdb libacl-devel lsscsi drpm wget -y


Instale o banco de dados MariaDB:

# dnf install mariadb-server mariadb-devel mariadb-server-utils mariadb-embedded -y

Inicie o serviço e ative na inicialização:

# systemctl enable mariadb.service
# systemctl start mariadb.service

Configure o banco com senha de root e tal:

# mysql_secure_installation

Bom, agora vamos baixar o Bacula, vamos usar a versão 9.4.4:

# wget --no-check-certificate https://sourceforge.net/projects/bacula/files/bacula/9.4.4/bacula-9.4.4.tar.gz

Descompacte e acesse o diretório:

# tar xvzf bacula-9.4.4.tar.gz
# cd bacula-9.4.4

Vamos para instalação, onde já podemos definir o usuário do banco e também a senha, diretório onde irá ficar as conf do Bacula, plugins etc.

# ./configure --enable-smartalloc --with-mysql --with-db-user=root --with-db-password=centos123 --with-db-port=3306 --with-openssl --with-readline=/usr/include/readline --sysconfdir=/etc/bacula --bindir=/usr/bin --sbindir=/usr/sbin --with-scriptdir=/etc/bacula/scripts --with-plugindir=/etc/bacula/plugins --with-pid-dir=/var/run --with-subsys-dir=/etc/bacula/working --with-working-dir=/etc/bacula/working --with-bsrdir=/etc/bacula/bootstrap --with-systemd --disable-conio --disable-nls --with-logdir=/var/log/bacula

# make -j 8
# make install
# make install-autostart

Acesse o diretório de scripts do Bacula pra configurar o banco de dados:

# cd /etc/bacula/scripts

E execute os scripts:

# ./create_mysql_database -u root -p
# ./make_mysql_tables -u root -p
# ./grant_mysql_privileges -u root -p

Inicie o Bacula, lembrando já está configurado para iniciar junto com o sistema:

# bacula start

Feito.
Linux: Compilando o Bacula no Centos 8
Outras dicas deste autor

Minecraft no Ubuntu 12.04 LTS

Nagios 4.0.5 no CentOS 6.5

Instalando DokuWiki no CentOS

Habilitando sudo no Fedora 18

Rodando Jenkins no Podman

Leitura recomendada

Projeto Root - Realizando backup criptografado com Duplicati

Como atualizar seu Linux Mint sem perder nada

Recuperando um PDC morto rodando Samba 4 no Debian 7

Criação de stage4 do Funtoo/Gentoo

Instalação Bacula 7.4.4 e Webmin - Ubuntu Server 16.04

  

Comentários
[1] Comentário enviado por informatic em 05/08/2020 - 14:37h

Boa tarde!

Muito boa explicação.

A única que funcionou para mim.
Sou novo neste mundo do Linux, mas velho na informática e estou montando um servidor Web com diversos serviços, um deles o Bacula e o Baculum.
Testei muitas outras dicas nos mais diversos lugares e só essa aqui que funcionou.

Parabéns!!



Contribuir com comentário