Compartilhar mesma partição para pastas pessoais entre Ubuntu e Debian e resolvendo o problema do "não é possível mover o arquivo para a lixeira"

Publicado por Perfil removido em 28/08/2010

[ Hits: 8.646 ]

 


Compartilhar mesma partição para pastas pessoais entre Ubuntu e Debian e resolvendo o problema do "não é possível mover o arquivo para a lixeira"



Já fazem quase dois anos que sou usuário integral do Ubuntu no meu notebook, além de usá-lo em servidores - atualmente uso a versão Lucid Lynx 10.04 LTS. Mas eu tenho me interessado muito pelo Debian ("pai" do Ubuntu) não só pra servidor, mas pra desktop também, assim, o que eu fiz (!?), formatei meu HD, deixei uma partição pra instalar o Debian, outra pro Ubuntu e uma partição pros meus arquivos pessoais.

Logo que terminei de instalar o Debian 5.0.5 Lenny percebi que a versão do 2.6.26 kernel que ele usa não dá suporte pra sistemas de arquivos "ext4", que é o padrão do Ubuntu desde a versão 9.04, tentei uma atualização, mas não deu muito certo, aí resolvi apelar pra versão "testing" do Debian 6.0 Squeeze, que já usa o kernel 2.6.32, e dá suporte pro "ext4" (fiz o download do DVD dele, agora tô com o Squeeze e o Lucid juntos, sem medo de ser feliz).

Depois dos dois instalados, eu parti pras configurações começando pelo Ubuntu... Pra facilitar as coisas eu usei o pysdm (Storage Device Manager) pra configurar a montagem automática no boot da minha partição onde armazeno meus documentos, ele automaticamente criou o ponto de montagem em /dev/sda5 e tudo beleza.

Você também pode fazer isso editando diretamente o arquivo /etc/fstab adicionando uma linha semelhante ao meu exemplo (sem esquecer também de criar a pasta pro ponto de montagem):

/dev/sda5 /media/sda5 ext4 users,sync,user,dirsync,owner 0 0

Como eu pretendo usar a mesma pasta de documentos pro Debian e pro Ubuntu, eu usei o particionamento avançado na instalação deles, mas não indiquei aquela partição pra ser montada como /home pois, embora criei o mesmo nome de usuário pras duas instalações, os arquivos de configuração pessoal para os aplicativos e o sistema são diferentes, logicamente, da instalação do Ubuntu e do Debian, e se fizesse o "lance" de montar a /home naquela partição na instalação deles, ao acessar o Ubuntu ele gravaria as configurações lá e quando eu usasse o Debian ele sobreporia os arquivos de configuração, ou vice e versa, assim eu preferi instalar cada sistema inteiro em uma partição cada e criar links nas minhas pastas de usuário apontando pras respectivas pastas naquela partição. Por exemplo, a minha pasta /home/pedro/Documentos é na verdade um link para /dev/sda5/pedro/Documentos na tal partição - reveja sobre como funcionam estes links em:
Tudo funciona normalmente, como se estivesse na mesma partição, o sistema e os aplicativos reconhecem as pastas de documentos, músicas, imagens... Mas toda vez que eu queria excluir um arquivo eu era informado de que não poderia enviá-lo para a lixeira, que ele seria excluído definitivamente - nessa brincadeira perdi minha pasta de imagens e fotos (só se salvou o que tinha backup em DVD de um mês atrás).
Linux: Compartilhar mesma partição pra pastas pessoais entre Ubuntu e Debian e resolvendo o problema do 'não é possível mover o arquivo para a lixeira'
Depois de "rodar" no Google e nos fóruns e não achar solução (vi muitos tópicos sobre isso, mas todos fechados sem dar em nada) eu resolvi pensar um pouco e achei a solução. É que é assim, toda vez que apagamos um arquivo do modo normal, no Nautilus, por exemplo, o Linux envia estes arquivos para uma pasta oculta de nome como ".Trash-1000" que fica na raiz do ponto de montagem da partição ou unidade de armazenamento, esta pasta é a "lixeira" da unidade, por isso que é possível apagar dados de um pendrive e depois recuperá-lo na Lixeira no Linux (recurso que o Windows não tem pois nele a Lixeira dele é uma pasta única geralmente na partição "C:\", e no Linux cada unidade de armazenamento pode ter sua própria Lixeira, deixando as coisas mais organizadas).

Como eu usei um aplicativo pra criar a configuração de montagem automática e só dei alguns cliques sem ler muito o que estava na tela (coisa de usuário) e confirmei tudo, (não que a culpa seja do aplicativo, que foi um "mamão com açúcar" pra mim e pra minha preguiça de usuário), eu tinha permissão nas pastas desta unidade, mas não tinha permissão na raiz do ponto de montagem, assim o sistema não podia criar a pasta que serve de lixeira nela e enviar os arquivos para lá, por isso só podia excluir de vez - isso pode acontecer independente de como você configura a montagem automática, não vou me ater às questões dos parâmetros de montagem e permissões detalhadamente, mas este problema é causado justamente por uma questão de permissão, deste moo a solução é dar a permissão necessária na unidade ao usuário (eu apelei mesmo):

# chmod 777 -R /media/sda5

Isso resolve. Como eu comecei pelo Ubuntu e usei inclusive uma ferramenta gráfica pra me auxiliar, no Debian foi mais fácil e eu fiz editando direto o arquivo /etc/fstab do Debian adicionando aquela linha gerada pelo PySDM pra montar a partição pro Ubuntu. Ah, lembrando que no Ubuntu o aplicativo fez tudo automaticamente, não podemos esquecer de criar manualmente no caso do Debian também a pasta pro ponto de montagem correspondente (como no Debian eu mantive o "sudo" desabilitado, conforme o padrão, eu iniciei o terminal como "root"):

root@pedrobook:/home/pedro# cd /media
root@pedrobook:/media# dir
cdrom cdrom0
root@pedrobook:/media# mkdir sda5
root@pedrobook:/media# dir
cdrom cdrom0 sda5
root@pedrobook:/media# chmod 777 -R /media/sda5

Pronto. A dica é muito simples, sei que eu poderia ser mais direto, mas eu preferi expor todo o contexto pois, como já falei, eu não achei ela "pronta", tive que "juntar as pecinhas" pra chegar à solução, parti de outros princípios pra chegar até aqui, e como este problema pode ocorrer em outras situações semelhantes (como ao utilizar unidades de rede), explicando o contexto creio que estimulamos a criatividade e o raciocínio pra resolver também outras situações, que podem não ter necessariamente muito a ver com essa, mas pode servir de referência.

Original em: http://pedro-araujo.com/go?100818111030

Outras dicas deste autor

Manjaro não inicializa pelo GRUB de outra distribuição [Resolvido]

Hospedagem web grátis

Como criar um pacote DEB com o debreate

Instalando o Python 3.3 no Ubuntu 12.04

Novo "estilo" do Python 2.6 e 3.0 para formatar strings

Leitura recomendada

Montando servidor OpenGTS (rastreamento GPS) em GNU/Linux

Ubuntu Linux Intrepid Ibex Alpha4 até 6 travando no boot

Pós-Instalação do Arch + i3 + Polybar + Pywal via Shell

Enviando html atachado ao corpo do e-mail através da linha de comando

Gtop no Fedora

  

Comentários
[1] Comentário enviado por asmayr em 02/09/2010 - 20:57h

Pedro,
Tive uma situação parecida com esta. Tenho o Mandriva e o Ubuntu usando a mesma partição como /home. O que fiz foi trabalhar com nomes de usuários diferentes. Assim, os arquivos de configuração não se sobrescrevem.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts