Como rodar um Shell Script como se fosse um comando

Publicado por Perfil removido em 30/05/2017

[ Hits: 3.840 ]

 


Como rodar um Shell Script como se fosse um comando



Caros, muitas vezes nos é conveniente executar um script como se fosse um comando, ideal para evitar o desgaste de digitar o caminho do script ou usando o ./ para indicar o diretório atual.

Muito útil também, quando usamos diversos scripts em um ambiente Linux, pois podemos adicionar vários scripts a um diretório para tarefas diversas e executá-los apenas como um comando.

Para tal, precisamos criar o arquivo do script apenas com seu nome, sem extensão ".sh", por exemplo. Além disso, devemos adicionar o diretório onde encontram-se nossos scripts à variável $PATH (variável do sistema com a trajetória dos executáveis, possibilitando rodá-los sem indicar o caminho) de maneira permanente. Podemos fazê-lo editando o arquivo /etc/profile na entrada "export PATH".

Exemplo: adicionando o diretório /opt/meusscripts, onde encontra-se um arquivo executável de nome "exemplo", no /etc/profile.

Passo 1:

# mkdir /opt/meusscripts

Passo 2:

# touch /opt/meusscripts/exemplo

Passo 3:

# chmod +x /opt/meusscripts/exemplo

Passo 4:

Escreva seu script em: /opt/meusscripts/exemplo

Passo 5:

Execute:

echo $PATH

copie a saída (ex.: /usr/local/sbin:/usr/local/bin:/usr/sbin:/usr/bin:/sbin:/bin).

Passo 6:

# vi /etc/profile

Passo 7:

Encontre a entrada onde está escrito somente "export PATH". Adicione o sinal de igual e os caminhos copiados da saída do comando echo $PATH. Coloque dois pontos e adicione o caminho do diretório onde colocou seus scripts.

Fica assim:

export PATH=/usr/local/sbin:/usr/local/bin:/usr/sbin:/usr/bin:/sbin:/bin:/opt/meusscripts

Passo 8:

Reinicie o sistema.

Pronto. Basta rodar o script usando apenas o nome dado ao arquivo executável. Escreva "exemplo" e aperte Enter.

Outras dicas deste autor

Como criar um pacote.deb com o executável do Lazarus

Apresentação e download dos meus programas RPM 64 bits [Vídeo]

Instalar XFCE 4.2 no Fedora Core 5

Configurando o "c" agudo no Firefox e Thunderbird

Mozplugger: plugin polivalente para Mozilla/Firefox

Leitura recomendada

Squid + SARG: Gerando relatórios pelo nome de usuário autenticado

Conexão SSH entre servidores Linux sem senha

Instalando PostgreSQL no Slackware Linux

Como trocar o gerenciador de janelas do KDE 4

Lançamento: Debian Wheezy MATE customizado como Windows 7 (1.0)

  

Comentários
[1] Comentário enviado por pherde em 06/06/2017 - 15:53h

Bacana a dica! Eu, particularmente, faço uso de alias no ~/.bashrc para executar meus scripts de qualquer lugar do terminal.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts