Como Compilar Programas no FreeBSD via Ports

Publicado por Marcos Oliveira em 29/03/2018

[ Hits: 1.532 ]

Blog: http://terminalroot.com.br/

 


Como Compilar Programas no FreeBSD via Ports



O sistema de Ports, também chamado de coleção de Ports ou simplesmente Ports, é um "sistema de instalação" de pacotes prático e eficiente utilizado pelo FreeBSD.

É considerado o melhor esquema de instalação para Sistemas Operacionais, ele foi rapidamente adotado por outros BSDs: OpenBSD, NetBSD... no Linux só o Gentoo que o adotou com o nome de Portage, além do Arch, mas opcional.

A coleção fica no diretório:

# ls /usr/ports

Cada software está separado por categoria. Na categoria ports-mgmt você verá diversos aplicativos da coleção: pkg, portmaster, portupgrade, entre outros.

NOTA: no pkg os "ports" são chamados de packages, ou seja, você não instala ports com o pkg e sim packages.

Antes de mais nada, para você compilar um programa pelo Ports, é necessário atualizar o esquema do Ports. Para isso a gente vai usar o portsnap. Para baixar as atualizações use o comando "portsnap fetch" e para atualizar "portsnap update". Combinando os dois comandos e economizando tempo, rode:

# portsnap fetch update

Você também pode usar o svn (controle de versão, outra opção ao git) para atualizar o ports. Cada subdiretório de aplicativos contém um conjunto de arquivos que informa ao FreeBSD como compilar e instalar esse programa, chamado de esqueleto de portas . Cada esqueleto de porta inclui esses arquivos e diretórios:
  • Makefile: contém instruções que especificam como o aplicativo deve ser compilado e onde seus componentes devem ser instalados.
  • distinfo: contém os nomes e checksums dos arquivos que devem ser baixados para construir a porta.
  • files/: este diretório contém todos os patches necessários para que o programa compile e instale no FreeBSD. Este diretório também pode conter outros arquivos usados para construir a port.
  • pkg-descr: fornece uma descrição mais detalhada do programa.
  • pkg-plist: uma lista de todos os arquivos que serão instalados pela porta. Ele também informa o sistema de portas que os arquivos devem ser removidos após a desinstalação.

Como exemplo vamos instalar o Vim, que por padrão não vem instalado no FreeBSD.

1. Procuramos a localização do vim e já entramos no diretório dele com o comando:

# cd `find /usr/ports -type d -name 'vim'`

Para instalar basta rodar o comando "make installl" e depois é bom rodar o "make clean" para limpar o conteúdo criado em /usr/ports/*/*/work, você ainda pode customizar esse diretório rodando o comando junto com a variavel WRKSRCPREFIX=/path-for-compile/ e PREFIX=/local-da-instalação/. Combinando os comandos, rode:

# make install clean

Se der erro:
  • make showconfig (MOSTRA AS CONFIGURAÇÕES)
  • make config-recursive (HABILITA UMA POR UMA OPÇÂO)
  • make rmconfig (LIMPA TUDO)

Depois é só rodar de novo "make install clean".

E se você quiser desinstalar, rode:

# make deinstall clean

Foi feito exemplo com o nano também!

Veja o vídeo:
Outras dicas deste autor

Como Instalar o Debian Remotamente via SSH [Vídeo]

Como Acessar o Windows pelo Linux com Metasploit

Como Instalar o FreeBSD 11.1

PhantomJS - Rodando JavaScript via Terminal e Shell via JavaScript

Como Instalar o Gentoo Linux em Dual Boot com o Ubuntu [Vídeo]

Leitura recomendada

Instalando o Freebsd via PXE

Como Instalar o FreeBSD 11.1

Instalando o VMWare Tools no FreeBSD 10.2 I386

Broadcom BCM43225 no FreeBSD

DragonFlyBSD pode executar Wayland e oferecer suporte a aplicações

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts