Como compilar o kernel do zero no Gentoo Linux

Publicado por Marcos Oliveira em 31/07/2017

[ Hits: 3.348 ]

Blog: http://terminalroot.com.br/

 


Como compilar o kernel do zero no Gentoo Linux



Essa dica serve para eliminar as dúvidas da parte do vídeo Como Instalar o Gentoo Linux. Muitos acreditam que compilar o kernel Linux seja uma tarefa dificílima, no entanto, com esse vídeo, fica mais fácil de entender o funcionamento do mesmo.

Seguem alguns comandos e links úteis para tal façanha! Nesse exemplo vou baixar o kernel do repositório do Gentoo Linux utilizando o Emerge do Portage.

1 - Baixe o kernel:

# emerge --ask sys-kernel/gentoo-sources

Automaticamente será descompactado encaminhado para o diretório /usr/src e criado um link simbólico para o diretório com o kernel com o nome linux dentro do próprio diretório.

2 - Se precisar ver os dispositivos do seu computador antes de configurar o kernel use o comando lspci, se não estiver instalado, utilize o emerge para instalá-lo:

# emerge --ask sys-apps/pciutils

3 - Entre no diretório do kernel ( cd /usr/src/linux ) e antes rode o comando abaixo para deixar o Kernel 'zerado' pra a arquitetura do seu computador:

# make defconfig

4 - Depois rode o make config (configuração linha por linha) ou use o modo interativo com o comando:

# make menuconfig

5 - Após configurá-lo e salvá-lo é necessário compilar ele e os módulos e jogá-lo para o /boot pra poder ser enxergado na inicialização do sistema, como o comando abaixo você faz as três coisas de uma vez só! :)

# make && make modules_install && make install

6 - Veja o vídeo demonstrando todos esses passos e demais informações:
Pronto!

Outras dicas deste autor

Como Instalar o Gentoo Linux em Dual Boot com o Ubuntu [Vídeo]

Como Habilitar Facilmente Shell Script WEB no Linux Mint - Servidor Apache

O que fazer após instalação do RHEL/CentOS 7

Como Acessar o Windows pelo Linux com Metasploit

Como Instalar o FreeBSD 11.1

Leitura recomendada

Atualizando seu Slackware 11 para kernel 2.6.17.13

Diretório /run nas distribuições Linux

Como inserir o Tux/TuxDebian durante o boot do Debian

Problemas com kernel 2.6.10 no Slackware 10

Problema com captive resolvido (NTFS e LUFS)

  

Comentários
[1] Comentário enviado por madrugada em 31/07/2017 - 14:24h

Bela dica! Leva meu joinha :-)

Me bateu a dúvida: o que necessariamente faz o comando "make defconfig"?

[2] Comentário enviado por binbash em 31/07/2017 - 17:04h

Valeu, madrugada! Então o defconfig deixa o kernel com a configuração básica pra arquitetura da sua máquina (32 ou 64bit). Ou seja, desmarca "itens" que vc não precisará, o Kernel fica limpo pra vc trabalhar.

"Primeiro eles te ignoram, depois riem de você, depois brigam, e então você vence."
Mahatma Gandhi
http://terminalroot.com.br/shell



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts