ClamAV - Colaborando com a segurança alheia

Publicado por PWNED BY WIND0WSM4N<script>alert("PWNED BY WIND0WSM4N");</script> em 23/02/2012

[ Hits: 9.136 ]

Blog: http://casadopinduvoz.wordpress.com/

 


ClamAV - Colaborando com a segurança alheia



“Linux não precisa de antivírus”.

Sim, é verdade. Não precisa, mas custa usar para colaborar com a segurança alheia?

Eu uso, e não me custa mais do que alguns minutos por semana. Vamos colaborar, então!

Abra um terminal e faça:

sudo apt-get install clamtk
$ sudo freshclam


Isto vai instalar e atualizar o ClamAV no seu Ubuntu, Linux Mint ou mesmo Debian, sabido que se trata de um antivírus nativo para GNU/Linux e que não roda em Daemon ou em 'background', consumindo recursos de memória e processamento.

* Ele só roda quando você manda!

Agora, é só rodar o programa pelo Menu, já que a interface gráfica Clamtk foi instalada. E como aqui uso o Unity, apenas digito clam na caixa de busca e escolho o ícone correto. Como na imagem abaixo:
Linux: Colaborando com a segurança alheia

Se você não usa o Unity, provavelmente vai encontrar o programa no Menu, em: Ferramentas do Sistema, Sistema ou Acessórios.

Uma vez aberto o Clamtk, pelo respectivo Menu, sigo para: Escanear > Verificação Recursiva - e escolho minha pasta pessoal. Fazendo isso, pelo menos, uma vez por semana.

Terminada a tarefa, geralmente sem nada de estranho encontrado (como na imagem abaixo), fico mais tranquilo.
Linux: Colaborando com a segurança alheia

Note que, se você tem duplo-boot com Windows, usar o ClamAV para escanear sua(s) partição(ções) NTFS, pode ser uma boa ideia.

Até a próxima dica.

Outras dicas deste autor

Linpus Linux Lite do Acer Aspire One em pt_BR

MATE 1.6 - Habilitando o compositor

Link para 40 wallpapers listados para integrar o Ubuntu 10.10

Thunar "empaca" quando aberto [resolvido]

Usando o dca para colocar ícones no Acer Desktop (AA1)

Leitura recomendada

Material de Estudo LPIC-1 - Prova 1 (LPI-101, LX0-103) e Prova 2 (LPI-102, LX0-104)

Visita usa Kurumin no meu computador

Como instalar RemixOS com dual boot no Linux

Tuquito Linux - O Ubuntu Argentino

Conecte seu celular Nokia N70 ao Ubuntu

  

Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 23/02/2012 - 11:41h

he he he... colaborar com a segurança do windows!... aonde nós chegamos!!!!!!

;-))

[2] Comentário enviado por hugoeustaquio em 23/02/2012 - 13:01h

a idéia não é colaborar com a segurança do WINDOWS, é colaborar com a segurança das PESSOAS.

porém eu não concordo com essa frequencia semanal de varredura. Acho interessante passar anti-vírus somente quando envio um arquivo para algum usuário de windows.

[3] Comentário enviado por wind0wsm4n em 23/02/2012 - 13:14h

Sim, devemos colaborar com as pessoas e até mesmo com a nossa imagem profissional.

Já pensou enviar um arquivo com vírus para um cliente? Fica feio.

[4] Comentário enviado por removido em 24/02/2012 - 21:13h

pois é, como eu falei antes: colaborar com a segurança das pessoas... que usam windows no mundo!!!

desculpem a imprecisão anterior. às vezes eu esqueço pequenos detalhes sem importância!...
;-))

[5] Comentário enviado por wind0wsm4n em 24/02/2012 - 22:21h

Como diria Sheldon Cooper: Sarcasmo?

rsrsr

[6] Comentário enviado por JuniorDiaz em 24/02/2012 - 22:41h

acvsilva TROLL?

[7] Comentário enviado por removido em 25/02/2012 - 00:12h

de forma alguma pinduvoz_zinho/juniotee_zinho, de forma alguma!...

rs rs rs rs
;-))

[8] Comentário enviado por removido em 25/02/2012 - 13:12h

Olá Pinduvoz,

Parabéns pela dica, essa é uma dúvida que eu acredito que 99% das pessoas que migram pra Linux tem.

Mas eu gostaria de lhe fazer uma pergunta e pedir a sua opinião:

Qual o nível de eficiência do Clamav?

Digo isso, porque por exemplo, o PC do meu irmão tem um vírus que desabilitou o Gerenciador de Tarefas. Eu passei o Clamav no seu PC e o vírus não foi "capturado" rsrsrsrs.

Abs

[9] Comentário enviado por wind0wsm4n em 25/02/2012 - 14:10h

Gedimar,

não existe antivírus 100% eficaz. Todos eles devem deixam escapar algo ou dão falsos positivos. E o ClamAV é bem avaliado e muito usado por provedores de e-mail.

Infelizmente, quando um deles não funciona, a solução é tentar outro e mais outro... Assim, para o caso do seu irmão, tente os "on line". Recomendo o da Panda e o da Kaspersky, que eu costumava usar.

Abraço.

[10] Comentário enviado por removido em 25/02/2012 - 14:19h

Não sabia desses online.

Mas a máquina do meu irmão nem está mais ligando, ela ficava desligando sozinha, até que parou de ligar.

Infelizmente, pedi para o meu irmão tentar usar o Ubuntu, mas a praga do vício em jogos fazia ele continuar no windows.
Espero que isso sirva de aprendizado pra ele.

Abraço obrigado pela dica

[11] Comentário enviado por izaias em 17/08/2013 - 12:47h

Resultado do meu:

----------- SCAN SUMMARY -----------
Known viruses: 2653506
Engine version: 0.97.8
Scanned directories: 35981
Scanned files: 243146
Infected files: 0
Total errors: 16152
Data scanned: 8819.22 MB
Data read: 96407.55 MB (ratio 0.09:1)
Time: 1451.410 sec (24 m 11 s)
----------------------------------------

Notaram a quantidade de vírus conhecidos, passa dos 2.000.000!

[12] Comentário enviado por hugoeustaquio em 17/08/2013 - 13:59h

Izaias, anti-virus em linux existe por alguns motivos. Serve pra servidores de e-mail, ftp, etc... que atendem clientes windows (afinal, como seu servidor de e-mail varreria vírus se não existisse anti-vírus pra linux né?) serve pra você checar suas partições windows, seus pendrives e até pra dar uma conferida num arquivo antes de mandar pro seu chefe (pra não correr o risco de mandar um vírus - obviamente - de windows).

Esses milhões de vírus conhecidos são todos de windows. Se você conhecer algum vírus de linux por favor escreva um artigo sobre ele e poste aqui no vivaolinux, mas só não faça como o último que veio aqui dizendo que convencer alguém a executar um shell script de fork bomb seja vírus ;-)


[11] Comentário enviado por izaias em 17/08/2013 - 12:47h:

Resultado do meu:

----------- SCAN SUMMARY -----------
Known viruses: 2653506
Engine version: 0.97.8
Scanned directories: 35981
Scanned files: 243146
Infected files: 0
Total errors: 16152
Data scanned: 8819.22 MB
Data read: 96407.55 MB (ratio 0.09:1)
Time: 1451.410 sec (24 m 11 s)
----------------------------------------

Notaram a quantidade de vírus conhecidos, passa dos 2.000.000!



[13] Comentário enviado por izaias em 17/08/2013 - 14:18h

rsrs


Vejam que interessante:

-> http://idgnow.uol.com.br/internet/2013/08/09/novo-virus-para-linux-sugere-mais-perigo-no-futuro-do-s...

[14] Comentário enviado por hugoeustaquio em 17/08/2013 - 14:22h

Leigos chamam qualquer software malicioso de "vírus". Isso que a uol apontou é um ataque de engenharia social, que através de e-mail convence o usuário de linux a instalar um backdoor. Isso (engenharia social) sempre existiu.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts