ClamAV - Colaborando com a segurança alheia

Publicado por Andre (pinduvoz) em 23/02/2012

[ Hits: 9.844 ]

Blog: http://casadopinduvoz.wordpress.com/

 


ClamAV - Colaborando com a segurança alheia



“Linux não precisa de antivírus”.

Sim, é verdade. Não precisa, mas custa usar para colaborar com a segurança alheia?

Eu uso, e não me custa mais do que alguns minutos por semana. Vamos colaborar, então!

Abra um terminal e faça:

sudo apt-get install clamtk
$ sudo freshclam


Isto vai instalar e atualizar o ClamAV no seu Ubuntu, Linux Mint ou mesmo Debian, sabido que se trata de um antivírus nativo para GNU/Linux e que não roda em Daemon ou em 'background', consumindo recursos de memória e processamento.

* Ele só roda quando você manda!

Agora, é só rodar o programa pelo Menu, já que a interface gráfica Clamtk foi instalada. E como aqui uso o Unity, apenas digito clam na caixa de busca e escolho o ícone correto. Como na imagem abaixo:
Linux: Colaborando com a segurança alheia

Se você não usa o Unity, provavelmente vai encontrar o programa no Menu, em: Ferramentas do Sistema, Sistema ou Acessórios.

Uma vez aberto o Clamtk, pelo respectivo Menu, sigo para: Escanear > Verificação Recursiva - e escolho minha pasta pessoal. Fazendo isso, pelo menos, uma vez por semana.

Terminada a tarefa, geralmente sem nada de estranho encontrado (como na imagem abaixo), fico mais tranquilo.
Linux: Colaborando com a segurança alheia

Note que, se você tem duplo-boot com Windows, usar o ClamAV para escanear sua(s) partição(ções) NTFS, pode ser uma boa ideia.

Até a próxima dica.

Outras dicas deste autor

Resolvido - Erro na instalação/remoção do Kernel - Ubuntu 11.10

Ubuntu (+ restricted-extras) x Linux Mint

Compositing no Metacity - sombras e transparências reais sem placa 3D no Linux

Flash no Chromium

Verificando a versão do Java em qualquer navegador

Leitura recomendada

Aprenda a desenvolver programas para o Android

Como instalar RemixOS com dual boot no Linux

O obmenu-generator e a criação de um pequeno Debian package

Evento IBM Linux e Rational em Florianópolis e Curitiba

Compilando o libquicktime SlackBuild no Slackware 64 bits

  

Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 23/02/2012 - 11:41h

he he he... colaborar com a segurança do windows!... aonde nós chegamos!!!!!!

;-))

[2] Comentário enviado por hugoeustaquio em 23/02/2012 - 13:01h

a idéia não é colaborar com a segurança do WINDOWS, é colaborar com a segurança das PESSOAS.

porém eu não concordo com essa frequencia semanal de varredura. Acho interessante passar anti-vírus somente quando envio um arquivo para algum usuário de windows.

[3] Comentário enviado por pinduvoz em 23/02/2012 - 13:14h

Sim, devemos colaborar com as pessoas e até mesmo com a nossa imagem profissional.

Já pensou enviar um arquivo com vírus para um cliente? Fica feio.

[4] Comentário enviado por removido em 24/02/2012 - 21:13h

pois é, como eu falei antes: colaborar com a segurança das pessoas... que usam windows no mundo!!!

desculpem a imprecisão anterior. às vezes eu esqueço pequenos detalhes sem importância!...
;-))

[5] Comentário enviado por pinduvoz em 24/02/2012 - 22:21h

Como diria Sheldon Cooper: Sarcasmo?

rsrsr

[6] Comentário enviado por JuniorDiaz em 24/02/2012 - 22:41h

acvsilva TROLL?

[7] Comentário enviado por removido em 25/02/2012 - 00:12h

de forma alguma pinduvoz_zinho/juniotee_zinho, de forma alguma!...

rs rs rs rs
;-))

[8] Comentário enviado por removido em 25/02/2012 - 13:12h

Olá Pinduvoz,

Parabéns pela dica, essa é uma dúvida que eu acredito que 99% das pessoas que migram pra Linux tem.

Mas eu gostaria de lhe fazer uma pergunta e pedir a sua opinião:

Qual o nível de eficiência do Clamav?

Digo isso, porque por exemplo, o PC do meu irmão tem um vírus que desabilitou o Gerenciador de Tarefas. Eu passei o Clamav no seu PC e o vírus não foi "capturado" rsrsrsrs.

Abs

[9] Comentário enviado por pinduvoz em 25/02/2012 - 14:10h

Gedimar,

não existe antivírus 100% eficaz. Todos eles devem deixam escapar algo ou dão falsos positivos. E o ClamAV é bem avaliado e muito usado por provedores de e-mail.

Infelizmente, quando um deles não funciona, a solução é tentar outro e mais outro... Assim, para o caso do seu irmão, tente os "on line". Recomendo o da Panda e o da Kaspersky, que eu costumava usar.

Abraço.

[10] Comentário enviado por removido em 25/02/2012 - 14:19h

Não sabia desses online.

Mas a máquina do meu irmão nem está mais ligando, ela ficava desligando sozinha, até que parou de ligar.

Infelizmente, pedi para o meu irmão tentar usar o Ubuntu, mas a praga do vício em jogos fazia ele continuar no windows.
Espero que isso sirva de aprendizado pra ele.

Abraço obrigado pela dica

[11] Comentário enviado por removido em 17/08/2013 - 12:47h

Resultado do meu:

----------- SCAN SUMMARY -----------
Known viruses: 2653506
Engine version: 0.97.8
Scanned directories: 35981
Scanned files: 243146
Infected files: 0
Total errors: 16152
Data scanned: 8819.22 MB
Data read: 96407.55 MB (ratio 0.09:1)
Time: 1451.410 sec (24 m 11 s)
----------------------------------------

Notaram a quantidade de vírus conhecidos, passa dos 2.000.000!

[12] Comentário enviado por hugoeustaquio em 17/08/2013 - 13:59h

Izaias, anti-virus em linux existe por alguns motivos. Serve pra servidores de e-mail, ftp, etc... que atendem clientes windows (afinal, como seu servidor de e-mail varreria vírus se não existisse anti-vírus pra linux né?) serve pra você checar suas partições windows, seus pendrives e até pra dar uma conferida num arquivo antes de mandar pro seu chefe (pra não correr o risco de mandar um vírus - obviamente - de windows).

Esses milhões de vírus conhecidos são todos de windows. Se você conhecer algum vírus de linux por favor escreva um artigo sobre ele e poste aqui no vivaolinux, mas só não faça como o último que veio aqui dizendo que convencer alguém a executar um shell script de fork bomb seja vírus ;-)


[11] Comentário enviado por izaias em 17/08/2013 - 12:47h:

Resultado do meu:

----------- SCAN SUMMARY -----------
Known viruses: 2653506
Engine version: 0.97.8
Scanned directories: 35981
Scanned files: 243146
Infected files: 0
Total errors: 16152
Data scanned: 8819.22 MB
Data read: 96407.55 MB (ratio 0.09:1)
Time: 1451.410 sec (24 m 11 s)
----------------------------------------

Notaram a quantidade de vírus conhecidos, passa dos 2.000.000!



[13] Comentário enviado por removido em 17/08/2013 - 14:18h

rsrs


Vejam que interessante:

-> http://idgnow.uol.com.br/internet/2013/08/09/novo-virus-para-linux-sugere-mais-perigo-no-futuro-do-s...

[14] Comentário enviado por hugoeustaquio em 17/08/2013 - 14:22h

Leigos chamam qualquer software malicioso de "vírus". Isso que a uol apontou é um ataque de engenharia social, que através de e-mail convence o usuário de linux a instalar um backdoor. Isso (engenharia social) sempre existiu.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts