Canivete suíço: sidux Ouranos (2009-01) em pendrive

Publicado por meinhardt, jorge g em 19/06/2009

[ Hits: 5.689 ]

 


Canivete suíço: sidux Ouranos (2009-01) em pendrive



Devido a necessidade crítica de redundância para não precisar mais apelar para o XP, principalmente em viagens a trabalho, caso alguma ou todas as distros instaladas falhar no acesso a wifi, fiz a instalação com total sucesso do sidux - Ouranos (2009-01) kernel 2.6.28-5 em pendrive.

Foi a minha primeira experiência com este tipo de instalação, porém muito fácil e rápida como era de se esperar em se tratando de sidux com sua incomparável capacidade de reconhecimento do hardware.

Segui ao pé-da-letra as instruções do manual sidux, que podem ser facilmente encontradas no site do sidux, especificamente no link:
Primeiro reparticionei o pendrive de 16GB com uma partição primária formatada em ext3 e depois outra partição estendida de 5.4 GB para dados, também em ext3. Pendrives menores também podem ser perfeitamente usados.

Feito isto, as instruções para instalação são de simplesmente fazer uma instalação normal como se fosse um HD mecânico.

Basta para isto, depois de inicializar pelo CD ou DVD-Live, clicar sobre "sidux Instaler" na Área de Trabalho (Desktop) e depois deste aberto, na orelha referente a Particionamento, escolher o drive sdbx para que seja instalado o raiz (/). No meu caso ficou como sdb1 e a estendida sdb5.

As outras partições automaticamente detectadas, tanto no pendrive como no HD, por padrão no sidux são montadas como mídia, permitindo o acesso irrestrito, sem que seja feita a formatação, portanto deixando os dados e outras instalações existentes intactos.

A partição raiz no pendrive foi reformatada.

A instalação completa foi feita em 14:49 minutos, o que é corriqueiro no sidux. Em instalações no HD, normalmente toma entre 7 a 8 minutos, pelo menos na minha experiência.

Para quem pretende também usar um "canivete suíço" destes pra sair de algum aperto, como muitas vezes já me ocorreu, sugiro ainda durante o processo de instalação a partir de mídia-live, fazer a configuração de rede, já que esta configuração vai ser passada para a instalação no pendrive.

No meu caso como o crítico sempre é a possibilidade de acesso a wifi em viagens a trabalho, configurei facilmente a rede usando o Ceni (Menu K >> Internet >> Ceni), com ativação de dhcp que é o primeiro item na configuração padrão.

Caso seja necessário usar IP fixo e outros parâmetros, inclusive definições de tipo de conexão com encriptação, isto tudo pode ser feito também desde este ponto.

Infelizmente não me preocupei em salvar "screenshots" para ajudar a quem tiver o mesmo interesse. De qualquer maneira a instalação e configuração é simples e intuitiva.

Existem outras alternativas de instalação em pendrive que não cheguei a explorar, já que o meu objetivo era apenas preparar meu "canivete suíço". Estas alternativas também estão bem descritas no manual do sidux (www.sidux.com.br).

Usei como mídia de instalação o DVD-Live do sidux Ouranos-(2009-01), cujo kernel é o 2.6.28-5.slh, que já tem capacidade mais ampliada de reconhecimento de placas wifi Atheros AR5007EG, como no caso do meu NoBo.

Link: http://sidux.c3sl.ufpr.br/release/

Além disto o DVD-Live é mais completo, permitindo a instalação em Português do Brasil desde a primeira vez, sem necessidade de reconfigurações posteriores, como no caso do uso do CD-Live também disponível, porém mais enxuto.

Como comentei anteriormente, tive o cuidado de fazer a configuração do wifi ainda com o DVD-Live, sendo a mesma passada para a nova instalação no pendrive sem nenhuma necessidade de reconfiguração posterior.

Para quem usa NoBo de modelo mais recente, provavelmente será necessário também usar "cheatcodes" (códigos de boot ou parâmetros de inicialização), já desde a etapa de uso do DVD-Live, caso contrário a mídia provavelmente nem mesmo conseguirá completar a inicialização.

Usei no caso deste NoBo (Acer Aspire 5570z) os "cheatcodes":

irqpoll noapic noacpi

Isto é feito na tela inicial, bastando digitar estes parâmetros na linha de comando do kernel.

Optei pelo Gerenciador de Boot (Grub) instalado na partição raiz do pendrive ao invés de no MBR do HD, para ter mais flexibilidade.

Após a instalação, fiz a atualização da distro usando o script smxi que está bem descrito em post no site do sidux:
O smxi, na sua primeira utilização, permite definir repositórios principal e alternativo, além de também caso seja desejado, fazer a "limpeza" dos locales salvando bastante espaço no HD ou pendrive como neste caso.

Durante a atualização é oferecida também a possibilidade de atualização do kernel para a versão mais atual, no caso de ontem, para o 2.6.30-0.slh.1-sidux-686.

No caso do meu NoBo, esta atualização não funcionou devido com certeza as particularidades e dificuldades inerentes a NoBos.

Ainda usando o smxi, fiz a instalação de vários aplicativos que são chaves para que tudo fique redondo e com a melhor aparência possível ao navegar na Internet e acessar Web-Mail como: Flash-player, Java6, Msttcore-fonts, Skype além de system-utilities e captive-to-ntfs-3g (para poder ler e escrever em ntfs).

Infelizmente não existe forma de traduzir do inglês as mensagens e alternativas de escolha que aparecem no smxi, porém o Adm do sidux.com.br (Otto Sá) está trabalhando num tutorial detalhado para aplicação deste excelente script.

Mesmo para quem não tem domínio total do inglês, o uso do smxi é relativamente simples, pois as alternativas de escolha são claras e com inglês simples. Além disto sempre se pode dar marcha-ré, sem instalar ou alterar nada no caso de dúvida.

Não contente com a impossibilidade de instalação de um kernel mais novo que aquele que veio no DVD-Live (2.6.28-5), parti usando novamente o script smxi, para a instalação do 2.6.29-4 que sabia funcionar perfeitamente, já que é o que tenho na instalação anterior no HD.

Entre as alternativas disponíveis optei pelo 2.6.29-4-liquorix, que está funcionando perfeitamente.

Além da portabilidade do "canivete suíço" em pendrive, encontrei algumas outras vantagens:

1 - É possível não só inicializar a instalação do sidux existente no pendrive, como também todas as outras distros eventualmente já instaladas no seu HD, ou até mesmo o sistema da MS. Isto porque optei pela instalação na partição raiz do pendrive em vez do MBR do HD.

2 - Como o tempo de acesso em memória (pendrive), normalmente é mais rápido que o tempo de acesso em HD mecânico (no meu caso um sata com 5400 rpm), o sistema passa a ter um desempenho algo superior, já que a troca de informações será entre memórias e não memória e HD mecânico. Não pude notar melhora muito contundente porque tenho 2GB de RAM DDR2-667. Acredito que no caso de memória RAM mais lenta e em menor volume isto possa ser mais facilmente notado.

3 - Caso ocorra alguma "zica" no seu HD, você pode usar o pendrive para trabalhar.

4 - Você pode fazer praticamente qualquer tipo de experiência como atualizações (distr-upgrade), sem o risco de danificar ou desconfigurar as distros instaladas no seu HD.

Vou aproveitar o conteúdo desta Dica para elaborar melhor o conteúdo e adicionar "screenshotes" e outras informações complementares preparando um artigo sobre este tipo de instalação para quem tiver interesse, apenas precisarei de mais tempo para isto.

Com o meu novo "canivete suíço" não precisarei mais, ainda que conveniente, andar carregando sempre em viagens alguns CDs e DVDs de distros Linux para as eventualidades, basta levar literalmente este canivetinho que é muuuito mais portátil e rápido.

P.S.: Antes que me esqueça, seu PC deve permitir a alternativa de boot desde pendrive, além das clássicas a partir do HD, CD-ROM, Net, Floppy.

Isto será acessado usando normalmente a tecla DEL, F2 ou F12 ou outras alternativas que ativam o setup da sua MoBo (Motherboard - Placa Mãe).

Outras dicas deste autor

Após período de incerteza, aptosid renasce a partir do antigo sidux

Linux Mint 7 não precisou de "cheatcodes" para rodar em NoBo Acer Aspire

Configuração do GRUB no PCLinuxOS 2009-2 - muito interessante e prática

Lxde no sidux Momos 2009-03 - leveza, riqueza de recursos e performance

Estabilidade e continuidade em conexões 3G usando o "ping"

Leitura recomendada

Onde encontrar informações sobre o Ubuntu

AIX - Identificando portas abertas

Google Chrome e os discos SSD

Entradas de Menu (executado no Ubuntu 9.10)

Horários diferentes? A culpa é do "UTC"

  

Comentários
[1] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 07/07/2009 - 15:01h

Meu novo "canivete Suiço", já é o sidux 2009-02 (Aethir) pois reinstalei esta nova versão no pendrive, ainda que seja o primeiro preview do próximo lançamento do sidux.

Está tudo funcionando perfeitamente, com kde4 e reconhecimento total do meu hardware.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts