Cache de conteúdo dinâmico com o Squid

Publicado por Carlos Affonso Henriques. em 12/09/2009

[ Hits: 19.177 ]

 


Cache de conteúdo dinâmico com o Squid



Sites que possuem grande volume de acessos empregam técnicas para dividirem o acesso entre diversos hosts diferentes, isso evita a sobrecarga de acessos a um único host.

O Squid, por padrão, não trata isso muito bem, pois ele vincula um objeto a um IP e não a um domínio. O que faremos é exatamente isso.

Daremos como exemplo os sites Youtube, UOL e Google, que são sites grandes que possuem grande volume de acessos.

Primeiramente incluiremos, no mime.conf, a extensão do tipo de arquivo que é empregada no Youtube da seguinte forma:

\.flv$          application/x-shockwave-flash   anthony-unknown.gif     -       image   +download

Agora vamos ao squid.conf fazer o seguinte.

Comente as seguintes linhas:

#hierarchy_stoplist cgi-bin ?
#acl QUERY urlpath_regex cgi-bin \?
#cache deny QUERY

Em seguida crie uma acl, no meu caso eu a chamei de youtube mesmo e acrescente a esta acl tantos domínios quanto forem necessários. Atentem para o seguinte, esta acl deve estar logo abaixo das linhas comentadas, pois a ordem das acls são relevantes.

acl youtube dstdomain .youtube.com .youtube.com.br .uol.com.br .google.com .google.com.br .orkut.com .orkut.com.br
cache allow youtube

Pronto! Agora o Squid se referenciará ao objeto que estiver sob os domínios que estiverem listados na acl youtube, independentemente do host para que a requisição for direcionada.

Outras dicas deste autor

CBQ: controle efetivo

Comando sed para formatar CNPJ - formatos antigo e novo

Permissões persistentes em portas seriais

Executando comandos do Shell Bash pelo Python

Compilando um novo kernel herdando as configurações do antigo

Leitura recomendada

Instalando temas no aMSN

Instalando Flashplayer Square da Adobe no Debian 6 (Squeeze) amd64

Segurança no Iptables

Fazendo Upload no Git pelo Terminal

Estabilidade e continuidade em conexões 3G usando o "ping"

  

Comentários
[1] Comentário enviado por Credmann em 13/09/2009 - 02:51h

O procedimento funciona mesmo colocando o tipo MIME correto — video/x-flv —, Carlos?

[2] Comentário enviado por capitainkurn em 13/09/2009 - 19:50h

Nao testei, apenas copiei o tipo mime dos objetos flash e simplesmente funcionou, nao mexi mais.

[3] Comentário enviado por carbony em 30/09/2009 - 09:38h

ola carlos,
uso a distro debian 5 lenny, nao consigo achar o arquivo mime.conf pra fazer as alterações como descrito acima, achei mime.type seria a mesma coisa? valeu!!!

[4] Comentário enviado por thur em 14/11/2009 - 22:26h

carbony
find / -name 'mime.conf'

ira aparecer onde esta o arquivo, mas acredito que esteja em /usr/share/squid/mime.conf

[5] Comentário enviado por Tacioandrade em 23/06/2013 - 19:49h

Carlos boa noite, isso funciona em Squid2 correto? No caso esse principio pode ser usado para qualquer tipo de dominio e conteúdo, como por exemplo atualizações de anti virus pro exemplo?

[6] Comentário enviado por peppermate em 14/07/2014 - 21:30h

Cara, na boa.....

VC MANJA MUITO!!!!


VALEU!!!!



Contribuir com comentário