Cache de conteúdo dinâmico com o Squid

Publicado por Carlos Affonso Henriques. em 12/09/2009

[ Hits: 19.463 ]

 


Cache de conteúdo dinâmico com o Squid



Sites que possuem grande volume de acessos empregam técnicas para dividirem o acesso entre diversos hosts diferentes, isso evita a sobrecarga de acessos a um único host.

O Squid, por padrão, não trata isso muito bem, pois ele vincula um objeto a um IP e não a um domínio. O que faremos é exatamente isso.

Daremos como exemplo os sites Youtube, UOL e Google, que são sites grandes que possuem grande volume de acessos.

Primeiramente incluiremos, no mime.conf, a extensão do tipo de arquivo que é empregada no Youtube da seguinte forma:

\.flv$          application/x-shockwave-flash   anthony-unknown.gif     -       image   +download

Agora vamos ao squid.conf fazer o seguinte.

Comente as seguintes linhas:

#hierarchy_stoplist cgi-bin ?
#acl QUERY urlpath_regex cgi-bin \?
#cache deny QUERY

Em seguida crie uma acl, no meu caso eu a chamei de youtube mesmo e acrescente a esta acl tantos domínios quanto forem necessários. Atentem para o seguinte, esta acl deve estar logo abaixo das linhas comentadas, pois a ordem das acls são relevantes.

acl youtube dstdomain .youtube.com .youtube.com.br .uol.com.br .google.com .google.com.br .orkut.com .orkut.com.br
cache allow youtube

Pronto! Agora o Squid se referenciará ao objeto que estiver sob os domínios que estiverem listados na acl youtube, independentemente do host para que a requisição for direcionada.

Outras dicas deste autor

Eliminando o splash screen do KDE

Alterando permanentemente o MAC address da Ethernet do Raspberry Pi

Espelhamento remoto com ChironFS

Backup do MongoDB diretamente para o Amazon S3 com o s3cmd

rc.local no Arch Linux

Leitura recomendada

Alternando entre proxies diferentes no Firefox com facilidade

Problema com ícone de rede no Ubuntu 8.10

Baixando uma lista de downloads com o wget

Configurando plugin Java para o Firefox no Slackware 12

Acesso a Internet via proxy em servidor GNU/Linux - Configuração via linha de comando

  

Comentários
[1] Comentário enviado por Credmann em 13/09/2009 - 02:51h

O procedimento funciona mesmo colocando o tipo MIME correto — video/x-flv —, Carlos?

[2] Comentário enviado por capitainkurn em 13/09/2009 - 19:50h

Nao testei, apenas copiei o tipo mime dos objetos flash e simplesmente funcionou, nao mexi mais.

[3] Comentário enviado por carbony em 30/09/2009 - 09:38h

ola carlos,
uso a distro debian 5 lenny, nao consigo achar o arquivo mime.conf pra fazer as alterações como descrito acima, achei mime.type seria a mesma coisa? valeu!!!

[4] Comentário enviado por arthurmatiello em 14/11/2009 - 22:26h

carbony
find / -name 'mime.conf'

ira aparecer onde esta o arquivo, mas acredito que esteja em /usr/share/squid/mime.conf

[5] Comentário enviado por Tacioandrade em 23/06/2013 - 19:49h

Carlos boa noite, isso funciona em Squid2 correto? No caso esse principio pode ser usado para qualquer tipo de dominio e conteúdo, como por exemplo atualizações de anti virus pro exemplo?

[6] Comentário enviado por peppermate em 14/07/2014 - 21:30h

Cara, na boa.....

VC MANJA MUITO!!!!


VALEU!!!!



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts