Área de Troca (swap)

Publicado por Fábio Berbert de Paula em 07/11/2002

[ Hits: 50.194 ]

Blog: https://www.facebook.com/jedi.fabio

 


Área de Troca (swap)



O Linux tem suporte a memória virtual, isto é, ele utiliza o disco como extensão da memória RAM, fazendo com que o tamanho de memória disponível cresça consideravelmente. A parte do disco que é usada como memória virtual é chamada área de troca ou área de swap.

O Linux pode usar tanto um arquivo normal de um sistema de arquivos quanto uma partição separada para área de troca.

Criando uma área de troca

Uma boa maneira de criar uma área de troca sem espaços vazios é utilizar o seguinte comando:
# dd if=/dev/zero of=/extra-swap bs=1024 count=1024
1024+0 registros de entrada
1024+0 registros de saída
Onde /extra-swap é o nome do arquivo de troca e o tamanho é dado pelo parâmetro count=. O tamanho mais indicado deve ser múltiplo de 4, uma vez que o kernel utiliza páginas de memória de 4 kb de tamanho.

Após criar a partição de troca ou um arquivo de troca, é necessário gravar uma assinatura no seu início, que contém algumas informações administrativas utilizadas pelo kernel. O comando utilizado é o mkswap, da seguinte forma:

# mkswap /extra-swap 1024
Configurando espaço de permuta (swap) versão 1, tamanho = 1044480 bytes

O gerenciador de memória do Linux limita o tamanho da área de troca em cerca de 127 MB. Pode-se porém utilizar até 16 áreas de troca simultaneamente, totalizando cerca de 2 GB.

Usando a área de troca

Uma área de troca é ativada através do comando swapon. Este comando diz ao kernel que a área de troca pode ser usada. O caminho para a área de troca é dado como um argumento:

# swapon /extra-swap

Áreas de troca podem ser usadas automaticamente ao serem listadas no arquivo /etc/fstab:

/dev/hdb6 swap swap defaults 0 0

O script de inicialização /etc/rc.d/rc.sysinit executará o comando swapon -a, inicializando as área de troca listadas neste arquivo.

Atenciosamente,
Fábio Berbert de Paula
fabio@vivaolinux.com.br
Outras dicas deste autor

Instalando PokerStars no GNU/Linux

Resolvendo flash sem som no Firefox

iptables - Como apagar uma regra NAT

Lista de discussão sobre a certificação LPI (Linux Professional Institute)

O comando slocate

Leitura recomendada

Acesso negado para root no MySQL e PhpMyAdmin

Descompactando arquivos 7z

Plymouth: Temas para Gentoo/Funtoo

Linux: o que é preciso para as pessoas começarem a usar?

Configurando um proxy trasparente com liberação para o site da caixa (Conectividade Social)

  

Comentários
[1] Comentário enviado por morpheus_ em 04/11/2004 - 12:51h

interessante... sou novato na utilizaçao do linux.. e ouvi falar que a partiçao swap deve ser de igual tamanho da memoria ram fisica utilizada na maquina... isto procede?

[2] Comentário enviado por gaiada em 25/05/2005 - 15:11h

ótima dica!
estavaprocurando exatamente isso, pois achava que não adiantava mto o tamando da minha swap e agora estava procurando augo me melhorace o desenpenho de minha maquina...no momento eu to no trabalho (windows), mas aiism que chegar em casa eu vou testar!!

valew!

[3] Comentário enviado por matpestana em 05/11/2006 - 20:10h

grande dica,caro admin,otima para iniciantes!

[4] Comentário enviado por animal homelinux em 31/07/2007 - 14:49h

gostei da dica

me ajudou bastante


[5] Comentário enviado por leandrobhbr em 16/10/2007 - 10:00h

Se vc tiver um servidor com 1GB de memória seria necessário utilizar swap... no caso de uso para proxy e firewall??? sem interface gráfica.

A swap serviria apenas quando houvesse escassez de memória??

[6] Comentário enviado por removido em 05/11/2009 - 02:24h

A proposito... escrevi um programinha Tk pra isso em 2001 (acho, faz tempo isso):

http://www.tucows.com/preview/201024

[7] Comentário enviado por anderson1277 em 08/06/2010 - 20:49h

vlw cara me ajudou muito



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts