A guerra do século: Linux e Windows?

Publicado por Eric Vinicius Messias em 31/05/2010

[ Hits: 5.049 ]

 


A guerra do século: Linux e Windows?



Encontrei este artigo que faz uma análise que mostra o quão ridícula são algumas afirmações de ambos os lados nesta pseudo guerra que muitos afirmam existir.

Que existe uma concorrência entre os dois sistemas operacionais é fato, mas todo esse entusiasmo, todo esse barulho em torno disso é realmente necessário?

Porque não aproveitar o que ambos os lados tem de bom a oferecer?

É como eu digo: o melhor S.O é aquele que resolve seus problemas.

Se um só não é suficiente, vamos usar os dois e pegar um pouco do MAC pra ficar mais bonito! kkk
Leiam e tirem suas próprias conclusões!

Valeu.

Éric Messias

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

Compartilhar rapidamente um diretório como se fosse uma página web

LocalePurge, removendo locales não utilizados no Arch Linux e em distros Debian-like

Debian "Backported" ISOs

Compiz + KDE no Slackware 14.1

Comprimindo arquivos PDF no Nautilus

  

Comentários
[1] Comentário enviado por Bergcc em 01/06/2010 - 09:13h

O artigo é bom. Porém temos de concordar em alguns aspectos.
Praticamente todos os usuários Linux um dia foram usuários Windows., logo, estes sim tem experiências em ambos os lados e podem tirar melhores conclusões.
Outro fato é que aquele que defende a migração para o linux, defende tbm o Software Livre, a liberdade de conhecimento e de compartilhamento na busca da solução que melhor se adapte as nescessidades. E sabemos que isso seria impossível com Microsoft e Apple.
E cito tbm um trecho onde que o autor cita apenas o Active Directory no Windows e para o linux ele cita: firewall, servidores para bancos de dados, páginas web, nestas o Linux ganha disparado. Hj saiu uma nota o BrLinux, citando que 470 dos 500 maiores computadores do mundo rodam em linux.
"Abraço a causa pq acredito!"

:)

[2] Comentário enviado por Teixeira em 01/06/2010 - 18:49h

Excelente observação.
Realmente são pouquíssimos os usuários de GNU/Linux que não passaram anteriormente pelo Windows, os quais "tem experiências em ambos os lados e podem tirar melhores conclusões".
Mas não vejo a "disputa" como uma "guerra".
Aqui lutamos simplesmente pela liberdade de usar legalmente, de experimentar, de modificar e de contribuir.
Do outro lado, lutam por dinheiro, por posição no mercado, o que também não é errado, pois afinal de contas também lutam por uma forma de sobrevivência.
Windows não oferece perigo para o software livre, porém a recíproca não é verdadeira.
Mas o software livre tem obrigado a Microsoft a melhorar substancialmente a qualidade de seus produtos, e com isso o consumidor só tem a ganhar.
Há alguns anos atrás os hambúrgueres fabricados no Brasil eram simplesmente horríveis. Até que uma grande empresa entrou no mercado com uma grande exigência de padrões, obrigando todos os fabricantes a melhorar - ou ir à falência.
Com isso, mesmo aqueles que não conseguiram atingir os padrões muito rigorosos daquela empresa, conseguiram melhorar de tal forma que seus produtos são plenamente aceitáveis neste novo mercado que surgiu.
A concorrência é sempre saudável, pois todos se beneficiam através de melhor qualidade e preços mais acessíveis. Ao contrário, quando não existe concorrência, ficamos à mercê de monopólios indesejáveis e de produtos com qualidade duvidosa, da qual nem mesmo podemos reclamar.
Podemos concluir afirmando sem medo de errar, que usuários Linux já conheciam a outra parte da moeda, e fizeram uma opção muito bem pensada.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts