A guerra do século: Linux e Windows?

Publicado por Eric Vinicius Messias em 31/05/2010

[ Hits: 5.142 ]

 


A guerra do século: Linux e Windows?



Encontrei este artigo que faz uma análise que mostra o quão ridícula são algumas afirmações de ambos os lados nesta pseudo guerra que muitos afirmam existir.

Que existe uma concorrência entre os dois sistemas operacionais é fato, mas todo esse entusiasmo, todo esse barulho em torno disso é realmente necessário?

Porque não aproveitar o que ambos os lados tem de bom a oferecer?

É como eu digo: o melhor S.O é aquele que resolve seus problemas.

Se um só não é suficiente, vamos usar os dois e pegar um pouco do MAC pra ficar mais bonito! kkk
Leiam e tirem suas próprias conclusões!

Valeu.

Éric Messias

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

YourMove - Concurso da Intel (vale a pena visitar)

Verificando se há mensagens em sua caixa postal Yahoo

Instalando o driver nVidia versão 190 no Ubuntu 9.10 - sem complicação

Personalizando a saída do uname

Squid - Resolvendo erros ao tentar parar, iniciar ou reiniciar

  

Comentários
[1] Comentário enviado por Bergcc em 01/06/2010 - 09:13h

O artigo é bom. Porém temos de concordar em alguns aspectos.
Praticamente todos os usuários Linux um dia foram usuários Windows., logo, estes sim tem experiências em ambos os lados e podem tirar melhores conclusões.
Outro fato é que aquele que defende a migração para o linux, defende tbm o Software Livre, a liberdade de conhecimento e de compartilhamento na busca da solução que melhor se adapte as nescessidades. E sabemos que isso seria impossível com Microsoft e Apple.
E cito tbm um trecho onde que o autor cita apenas o Active Directory no Windows e para o linux ele cita: firewall, servidores para bancos de dados, páginas web, nestas o Linux ganha disparado. Hj saiu uma nota o BrLinux, citando que 470 dos 500 maiores computadores do mundo rodam em linux.
"Abraço a causa pq acredito!"

:)

[2] Comentário enviado por Teixeira em 01/06/2010 - 18:49h

Excelente observação.
Realmente são pouquíssimos os usuários de GNU/Linux que não passaram anteriormente pelo Windows, os quais "tem experiências em ambos os lados e podem tirar melhores conclusões".
Mas não vejo a "disputa" como uma "guerra".
Aqui lutamos simplesmente pela liberdade de usar legalmente, de experimentar, de modificar e de contribuir.
Do outro lado, lutam por dinheiro, por posição no mercado, o que também não é errado, pois afinal de contas também lutam por uma forma de sobrevivência.
Windows não oferece perigo para o software livre, porém a recíproca não é verdadeira.
Mas o software livre tem obrigado a Microsoft a melhorar substancialmente a qualidade de seus produtos, e com isso o consumidor só tem a ganhar.
Há alguns anos atrás os hambúrgueres fabricados no Brasil eram simplesmente horríveis. Até que uma grande empresa entrou no mercado com uma grande exigência de padrões, obrigando todos os fabricantes a melhorar - ou ir à falência.
Com isso, mesmo aqueles que não conseguiram atingir os padrões muito rigorosos daquela empresa, conseguiram melhorar de tal forma que seus produtos são plenamente aceitáveis neste novo mercado que surgiu.
A concorrência é sempre saudável, pois todos se beneficiam através de melhor qualidade e preços mais acessíveis. Ao contrário, quando não existe concorrência, ficamos à mercê de monopólios indesejáveis e de produtos com qualidade duvidosa, da qual nem mesmo podemos reclamar.
Podemos concluir afirmando sem medo de errar, que usuários Linux já conheciam a outra parte da moeda, e fizeram uma opção muito bem pensada.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts