Utilizando atributos em partições ReiserFS

Creio que muitos administradores e usuários Linux devem utilizar as vantagens dos comandos 'chattr' e 'lsattr' para definir e listar atributos em arquivos e diretórios. O problema é que originalmente só quem usava EXT2 e EXT3 podia utilizar dessas facilidades, mas agora você aprenderá como utilizá-los no ReiserFS.

[ Hits: 21.727 ]

Por: Carlos Vinícius Braga dos Santos em 30/12/2006 | Blog: http://slaypher.wordpress.com


Recompilando o Kernel e definindo as configs



Para o nosso exemplo utilizamos o Slackware 11.0 sob o kernel 2.6.18, que vem no DVD (diretório testing), mas você pode utilizar qualquer Kernel da série 2.6. Para os usuário da série 2.4 será necessário aplicar um patch para que possamos habilitar o suporte no kernel, embora eu julgue melhor utilizar a série 2.6, pois aparentemente os patches estão desatualizados. Mas caso queira tentar, basta acessar:
Vamos então acessar o diretório do nosso kernel, normalmente /usr/src/linux e fazer as alterações necessárias, para isso, como todos já devem conhecer, damos o comando:

# make menuconfig

E nos dirigimos a sessão 'File systems' e habilitamos como build-in:
[*] ReiserFS extended attributes
    [*] ReiserFS POSIX Access Control Lists
    [*] ReiserFS Security Labels
Com isso saímos e compilamos o kernel normalmente com os devidos comandos:

# make bzImage && make modules && make modules_install

Agora movemos o novo kernel para o diretório '/boot' junto com o 'System.map' e o '.config':

# cp arch/i386/boot/bzImage /boot/vmlinuz-2.6.x-xxx
# cp System.map /boot/System.map-2.6.x-xxx
# cp .config /boot/config-2.6.x-xxx


Onde 'xxx' é a sua respectiva versão, modelo e identificação, caso julgue essencial para futuras modificações você não se perder.

Agora vamos editar o arquivo '/etc/lilo.conf' e adicionar a nova entrada para o nosso recém compilado kernel.

################
# Novo Kernel com suporte a attrs reiserfs

image = /boot/vmlinuz-2.6.x-xxx
  root = /dev/hda1
  label = NovoLinux
  read-only
###############

Lembrando de colocar corretamente a versão e identificação do kernel conforme está no diretório '/boot' e principalmente de definir em qual partição está o seu Sistema de Arquivos Linux, no meu caso foi '/dev/hda1', mas no seu pode ser diferente, então fique atento para esses detalhes.

Após essas mudanças, execute o comando:

# lilo

E veja se não foi emitido nenhum erro, caso tenha acusado, edite o arquivo '/etc/lilo.conf' novamente e concerte os erros e 'lilo' novamente para gravar as mudanças no Sistema de BOOT.

Pra finalizar as mudanças, precisamos agora editar o '/etc/fstab' e adicionar a opção 'attrs' na linha onde é montado a nossa partição Linux, ficando no seguinte formato:

/dev/hda1     /       reiserfs    defaults,attrs   1   1

Depois salve o arquivo e reinicie o PC com seu novo kernel. E vamos lá!

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Atributos em partições Linux
   2. Recompilando o Kernel e definindo as configs
   3. Finalmente, usando atributos em ReiserFS
Outros artigos deste autor

Traduzir dicas e mensagens do login

Backup automatizado e seguro usando SSH / SCP / SFTP

Você sabe o que é INODE?

Leitura recomendada

Acessando disquetes no Linux

NTFS-3g: Leitura e gravação em NTFS com segurança? Ainda não!

Explorando NFS mal configurado

Gravando com cdrecord

Acessar, ler e escrever em partições Linux no Windows

  
Comentários
[1] Comentário enviado por EdDeAlmeida em 30/12/2006 - 17:29h

Muito bom cara! Gostei mesmo! Sou usuário do reiserfs e vou fazer as mudanças para usar os atributos ainda hoje. Valeu mesmo!

[2] Comentário enviado por removido em 01/01/2007 - 03:39h

parabens!!!! mto legal!!!

[3] Comentário enviado por coffnix em 01/01/2007 - 22:13h

gostei de ver! muito bom esse artigo.

parabéns

[4] Comentário enviado por anderson_souza em 02/01/2007 - 10:36h

Eh isso ai.

Eu conhecia esses comandos. Mas de tanto sem usar acaba esquecendo de alguma coisa. O artigo me fez lembrar.

O artigo foi bom para quem ja conhecia, e deve ter sido melhor para quem nao conhecia.

OK. muito bom artigo.

[5] Comentário enviado por cytron em 02/01/2007 - 21:47h

Bom cara! Isso vai facilitar muito as coisas em termo de velocidade, dá pra ganhar um bom desempenho no diretório var.

Agora a questão é o seguinte: Será que no proc isso funciona? Tipo -A???

[6] Comentário enviado por slaypher em 19/01/2007 - 14:28h

Olá,

Desculpem a demora em postar mas estive fora por alguns dias.

Primeiramente obrigado pelos elogios e espero que tenham aproveitado bem esse simples artigo, e respondendo a sua dúvida cytron, não é possível atribuir nenhum desses parâmetros aos diretórios:

/proc
/dev
/sys

Se você der o comando:

$ lsattr /

Verá que não é possível trabalhar com esses atributos em cima deles.

[]'s

[7] Comentário enviado por adrianoturbo em 27/06/2008 - 10:41h

Ficou bem claro em seu artigo a diferença entre atributos e permissão,muito bom o artigo.

[8] Comentário enviado por GilsonDeElt em 08/09/2011 - 14:51h

Very good artigo!

Vou testar isso depois, no meu note!
=)


Contribuir com comentário