Traduzindo legendas de maneira prática no Linux

Este artigo se propõe a mostrar como traduzir um arquivo de legenda sem precisar traduzir palavra por palavra.

[ Hits: 26.765 ]

Por: andre uebe em 11/03/2009 | Blog: http://resa.net.br


Procedimento



Para o experimento em questão, utilizou-se os arquivos de legenda no formato .ssa. Fiz um teste com o formato .srt, mas as legendas não apareciam (fica aí uma possibilidade de mais testes para quem quiser contribuir).

Logo, se o artigo estiver no formato .srt, faz-se necessário abrí-lo em um programa de edição de legendas (como o gaupol e o gnome-subtitle) e convertê-lo para .ssa. Para se demonstrar como fazer isto, vamos utilizar o gaupol. A princípio, tem-se o arquivo original em formato .srt:
Linux: Traduzindo legendas de maneira prática
Em seguida, salve o arquivo como .ssa. Para tanto, no gaupol, vá em File --> Save as e escolha em "Format" o formato "Sub Station Alpha".
Linux: Traduzindo legendas de maneira prática
Uma vez salvo a legenda no formato .ssa, deve-se abrir o arquivo pelo BrOffice e selecionar todas as linhas que começam com "Dialogue".
Linux: Traduzindo legendas de maneira prática
Copie as mesmas e cole-as na ferramenta de idiomas do Google. Selecione "Espanhol -> Portugues", cole o texto a ser traduzido e clique em traduzir:
Linux: Traduzindo legendas de maneira prática
Se alguma parte do texto não for traduzida pelo Google (se o texto for muito extenso o Google não copia tudo de uma vez), repita a operação com o restante do texto não traduzido. Nesta etapa, pode-se utiliza outro tradutor a seu critério.

Em seguida, copie o texto traduzido (a direita na tela):
Linux: Traduzindo legendas de maneira prática
para o o arquivo .ssa original, substituindo os "Dialogues" em língua estrangeira pelos "Dialogues". Cuidado pois deve-se substituir APENAS as linhas que contém os "Dialogues", como mostra a figura a seguir:
Linux: Traduzindo legendas de maneira prática
Uma vez feito isto, é hora de salvar as alterações e é aí que está o "pulo do gato". No momento de salvar o arquivo .ssa traduzido e aberto no BrOffice, selecione o formato de arquivo "Text Encoded", como mostra a figura:
Linux: Traduzindo legendas de maneira prática
Se necessitar, altere a extensão do arquivo de "txt" para "ssa".

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Problemática
   2. Procedimento
   3. Compilando
Outros artigos deste autor

Configurando placa 3D nVidia 6200 com TV-out no Kurumin 7

Executando (entre outras funcionalidades) qualquer vídeo no Mozilla a partir do add-on Media Player Connectivity

Como resolver libusb error no Heimdall

Convertendo arquivo de vídeo em áudio via ffmpeg (incluindo metadados)

Compiz Fusion: Ativando o efeito de "janela pegando fogo" e outros efeitos 3D

Leitura recomendada

Dando uma "enfeitada" no Ubuntu com o gDesklets

XFree86 - Um pouco da história deste poderoso ambiente gráfico para UNIX

Relatórios Personalizados no OcoMon

Aventuras, desventuras e Software Livre

GSlapt - Gerenciando os pacotes de seu Slackware

  
Comentários
[1] Comentário enviado por tonhaosemacento em 12/03/2009 - 09:10h

Tenta fazer o seguinte no OpenOffice

Localizar e substituir

Clique em "mais opções" e marque "expressões regulares"

Localizar "\n" ( barra invertida n (a que fica ao lado do Z em teclados abnt2), sem aspas, caso ao enviar o comentario tire a barra)
Substituir por "\n"

Clique em substituir todos


Todos os soft returns terão virado parágrafo. Você salvar em .srt ou .sub normalmente.

Obs: Só achei o jeito um meio "porco" de traduzir legendas... rsrsrs

[2] Comentário enviado por eduveks em 12/03/2009 - 12:37h

há e um site novo bom de legendas é o:

http://www.downsubs.com

É o mais completo!

E aqueles programas de tradução para Windows não funcionaria no Linux com o Wine?


[3] Comentário enviado por andreuebe em 12/03/2009 - 12:41h

tonhaosemacento

Vou testar a dica.

A questão toda é que o usuário achar que a lógica ^C + Traduzir + ^V se aplica facilmente a este caso, não é verdade pois o arquivo final, não será editado no gaupol ou outro editor de legendas.

Não entendí o "porco" (trabalhoso, complicado, ...)? :)

A questão é que infelizmente ainda não achei um software "inteligente" (inteligente = Tradução de verdade como no Google Docs) para tradução de legendas no linux.

Torço para que os procedimentos descritos "caduquem". Sinal de que procedimentos melhores surgiram ou, melhor, surgiu algum programa inteligente de tradução. Mas por enquanto... De qualquer modo já serve como base de discussão.

Obrigado

Andre


[4] Comentário enviado por andreuebe em 13/03/2009 - 09:24h

eduveks

Valeu pela dica. O wine é uma boa idéia de teste. Mas, a princípio, só achei tradutores "inteligentes" 9daquele que você tem digitar a palavra antes para que haja uma substituição automática. Coo Windows não é o meu forte... Você indicaria algum para teste (mas um INTELIGENTE e não "inteligente") rs.

Vale aí aos desenvolvedores o destaque a necessidade de algo no gênero, para o Linux.


Abs

Andre

[5] Comentário enviado por tonhaosemacento em 13/03/2009 - 12:03h

O "porco" que me referi é devido a qualidade da tradução automática. Eu fazia (faço, mas não atuo atualmente) parte do grupo BuTT, do BrasilShare, e legendava filmes, episódios de South Park, Simpsons, etc...

Geralmente criava a legenda direto do áudio, não era tradução propriamente dita. Mas nunca gostei de usar software, pois muita coisa passa batida... Um exemplo básico: Certa vez estava assistindo uma série, e o nome de uma personagem era Hawk, mas em 80% da série (com 6 episódios) aparecia Águia....

Não considere o "porco" como ofensa... apenas não gosto de resultado... perde-se gírias, siglas, expressões idiomáticas, etc... Nada que uma boa revisão não resolva

Voltando ao assunto, creio que o software não reconheça justamente por o soft return não se tratar de uma quebra de linha propriamente dita... No Windows CR e LB (carriage return e Line Break). No Linux é somente LB. Em teoria o soft break é apenas LB, mas devido a programação dos softwares ele deva procurar pelo CR LB

[6] Comentário enviado por andreuebe em 15/03/2009 - 08:59h

tonhaosemacento

Acho teu comentário super pertinente, até pelo alerta intrinseco que representa. Fazer uma tradução em um tradutor automático e não revisar, é dar um "tiro no pé". rs, Até hoje não achei um tradutor que fizesse traduções perfeitas exatamente por causa desta "expressões idiomáticas".

Em relação a "quebra de linha" deixe tentar entender melhor: No Linux tem-se apenas LB cujo simbolo na imagem do BrOffice é o da figura 2 e o software (no caso o gaupol) busca CR e LB cujo simbolo na imagem do BrOffice é o da figura 1?

Abs

Andre


[7] Comentário enviado por andreuebe em 15/03/2009 - 09:34h

tonhaosemacento

Em relação a sua sugestão:

-------------------
Clique em "mais opções" e marque "expressões regulares"

Localizar "\n" ( barra invertida n (a que fica ao lado do Z em teclados abnt2), sem aspas, caso ao enviar o comentario tire a barra)
Substituir por "\n"

Clique em substituir todos
-------------------


Tentei mas não abriu nem no avidemux nem no gaupol. Creio que há problema também na codificação.

Abs

Andre


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts