Tornando o kernel do OpenBSD enxuto

Este artigo visa demonstrar o uso da ferramenta dmassage para tornar o kernel do OpenBSD o mais enxuto possível. Descobri a ferramenta dmassage enquanto lia o livro "Absolute Openbsd - Unix for the pratical paranoid", que eu recomendo para aqueles que querem entrar no mundo dos BSD's.

[ Hits: 16.849 ]

Por: Giancarlo Rubio em 18/09/2007


Compilando o kernel



Usamos o config para criar os arquivos necessários para a compilação:

# config new
Don't forget to run "make depend"

Descemos 2 níveis e entramos no diretório do kernel new:

# cd ../compile/new/

Compilamos as dependências:

# make depend

Compilamos o kernel:

# make

O kernel ainda não está instalado, para instalarmos devemos copiar o arquivo bsd que está nesta pasta para o diretório /. Para evitarmos um erro de kernel no boot, vamos copiar o kernel com um nome diferente de bsd, no caso bsd.new.

# cp bsd /bsd.new

Feito isso podemos reiniciar a máquina, atentando para a hora em que o boot for iniciar carregarmos o novo kernel digitarmos "boot bsd.new".

Using Drive: 0 Partition: 3
reading boot.....
probing: pc0 com0 com1 apm mem[639k 255M a20=on]
disk: fd0 hd0+
>> OpenBSD/i386 BOOT 2.10
boot> boot bsd.new

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Compilando o kernel
   3. Instalado o kernel
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Implementando um kernel GNU/Linux mais seguro

Como instalar o bootsplash no Debian 3.1 Sarge a partir do zero

Empacotamento de Kernel em Sistemas Debian-Based

Compilar e habilitar os módulos ip_table e iptable_nat no kernel 2.6.26 no Debian Linux

Como acelerar o GNU-Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por cvs em 18/09/2007 - 12:32h

Ja havia ouvido falar desse dmassage há muito tempo, no site do João Salvatti(openbsd_pa), tem falando sobre ele.
Mas valeu pela iniciativa.

[2] Comentário enviado por cvs em 18/09/2007 - 12:34h

Em tempo gostaria de postar aqui um e-mail que foi passado para gente na lista openbsd_pa pelo Eduardo Alvarenga, aqui transcrevo:

"Voltando a parte técnica.

Não há ganho nenhum e usar o dmassage além da redução do tamanho da imagem /bsd.
O kernel do OpenBSD não usa mais ou menos recursos, ele usa apenas o
que consegue detectar.

Fiquem com o GENERIC."

[3] Comentário enviado por gianrubio em 18/09/2007 - 13:03h

Talvez tenha me expressado mal, mais a economia de memoria (e de tempo) que me refiro e em relacao ao boot. O artigo nao foi escrito para incrementar a perfomance, foi apenas uma solucao que encontrei para reduzir meu kernel. No inicio dele ja cito que os propios developers do openbsd nao recomendam compilar o kernel.

Segundo o faq do openbsd
http://cvs.openbsd.org/faq/faq5.html#Why

Em termos de perfomance o proprio faq do open ja e um bom começo
http://cvs.openbsd.org/faq/faq6.html#Tuning
http://cvs.openbsd.org/faq/faq14.html#DiskOpt
http://cvs.openbsd.org/faq/pf/perf.html

Removing device drivers may speed the boot process on your system, but can complicate recovery should you have a hardware problem, and is very often done wrong. Removing device drivers will not make your system run faster by any noticeable amount, though can produce a smaller kernel.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts