Sistemas Operacionais Online

Trabalho de graduação sobre sistemas operacionais em nuvem. Aborda visão geral sobre o assunto, faz análises de alguns serviços etc.

[ Hits: 29.305 ]

Por: Raul Kaio em 22/09/2011


O que é?



Os sistemas operacionais online ou em nuvem surgiram na Web 2.0. Para entender melhor, o que é a Web 2.0? Por muitos ela é considerada a segunda geração da internet. Nessa geração há um aumento da interação entre a Web e o usuário.

Com isso os serviços disponibilizados na rede começam a se integrar, assim em todos os sites que se vai há botões de compartilhamento para as redes sociais e em todo e qualquer site que se entre, há a possibilidade de compartilhar aquilo com os outros.

Ok, então, resumindo, a Web 2.0 é mais interativa, integra o mundo real ao mundo digital, tornando a internet uma grande sociedade. E então, conforme as utilidades da Web 2.0 foram se revelando aos usuários, foi inventada a computação nas nuvens, que é a ideia de "suba seus arquivos para os nossos servidores, aqui eles estarão mais seguros!" e aí foram criados os sistemas operacionais online.

Fácil e seguro

A computação em nuvem é bastante legal nesse ponto de gerenciamento de arquivos. Se o seu computador estragar, por exemplo, seus arquivos correm um risco enorme de serem perdidos se não houver um backup. Com a computação em nuvem é feito o upload dos seus arquivos para o servidor correspondente ao serviço escolhido, e é claro, eles tem toda uma tecnologia de backup para manter seus arquivos seguros.

Assim, com os sistemas operacionais você tem aplicações, seus arquivos, tudo online, pode acessá-los de qualquer lugar. É mais útil do que parece, principalmente se não houver um computador em casa, assim a pessoa pode ir a uma lan house e lá terá o seu computador todinho online. É útil também pra quem não para em casa, trabalha viajando para vários lugares, ao precisar acessar um documento importante, pode acessá-lo online.

"Gratuito"

A parte ruim vem para os usuários que não querem gastar nada, é que grandes empresas visam grandes lucros, óbvio, e com isso o que era todo grátis acabou passando a ser parte pago. Limitaram o armazenamento e alguns serviços específicos em vários SOs, mas nada que atrapalhe o uso, muito pelo contrário, até porque se o usuário quiser estender os serviços, é tudo barato.

Acessível

É possível acessar qualquer um dos sistemas online, tendo apenas um navegador com os serviços de flash player e java atualizados. É bastante leve, e trás uma experiência de interação bem legal. Uma coisa que atrapalha um pouco é a velocidade da internet, principalmente para upload de arquivos. Se o usuário estiver usando uma wireless ou 3G, dependendo da estabilidade da internet, o serviço pode desconectar e um arquivo que estava sendo editado se perder, ou perder um upload, o que atrapalha um pouco. Mas com tanta facilidade de acesso, tem sempre algum ponto contra, porém nada que atrapalhe a experiência, repito.

Linguagem de programação

O primeiro SO onilne foi o Palm WebOS, criado por um estudante sueco Fredrik Malmer em XHTML e JavaScript. Sistemas operacionais comuns são feitos em linguagem C, Assembly, dentre outras, enquanto os online tem de ser criadas em linguagem que possam ser lidas pelo próprio browser, assim são feitos comumente em PHP ou Java.

Aplicativos

Cada sistema tem características próprias, portanto os aplicativos iniciais variam de serviço para serviço. A maioria dos sistemas tem processador de texto, serviço de upload de arquivos, calendários, calculadoras, apenas aplicações básicas, e as avançadas vão depender do objetivo da empresa e variam de um sistema a outro.

Já outros serviços apostam no conhecimento avançado do usuário para a customização do serviço, assim há sistemas que disponibilizam ferramentas para criação de aplicativos, um exemplo é o falecido YouOS.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. O que é?
   2. Testando sistemas operacionais online
   3. Visão geral
Outros artigos deste autor

Sistemas de arquivos no Unix - Arquivos, Diretórios e Partições

Google Chrome OS

Leitura recomendada

Transformando o Apache num servidor proxy

Google Chrome no Linux Mint

Dicionário no Firefox

Download de MP3s no IRC via X-Chat usando o protocolo SDFind

Roteando duas sub-redes com servidores

  
Comentários
[1] Comentário enviado por rosaro em 22/09/2011 - 10:30h

Hola, muy buenas las comparaciones sobre los sistemas operativos SO, me gustaria estar en contacto contigo para algunas consultas mi twitter @rosaro

[2] Comentário enviado por raulkaio em 22/09/2011 - 11:36h

Hola, pero yo no ablo español, ok? hehe
Obrigado pelo comentário, tentei fazer um artigo abrangente e esclarecedor sobre o assunto e pelo visto atingi o objetivo. :D
Quanto ao twitter, já dei follow, qualquer dúvida me manda uma DM ok?
Abraço.

[3] Comentário enviado por evaldoavelar em 22/09/2011 - 13:44h

raulkaio você acredita que esses sistemas em nuvem podem-se tornar populares?

[4] Comentário enviado por julio_hoffimann em 22/09/2011 - 17:57h

Oi Raul, parabéns!

Muito interessante o artigo, principalmente informativo.

Abraço!

[5] Comentário enviado por paulorvojr em 23/09/2011 - 23:44h

Belo artigo, é sempre bom ver essas informações

bom sistemas operacionais on line falando técnicamente não existem, são web-desktops, indo a mais baixo nível é um site + armazenamento + office

quem desejar testar um exemplo

www.windows.paulojr.info - é o EYEOS

o artigo dele é ; http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Novo-EyeOS-Sistema-Operacional-de-Computacao-nas-Nuvens/


porque não existem? paulo é maluco? não...apenas vamos analisar, o que é um S.O? algum deles tem kernel?, não....então já deu panic rsrsrs

eu admito que chamo eles de sistema operacionais, pois é mais fácil, mas temos que mentir né, senão o mundo fica sem graça...

Paulo Roberto Junior
www.paulojr.info
http://www.vivaolinux.com.br/~paulorvojr
blog.paulojr.info | @paulo_robertojr

[6] Comentário enviado por tecnicodiegorato em 24/09/2011 - 23:18h

Excelente Arquivo, mas concordo com o amigo paulovojr, quando li o título pensei em um servidor para poder bootar algum SO pela placa de rede com PXE ou algo do tipo, até já fiz isso em rede local com distros minimalistas e pensei em algo na nuvem aí sim poderíamos chamar de SO online, mas é apenas um conceito em relação ao nome, excelente artigo mesmo.

abraços.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts