Restaurar arquivo ou diretório apagado em file system ext3

Após acidentalmente apagar os arquivos de minha partição de backup, relato aqui minha experiência na recuperação dos dados. O artigo trata de recuperação de arquivos em partições com sistema de arquivos ext3 usando o ext3grep.

[ Hits: 52.037 ]

Por: Glauber GF em 30/11/2010 | Blog: http://www.vivaolinux.com.br/~mcnd2


O fato



Mais uma baseado em fato real.

Como tenho um HD de 320Gb com partições para "swap", "ext3-sistema", "ext4-sistema" e "ext3-backup", não estava com problema nenhum até o momento.

Quando então plugado outro HD de teste IDE, fui eu rigorosamente organizar este HD para os devidos fins. Quando até então dei um comando para apagar o diretório da partição que não era de valia para mim, sendo que quando os dois HDs plugados os devices dos HDs mudaram, onde o de 320Gb-SATA ficou como "sdb" e o de 40Gb-IDE ficou como "sda" e como realmente o comando "rm -rf" é DESASTROSO, apagando recursivamente sem perguntar se realmente você quer apagar, quando acabei de pressionar a tecla <ENTER> percebi que era a partição de "backup". Put* merd* o que eu fiz (isto em questão de milésimo de segundo), sem reação só fui fazer ao que veio na mente, desligar o sistema pelo menu, isto demorando alguns segundos até o sistema ser desligado.

Descrição das opções de utilização do comando "rm":

  -f, --force  ignorar ficheiros inexistentes, nunca perguntar
  -i           perguntar antes de cada remoção
  -I           perguntar uma vez antes de remover mais de 3 ficheiros
               ou ao remover recursivamente. Menos intrusivo que -i,
               protegendo ainda contra a maioria dos erros
  --interactive[=QUANDO]  perguntar de acordo com QUANDO: never, once (-I)
                          ou always (-i). Sem QUANDO, perguntar sempre
  --one-file-system  ao remover uma hierarquia recursivamente, saltar
                          pastas de um sistema de ficheiros diferente do
                          do argumento especificado na linha de comandos
  --no-preserve-root  não tratar "/" de forma especial
  --preserve-root   não remover "/" (predefinido)
  -r, -R, --recursive   remover pastas e seus conteúdos recursivamente
  -v, --verbose         explicar o que está a ser feito
  --help     exibir esta ajuda e sair
  --version  mostrar a informação de versão e sair

Por omissão, rm não remove pastas. Use a opção --recursive (-r ou -R) para remover cada pasta listada também, bem como os seus conteúdos.

Para remover um ficheiro cujo nome começa por "-", por exemplo "-foo", utilize um destes comandos:

rm -- -foo rm ./-foo

Note que se usar rm para remover um ficheiro, normalmente é possível recuperar os conteúdos desse ficheiro. Se quiser maior garantia que os conteúdos sejam realmente irrecuperáveis, considere a utilização de shred.

Uma observação que faço é que tenha cuidado e muita atenção no que está fazendo, pois no meu caso foi um descuido de não ter verificado antes como ficaram os devices dos HDs com o comando "fdisk -l". Para maior informação do comando "fdisk", consulte a documentação do comando com "man fdisk".

Depois de desligado o PC fui eu iniciar novamente para ver o que aconteceu. Poderia ter perdido (apagado) qualquer diretório da partição de "backup", menos o que realmente foi apagado, que foi o diretório "06-Usuários", com toda a documentação como currículos, contra-cheque, planilhas de obra, planilhas financeiras etc.

E agora, quem poderá me ajudar? (Uma referência ao Chapolin colorado, rsrsrs...).

Então fui eu a procura de como poderia restaurar o que tinha sido perdido. Descobri algumas opções de restaurar arquivos apagados do HD. São eles:

TestDisk

Um poderoso software gratuito de recuperação de dados! Foi inicialmente criado para recuperar partições perdidas e/ou tornar discos não inicializáveis em inicializáveis quando estes sintomas são causados por software com falhas, determinados tipos de vírus ou erro humano (tais como acidentalmente deletar a tabela de partições).

http://www.cgsecurity.org/wiki/TestDisk_PT

Foremost

Trata-se de uma ferramenta em modo texto, desenvolvida inicialmente pelas Forças Armadas dos Estados Unidos, que trabalha com recuperação de arquivos a partir de imagens de discos (criadas pelo dd).

http://foremost.sourceforge.net/

Ext3grep

Ferramenta para ajudar a recuperar arquivos excluídos em ext3. Ext3grep é uma ferramenta simples na intenção de auxiliar aqueles que acidentalmente excluiu um arquivo em um sistema de arquivos ext3.

http://code.google.com/p/ext3grep/

Fonte: Socorro! Diretório deletado... [RESOLVIDO]

Com o "testdisk" e o "foremost" é possível restaurar todos os arquivos, o único problema é que não terão os mesmos nomes, e sim por exemplo: file001.avi, file002.mpeg, file003.odt, file004.mp3 e assim por diante. Como seria muito trabalhoso renomear todos os arquivos depois da restauração, decidi usar o "ext3grep".

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. O fato
   2. A restauração
Outros artigos deste autor

Modem USB 3G largado na gaveta! Nãããõooo...

GRUB 2 - Monte você mesmo o menu

Operadoras de Banda Larga com Medição de Velocidade

ownCloud - Em poder de suas mãos (Private Cloud)

Convertendo vídeos (VLC) e editando (Audacity) músicas

Leitura recomendada

Adicionando Novo Disco - RHEL e CentOS

Entendendo o ReiserFS

Instalando e configurando o NTFS-3G 1.0 final

Recuperação de partições deletadas com o TestDisk

Sistema de identificação em rede (NIS)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Fabio_Farias em 01/12/2010 - 09:09h

Bom artigo! Parabéns!
Sabe se funciona em ext4?
Obriagdo!

[2] Comentário enviado por izaias em 02/12/2010 - 10:57h

Agora temos um tutorial atual e bem explicado para recuperar dados perdidos.
Você se utilizou de sua experiência para criar algo de grande valia para todos nós.

Parabéns Glauber.
Excelente artigo! Favoritado.

[3] Comentário enviado por mcnd2 em 02/12/2010 - 14:36h

#Fábio, obrigado.
Agora se funciona com 'ext4' não posso te afirmar, pois essa foi uma experiência e tanto pra mim, sendo com o ext3. Mas quem sabe futuramente acrescentar o ext4 para ver se funfa numa boa. Fica ai pra quem quiser complementar.
Abraço.

#Izaias, obrigado também pelo comentário.
Com certeza é de grande valia para aqueles que em hipótese nenhuma pode perder seus arquivos.
Abraço.

[4] Comentário enviado por warlocksn em 20/12/2010 - 02:22h

quantos GBs de arquivo vc consegui recuperar?

[5] Comentário enviado por mcnd2 em 20/12/2010 - 23:13h

# sinesioneto - recuperei em torno de uns 200Gb. Era o que eu tinha de backup!

[6] Comentário enviado por neovictor em 15/06/2011 - 14:47h

Amigo, excelente tutorial! Neste momento estou rodando o ext3grep depois de ter usado outras duas ferramentas. Vc sabe dizer se o ext3grep preserva os nomes e estruturas de diretório dos arquivos recuperados?

[7] Comentário enviado por mcnd2 em 16/06/2011 - 21:28h

@neovictor, preserva sim (isso por experiência própria).

Por esse motivo que eu optei por usa o ext3grep.
Imagine a dor de cabeça e aborrecimento que dará para achar e renomear cada arquivo.
Um enorme trabalho!

Obrigado pelo comentário.


Contribuir com comentário