Principais formas de anonimato ao navegar na Internet

Nesse artigo, mostrarei as principais formas de manter-se anônimo ao navegar na Internet, evitando que rastros de sua navegação fiquem armazenados em sites, em seu computador ou nos servidores da NSA.

[ Hits: 13.362 ]

Por: Narcochaos em 02/05/2014


Principais formas de se manter no anonimato ao navegar na internet



Bom, como todos já sabem, existe a NSA, que pode coletar dados de todos os usuários de Internet e telefonia móvel no mundo. Mas, para quem usa Internet, tem como amenizar o problema e talvez, driblar esse tipo de espionagem não autorizada, por parte do Governo dos Estados Unidos.

Através de algumas ferramentas open source, irei mostrar como é fácil usá-las e manipulá-las de forma correta, o que pode assegurar a sua privacidade ao navegar na rede mundial de computadores.

Creio eu, que todos aqui sabem o que é um IP, ou famoso endereço eletrônico, que consiste em um endereço para troca de dados. Um servidor WEB consegue responder ao computador que está do outro lado, utilizando esse endereço.

Ele é um endereço único, mas, utilizando ferramentas adequadas, você consegue enganar servidores utilizando IPs falsos, ou seja, Proxys. Em uma simples navegação anônima, a conexão precisa passar por um servidor intermediário (Proxy) que se conecta ao sites que você visita, no seu lugar e por sua vez, irá mandar as páginas a você.

Existem alguns projetos open source que são feitos para driblar o "sistema" e evitar a invasão de privacidade, que é um crime, só que os Estados Unidos usam o terrorismo como forma de desculpa, para que os americanos e alguns países, aceitem esse tipo de coisa.

Se para a NSA é "mamão com açúcar" poder invadir servidores do Governo do Brasil, imagina o que eles podem fazer com máquinas iguais a nossa, que nem IPtables, IDS e OpenVPN, são capazes de barrar esse tipo de evento orquestrado pelo tio Sam.

Algumas ferramentas que utilizam como base a criptografia para troca de mensagens e navegação:

Cryptocat - É um complemento, pode rodar diretamente do navegador, sem precisar de nenhum tipo de instalação. É um chat fácil de usar e configurar. Você precisa, apenas, configurar um nickname e o nome da sala de bate papo. Até hoje, nunca ouvi falar que possui algum tipo de falha, são vantagens de quem quer usar um chat seguro, fácil e descomplicado, pois até uma criança poderia usar facilmente, sem falar que ele possui mais de 32 idiomas.

O código fonte, está disponível aqui:
Rede Tor Browser - É um software open source feito, exclusivamente e unicamente, para os termos aqui tratados, que é o anonimato na Internet e a censura imposta pelos Governos de cada país.

Tor, é totalmente gratuito e eficiente, embora o FBI tenha conseguido acessar a rede Tor, não sei se o fato é verídico, mas, que saiu essa notícia ano passado, por conta do Silk Road (site de vendas da Deep WEB de produtos proibidos na Surface).

Tor está disponível para diversas plataformas: Mac, Windows e GNU/Linux.

Vocês devem estar se perguntando como funciona a rede Tor, irei explicar agora:

Quando você executa o cliente Tor, é criado uma rede de túneis com HTTPS e TLS, funcionando assim como um proxy SOCKS5. Um BIND é fornecido, geralmente, na porta 9.050, depois, é preciso configurar o browser para usar o proxy SOCKS5, mas, sempre vem configurado para o uso imediato.

Quando configurado, você acessando o site http://meuip.com.br, poderá observar que o seu IP muda completamente, assim, mudando totalmente o seu real IP, o endereço que aparece é o da rede Tor, o tráfego é roteado dando vários "nós" na rede, isso pode causar lentidão na rede, que é um fato já conhecido por usuários das redes proxys.

O Tor consegue dificultar, e muito, o rastreamento online, o mal uso da rede Tor é feito para a prática de crimes na Deep webweb, como vendas ilegais de drogas, tráfico de pessoas, encomendas de assassinatos, tudo o que você pensar de ruim que acontece no nosso planeta é praticado, e depois postado na rede Onion ou Deep WEB mais ao fundo, para que a polícia ou FBI, tenha mais dificuldade de encontrar esses seres nojentos.

A Deep WEB possui um conteúdo de coisas boas para pesquisar, coisas que você não encontra na WEB normal. Bom, o que resta, é pedir bom uso desta ferramenta e respeito de todos com o nosso mundo, porque está difícil conviver com esses tipos de coisas acontecendo debaixo de nossos olhos e ninguém poder fazer nada.

Bom, vamos à penúltima ferramenta:

TrueCrypt - Está disponível para diversas plataformas existentes, se você quer evitar que alguém clone seu HD, ou roube senhas, ou arquivos do seu pendrive, é melhor usar essa ferramenta.

Ela possui forte sistema de criptografia, que nem o FBI conseguiria quebrar, possuindo os seguintes algoritmos:
  • AES 256
  • Blowfish 448 bit key
  • CAST5
  • Serpent
  • Triple DES
  • Twofish

Estão todos, eu disse "todos", disponíveis para sua escolha. É impossível que alguém invada ou consiga obter acesso ao arquivo codificado, a menos que você conte para a pessoa, a sua senha. Bom, não vou entrar em detalhes sobre TrueCrypt, pois, este não é o foco do artigo.

E, por último:

Tails Linux - É um sistema live-CD que permite a navegação anônima e contém diversas ferramentas, fazendo com que você não deixe pegadas que fiquem armazenadas em qualquer site ou sistema. É uma distribuição baseada no Debian.

Tails contém, ainda, uma seleção de ferramentas para proteger seus dados usando criptografia muito forte, todo seu tráfego é obrigado a passar pela rede Tor, criptografa, automaticamente, com HTTPS todas as suas conexões, criptografa seus e-mails, criptografa sua rede IRC, etc.

Conclusão

Bom, são essas ferramentas, na teoria, seguras, que eu sei que existem e têm apoio da maioria dos internautas que a usam.

Espero que todos aqui, usem para fins pacíficos.

   

Páginas do artigo
   1. Principais formas de se manter no anonimato ao navegar na internet
Outros artigos deste autor

Netcat - Mini introdução para leigos

Leitura recomendada

Segurança da Informação no Brasil, qual é nossa realidade?

Auditando senhas com John The Ripper

Data Recovery em dispositivos e partições formatadas com Linux

ProFTPD + ClamAV - FTP livre de vírus

Usando o John theRipper para manter sua rede segura

  
Comentários
[1] Comentário enviado por nicolo em 02/05/2014 - 10:40h

1-O Tor é legal mas deixa sua navegação lenta. Se for usar não passe pelo roteador, pegue o cabo direto da rede. Roteadores identificados por MacAddress podem falar demais.
2-O Tail é uma boa para tarefas discretas mas para manter o mesmo grau de segurança não deve ser instalado, deve ficar num pendrive.
3-O Truecrypt é bom mas não esqueça a senha ou você nunca mais vai ser sua coleção estimada.
5-Se você está entrando no google e outros sites como youtube, não precisa se preocupar, aquilo já está tudo devidamente censurado e serve para você achar o que eles querem, nada mais.
6-O maior risco é você entrar de gaiato e bobeira em sites [*****]ôs ruins que não seguem as leis normais, devido a vigilância do falso-puritanismo nacional. A NSA não se importa com orgias normais. Vivemos um momento de T.O.C falso-puritano muito perigoso.
7- As coisas interessantes não são ocultas, estão na rede aberta, mas talvez sua auto censura não permita que você as aprecie.

Boa navegação.

[2] Comentário enviado por albfneto em 02/05/2014 - 15:04h

Muito bom artigo e tratando de assunto diferente. Gostei.

[3] Comentário enviado por marcelotheodoro em 02/05/2014 - 15:12h

"1-O Tor é legal mas deixa sua navegação lenta. Se for usar não passe pelo roteador, pegue o cabo direto da rede. Roteadores identificados por MacAddress podem falar demais."

Em que situação alguém fora da rede local teria acesso ao endereço MAC do roteador?

[4] Comentário enviado por rodrigocontrib em 16/05/2014 - 21:25h

Existem várias táticas, mas a que acho bem viavel, principalmente no brasil é a do sinal pirata, onde um host remoto conecta-se a uma rede predial insegura para a navegação.
Partindo da rota "remota" é só utilizar o Tor para uma navegação segura.
Outra coisa utilize o S/O do tor.O portable para bootar pelo livecd e não registre nada em seu hd local, jogue os dados para um storage online.
É mais umas camadas de segurança.

Espero que todos aqui, usem para fins pacíficos. [2]

[5] Comentário enviado por rodrigocontrib em 16/05/2014 - 21:27h

Não sou contra a orgãos de governo intervindo na sociedade civil, porém existe a máxima "quem vigiará o vigia" que não consigo responder satisfatoriamente.

[6] Comentário enviado por johnrego em 10/07/2014 - 10:26h

O TrueCrypt encerrou suas atividades, aconselha algum aplicativo q tenha a mesma função ?

[7] Comentário enviado por Fabianoshz em 25/09/2014 - 17:03h


[3] Comentário enviado por marcelotheodoro em 02/05/2014 - 15:12h:

"1-O Tor é legal mas deixa sua navegação lenta. Se for usar não passe pelo roteador, pegue o cabo direto da rede. Roteadores identificados por MacAddress podem falar demais."

Em que situação alguém fora da rede local teria acesso ao endereço MAC do roteador?


Me pergunto o mesmo, afinal, se não tem acesso ao MAC do roteador, tem acesso ao MAC da sua placa de rede.


Contribuir com comentário