Prado - Orientação a componentes em PHP

Criei este artigo devido a pouquíssima quantidade de informação em português e atualizada sobre esse que eu considero um dos melhores frameworks para PHP. O Prado é um framework que acelera e enriquece o desenvolvimento de aplicações WEB em PHP, baseado num modelo de componentes e eventos.

[ Hits: 15.845 ]

Por: Júlio Ferreira de Souza Neto em 29/01/2008


Introdução ao Prado



O Prado é um framework para PHP que implementa orientação a componentes e eventos em aplicações WEB. Basicamente o Prado faz o controle através da chamada de eventos WEB padrões como POSTs e GETs simulando a chamada a eventos de componentes, que são simplesmente formulários HTML com código JavaScript acoplado.

Quem conhece o modelo de programação para WEB de ASP .NET não vai encontrar dificuldades em entender o Prado. Quem não conhece vai ver como com ele é fácil criar aplicações ricas em PHP.

Instalando o Prado e criando uma aplicação

Você pode baixar o Prado no seguinte site:
Na seção Downloads.

Quando você baixar o Prado ele virá com várias demos e documentação, mas só é realmente necessário a pasta "framework", ela contém tudo o necessário para se criar um site com o Prado.

Copie essa pasta para um lugar qualquer (de preferência fora da pasta do servidor web). No Linux, verifique se está instalado o pacote php-cli, no Windows veja se a pasta do php se encontra no PATH do sistema.

Vá para a linha de comando e navegue até a pasta de trabalho do servidor WEB. Digite o seguinte comando:

$ php <caminho_para_a_pasta_framework>/prado-cli.php -c FirstApplication

O Prado então criará as pastas da aplicação WEB:

FirstApplication
----assets
----private
--------pages
------------Home.page
--------runtime
--------application.xml
--------.htaccess
----index.php

Essas pastas e arquivos poderiam ser criadas manualmente, mas usando o script do Prado é mais prático e seguro por que ele já configura as permissões nos arquivos. Basicamente foram criadas quatro pastas e três arquivos:
  • A pasta "assets" guardará informações privadas sobre a navegação do site;
  • O arquivo "index.php" é a primeira da aplicação, é onde inicia todas as requisições;
  • A pasta "private" contém o arquivo de configuração application.xml, esse arquivo usamos para setar conexão com o banco e módulos adicionais, além de ter as configurações padrão da aplicação;
  • Em "runtime" serão guardadas informações da aplicação, "pages" é onde serão colocadas as páginas criadas, inclusive já há um página de exemplo.

Se você for criar outras classes (de negócio, por exemplo), o indicado é que você crie uma pasta em "private" e adicione ela como path no application.xml, por exemplo, se eu criei uma pasta com o nome "negocios", o trecho do application.xml que adiciona ela à aplicação seria:

<paths>
   <using namespace="negocios.*" />
</paths>

e cada arquivo dessa pasta deve corresponder a uma classe de mesmo nome. Assim essas classes seriam acessíveis em toda a aplicação.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução ao Prado
   2. Um exemplo prático
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Trabalhando com datas em PHP

Criando um sistema de banners rotativos em PHP

Guia completo do Ocomon no Linux - Módulo cliente, abertura de ocorrência (exclusivo VOL)

Utilizando PHP e Apache para desligar um Ubuntu

Usando cache na classe Fast Template

  
Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts