Prado - Orientação a componentes em PHP

Criei este artigo devido a pouquíssima quantidade de informação em português e atualizada sobre esse que eu considero um dos melhores frameworks para PHP. O Prado é um framework que acelera e enriquece o desenvolvimento de aplicações WEB em PHP, baseado num modelo de componentes e eventos.

[ Hits: 15.682 ]

Por: Júlio Ferreira de Souza Neto em 29/01/2008


Introdução ao Prado



O Prado é um framework para PHP que implementa orientação a componentes e eventos em aplicações WEB. Basicamente o Prado faz o controle através da chamada de eventos WEB padrões como POSTs e GETs simulando a chamada a eventos de componentes, que são simplesmente formulários HTML com código JavaScript acoplado.

Quem conhece o modelo de programação para WEB de ASP .NET não vai encontrar dificuldades em entender o Prado. Quem não conhece vai ver como com ele é fácil criar aplicações ricas em PHP.

Instalando o Prado e criando uma aplicação

Você pode baixar o Prado no seguinte site:
Na seção Downloads.

Quando você baixar o Prado ele virá com várias demos e documentação, mas só é realmente necessário a pasta "framework", ela contém tudo o necessário para se criar um site com o Prado.

Copie essa pasta para um lugar qualquer (de preferência fora da pasta do servidor web). No Linux, verifique se está instalado o pacote php-cli, no Windows veja se a pasta do php se encontra no PATH do sistema.

Vá para a linha de comando e navegue até a pasta de trabalho do servidor WEB. Digite o seguinte comando:

$ php <caminho_para_a_pasta_framework>/prado-cli.php -c FirstApplication

O Prado então criará as pastas da aplicação WEB:

FirstApplication
----assets
----private
--------pages
------------Home.page
--------runtime
--------application.xml
--------.htaccess
----index.php

Essas pastas e arquivos poderiam ser criadas manualmente, mas usando o script do Prado é mais prático e seguro por que ele já configura as permissões nos arquivos. Basicamente foram criadas quatro pastas e três arquivos:
  • A pasta "assets" guardará informações privadas sobre a navegação do site;
  • O arquivo "index.php" é a primeira da aplicação, é onde inicia todas as requisições;
  • A pasta "private" contém o arquivo de configuração application.xml, esse arquivo usamos para setar conexão com o banco e módulos adicionais, além de ter as configurações padrão da aplicação;
  • Em "runtime" serão guardadas informações da aplicação, "pages" é onde serão colocadas as páginas criadas, inclusive já há um página de exemplo.

Se você for criar outras classes (de negócio, por exemplo), o indicado é que você crie uma pasta em "private" e adicione ela como path no application.xml, por exemplo, se eu criei uma pasta com o nome "negocios", o trecho do application.xml que adiciona ela à aplicação seria:

<paths>
   <using namespace="negocios.*" />
</paths>

e cada arquivo dessa pasta deve corresponder a uma classe de mesmo nome. Assim essas classes seriam acessíveis em toda a aplicação.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução ao Prado
   2. Um exemplo prático
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Trabalhando com datas em PHP

Cadastro e login em PHP

Formantando nomes com caracteres especiais em PHP

Inteligência Artificial com PHP e MySQL (parte I)

PHP 5 - Compilando com as melhores práticas com PHP 4

  
Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.


Contribuir com comentário