Potencializando o elementary OS

Neste artigo, vou ajudar a desenvolver uma estrutura organizada e objetiva de barras, atalhos e menus, substituindo o Wingpanel, Slingshot e Plank.

[ Hits: 28.578 ]

Por: Juliano Alves dos Santos em 04/09/2013


Configurando os painéis



Bom, neste ponto, teremos uma estação bem completa, mas ainda faltam algumas arestas a serem lapidadas. Neste momento, vou ajudar a determinar os painéis que serão adotados e/ou substituídos.

O elementary OS, por padrão, adota o dock chamado Plank, e o painel chamado Wingpanel, e nesse painel, um menu interativo chamado Slingshot.

Não dá pra desprezar a funcionalidade deles, mas como me deparei com alguns bugs no Slingshot e alguns crashes com o Plank, resolvi substituir tudo.

Na realidade, eu vou tentar reproduzir um Desktop como já havia feito antes aqui:
Linux: Potencializando o elementary OS

Como houve muito interesse nesse conjunto, resolvi fazer algo semelhante. Para poder fazer essa mudança, será preciso utilizar o Elementary Tweaks, que pode ser encontrado no "Painel de Configurações do Sistema", claro, depois de instalado.

Abra o "Painel de Configurações do Sistema" e procure no primeiro conjunto o "Tweaks". Nele, você encontrará várias modificações possíveis do ambiente, como "Decoração de Janelas", "Cores", "Fontes", etc.

No menu à esquerda, procure por "Aplicativos", dentro dele haverá a opção "Cerbere".

Nesse local, você encontra os 3 programas que são executados para montar o ambiente do elementary, e logo abaixo da lista, você encontra 2 botões (+ | -) para adicionar e remover aplicativos.

No meu caso, eu sempre gostei do painel do GNOME, portanto, removi tudo, e inclui o GNOME Panel. Editei os painéis como gosto e pronto. Mas aqui vou recomentar fazer uma junção de Dock + Painel.

Portanto, vamos incluir o GNOME Panel e o Avant Window Navigator.

A lista de aplicativos deverá ficar assim:
  • gnome-panel
  • avant-window-navigator

Mas ainda não acabou.

Se você gosta de ícones e atalhos no seu Desktop, tenho ainda uma ideia que pode ajudar ainda mais.

Inclua no Cerbere, o Nautilus com parâmetro de execução para Desktop. Isso vai fazer o Desktop ficar exatamente como o antigo GNOME 2.6.

Aí nesse caso o Cerbere, ficará assim:
  • gnome-panel
  • avant-window-navigator
  • nautilus -n

Mas, o Desktop começará a exibir o conteúdo do diretório do usuário, ao invés de apenas o que teria no Desktop. Portanto, será necessário incluir uma linha no arquivo de configuração do ambiente:

nano ~/.config/user-dirs.dirs

Inclua essa linha no final do arquivo, junto das outras linhas semelhantes, isso vai especificar para o ambiente que o Desktop será o diretório "Desktop" e não o diretório do usuário:

XDG_DESKTOP_DIR="$HOME/Desktop"

Lembrando que esse diretório deve existir, se não existe, pode criá-lo usando o comando:

mkdir ~/Desktop

E está concluída nossa modificação. Lembrando que o objetivo não é simplesmente corrigir ou adaptar o ambiente, mas divulgar e compartilhar o conhecimento.

Considerações finais

Se chegaram até aqui, é porque ocorreu tudo como esperado!

Antes de qualquer coisa, gostaria de salientar que esta comunidade já me ajudou muito, e estou apenas retribuindo a gentileza.

Mas, mesmo que tenhamos essa comunidade contribuindo muito para nosso dia a dia Linux, gostaria de esclarecer um ponto muito importante:
Acesso à informação não é deter conhecimento!

Estou dizendo isso, porque tenho visto muitos colegas da área trabalhando e atuando com GNU/Linux e Unix, mas dependendo de pesquisas e buscas aqui na comunidade, não que isso seja ruim, na verdade é até bom, mas até certo ponto.

Não podemos cair na relação de dependência, ter uma fonte de pesquisa é fundamental, mas devemos nos focar em sermos independentes e autossuficientes.

Tenho feito muitos trabalhos com Samba, BIND, Squid e IPtables, desfazendo erros ou equívocos de origem online. Precisamos reter a informação, processá-la e ponderar para que se torne conhecimento.

Vamos aprender o que estamos fazendo e não apenas fazer.

Apenas uma sugestão de amigo!

Um enorme abraço a todos e muito boa sorte!

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Requisitos / Instalação
   2. Configurando os painéis
Outros artigos deste autor

Novo driver Nvidia - Resolvendo travamento Compiz + Ubuntu 7.10

Super Desktop com Ubuntu Linux 9.10

Firefox, Thunderbird, pastas e integração Windows e Linux

Minhas experiências com GNU/Linux e o Unity no Ubuntu 13.04

Leitura recomendada

zsh (Z shell) - Uma alternativa ao bash

Configuração do serviço NTP em servidor cliente

Configurando um Super OpenBox!

Acessando remotamente máquina Windows dentro de uma VPN através do Ubuntu

Configurar som (CMI-8738 e VIA AC'97)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por alefesampaio em 04/09/2013 - 13:33h

Excelente artigo, meu parabens sobre Acesso à informação não é deter conhecimento! Eu concordo plenamente.

[2] Comentário enviado por xerxeslins em 04/09/2013 - 14:36h

Gostei muito! Parabéns!

[3] Comentário enviado por removido em 09/09/2013 - 23:25h

Um conselho aos amigos, não misturar aplicativos QT com GALA, a queda de desempenho é grande. Caso tenha uma super máquina e quiser unir as duas coisas instale o Phanteon Shell no Kubuntu, funciona melhor que instalando programas QT no eOS.

[4] Comentário enviado por gerson_tavares em 03/11/2013 - 19:07h

Existe aplicativos demais para instalar no elementary OS. Esse sistema é uma opção estável do ubuntu, e também a falta de aplicativos instalado é feita intencionalmente, pois o Ubuntu parece um comboio de cheio destes e o torna muito pesado para computadores modestos. Recomendo fortemente o uso do elementary OS para usuários leigos e avançados (não para hacker's).


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts