Placa de rede wireless Encore ENUWI-G2 COM CHIP RTL8187B no Linux

Esse artigo visa solucionar um grande problema na instalação da Encore ENUWI-G2 no Linux Kurumin NG e/ou Ubuntu/Kubuntu, pois existem várias dicas, mas todas acabam por não funcionar. Segue o procedimento para instalação dessa placa.

[ Hits: 34.969 ]

Por: André Telles Ferreira em 18/12/2008 | Blog: http://revolucaolinux.blogspot.com/


Fase 4 - Corrigindo detalhes e finalizando instalação





1. Nesse momento você vai identificar alguns problemas, ao reiniciar o computador, perde-se a conexão, tendo que repetir a fase 3 novamente.

2. Firefox sempre inicia-se em modo offline.

3. O Knetworkmaneger não funciona.

Vamos corrigir esses problemas agora.

1) Para que você possa reiniciar a máquina e ela iniciar conectada, basta montar o seguinte script. Abra o kate (ou seu editor de textos predileto) e digite o seguinte código:

#!/bin/sh
#Conjunto de comandos para ativar rede sem fio
#Segunda versão do script de ativação detecção automática do dispositivo

placa=`cat /proc/net/wireless | tail -n 1 | cut -f 1 -d ":"`
iwconfig $placa channel 6 essid "sua_rede" key s:sua_senha
route add default gw IP_do_seu_Roteador_wireless

Salve como "wireless".

Torne o arquivo wireless executável:

# chmod 777 wireless

Copie o arquivo para a pasta /usr/bin:

# cp wireless /usr/bin

Abra o kate e coloque o seguinte script dentro dele:

[Desktop Entry]
Comment=
Comment[pt_BR]=
Exec[$e]=sudo wireless
GenericName=
GenericName[pt_BR]=
Icon=kwifimanager
MimeType=
Name=Ativar rede Wireless
Name[pt_BR]=Ativar rede Wireless
Path[$e]=
StartupNotify=true
Terminal=false
TerminalOptions=
Type=Application
X-DCOP-ServiceType=
X-KDE-SubstituteUID=false
X-KDE-Username=
X-Ubuntu-Gettext-Domain=desktop_kdebase

Salve em /home/seu_usuário/.kde/autostart com o nome "Ativar rede Wireless.desktop".

Pronto, com isso ao reiniciar o computador a rede wifi será ativada. Coloque o arquivo "Ativar rede Wireless.desktop" na pasta autostart de todos os usuários da máquina.

Agora ele vai precisar da senha do sudo. Para que não precisemos digitar essa senha vamos mudar a configuração do sudo para que não peça senha.

Tirar senha do sudo

Quando queremos liberar comandos de root para usuários de confiança, podemos adicionar a seguinte linha ao arquivo /etc/sudoers:

aacferreira ALL=NOPASSWD:ALL #Troque o aacferreira pelo nome do seu usuário

Onde:
  • NOPASSWD: não pede senha;
  • ALL: para todos os comandos.

Exemplo de arquivo sudoers:

# /etc/sudoers
Defaults !lecture,tty_tickets,!fqdn

root ALL=(ALL) ALL
luiz ALL=(ALL) ALL
aacferreira ALL=NOPASSWD:ALL #Troque o aacferreira pelo nome do seu usuário

2) Firefox em modo offline. Isso ocorre porque o Firefox recebe a informação de conexão realizada do knetworkmanager, como ele não funciona com essa placa, o Firefox vai achar que está desconectado.

A solução é modificar a configuração do knetworkmaneger, uma vez que desinstalá-lo causaria grandes problemas no sistema.

Com seu editor de texto preferido abra o arquivo NetworkManager.conf:

# kate /etc/dbus-1/system.d/NetworkManager.conf

Procure pela linha:

< allow send_interface="org.freedesktop.NetworkManager"/ >

e troque-a para:

< deny send_interface="org.freedesktop.NetworkManager"/ >

Essa linha vai aparecer 3 vezes, troque-a em todas as ocorrências.

Essa é a última parte:

3) Você fica sem um gerenciador de conexão pois o knetworkmanager não funciona, assim você não tem noção se está conectado, nível de sinal, nível de ruídos, redes próximas e até mesmo reativar a conexão se necessário, afinal usar comando de shell para obter essas informações é complicado né!?

Existem 2 excelentes programas para isso, o rutilt e o kwifimanager, sendo o segundo do próprio KDE.

O rutilt tem um visual mais simples no System Tray, e só informa intensidade de sinal se você restaurar a janela, porém tem mais informações sobre a rede e sua qualidade, possui um software de conexão bem legal, mas precisa da senha de root.

O Kwifimanager tem uma excelente representação de sinal no System Tray, uma interface simples e descomplicada, permitindo realizar testes de ruídos, representação gráfica de sinal e um sistema de conexão que não depende de senha e tem a vantagem se ser do próprio KDE, sendo assim mais estável.

Usei o kwifimanager devido a representação de sinal no system Tray muito parecida com a do knetworkmanager.

Bem, espero que gostem.
André Ferreira

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Fase 1 - Instalando os programas necessários
   2. Fase 3 - Identificando dispositivo e configurando a rede
   3. Fase 4 - Corrigindo detalhes e finalizando instalação
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

CDs piratas X originais :: mitos e verdades sobre suas diferenças

Adaptador USB RF para redes sem fio (Clone) no Debian e Dapper

Linux acessando storage iSCSI

Linux em Computadores Antigos

Configurando o scanner Epson Perfection 610 USB

  
Comentários
[1] Comentário enviado por darkstarfire em 18/12/2008 - 10:00h

Porque você usou o driver madwifi?, este driver madwifi se não me engano é para placas com chipset Atheros e este chipset o RTL8187B é da Realtek, você pode usar este driver aqui http://www.datanorth.net/~cuervo/rtl8187b.
E seguir este tutorial aqui: http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Instalando-a-placa-wireless-realtek-8187B-no-Debian-e-derivados?... ou este outro aqui: http://danmarner.blogspot.com/2008/01/rtl8187b-linux-native-driver-works-on.html o 1º mostra como instalar esta placa no Debian o 2º no Ubuntu.

[2] Comentário enviado por sergiomb em 18/12/2008 - 20:23h

sim o madwifi parece-me tambem a mais , mas a táctica é mesmo usar o drive win98 ,
vou experimentar ! pois usava sempre o drive do XP ou vista


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts