Oracle XE 11.2 no Slackware 14.0 64 bits - Instalação e configuração

Aqui veremos como instalar a versão Express (XE) do banco de dados Oracle em um Slackware 14.0 64 bits. Lembrando que este tutorial aborda uma instalação em desktops, apenas para fins de estudo.

[ Hits: 19.342 ]

Por: Leandro Nkz em 01/07/2013 | Blog: http://brweatherproject.blogspot.com/


Introdução e requisitos



Aqui veremos como instalar a versão Express (XE) do banco de dados Oracle em um Slackware 14.0 64 bits. Lembrando que este tutorial aborda uma instalação em desktops, apenas para fins de estudo.

Vamos lá:

Segundo a documentação desta versão, disponível em:
Os requisitos básicos, são:

1. Swap :: 2 GB ou mais.

Se você não tem 2 GB de memória swap, você pode acrescentar mais sem precisar formatar. Veja como neste artigo:

2. Alterar parâmetros do kernel.

Além disso, é necessário alguns parâmetros adicionais no kernel. Normalmente, o próprio Oracle checa e faz a configuração durante a instalação. Mas, para evitar problemas, vamos configurar à moda Slackware: na unha.

Para setar os valores, basta adicionar no arquivo /etc/sysctl.conf (se ele não existir, crie):

kernel.sem=250 32000 100 128
kernel.shmmax=4294967295
kernel.shmmni=4096
kernel.shmall=2097152
fs.file-max=6815744
net.ipv4.ip_local_port_range=9000 65000
vm.swappiness=40

Obs.: a linha swapness é opcional. Ela serve para setar o nível de "predisposição" de uso da área swap. Funciona assim: se o sistema está consumindo muita memória RAM, antes que ela se esgote, ele já vai usando a swap. Quanto menor for o valor, mais ele vai esperar para começar a usar a memória swap e mais perto do limite de RAM ele vai chegar. O padrão é 60.

Depois de modificado o arquivo, basta atualizar os parâmetros com o comando:

# sysctl -p /etc/sysctl.conf

3. Criação do usuário oracle.

É necessário a criação do usuário oracle e do grupo dba para a instalação correta do banco de dados.

Utilize os comandos:

# groupadd -g 400 dba
# useradd -u 400 -g 400 -d /u01/app/oracle -s /bin/bash oracle
# mkdir -p /u01/app/oracle
# chown oracle:dba /u01/app/oracle


Obs.: lembrando que, para administrar o banco de dados com o seu próprio usuário (o que eu acho mais fácil), basta adicioná-lo ao recém criado grupo "dba" com o comando:

# usermod -G dba -a seu_usuário

Mas, se você prefere utilizar o usuário oracle para administrar o BD, não se esqueça de criar uma senha para ele:

# passwd oracle

Depois, logue-se com o usuário oracle:

# su oracle

E crie os seus arquivos de sessão:

Arquivo ~/.bashrc:

# ~/.bashrc: executed by bash(1) for non-login shells.
# see /usr/share/doc/bash/examples/startup-files (in the package bash-doc)
# for examples

# If not running interactively, don't do anything

[ -z "$PS1" ] && return

# don't put duplicate lines in the history. See bash(1) for more options
# don't overwrite GNU Midnight Commander's setting of 'ignorespace'.

HISTCONTROL=$HISTCONTROL${HISTCONTROL+:}ignoredups
# ... or force ignoredups and ignorespace
HISTCONTROL=ignoreboth

# append to the history file, don't overwrite it
shopt -s histappend

# for setting history length see HISTSIZE and HISTFILESIZE in bash(1)

# check the window size after each command and, if necessary,
# update the values of LINES and COLUMNS.

shopt -s checkwinsize

# PS1 and PS2
PS1="[ \u@\h \w ]$ "
PS2=""

# Oracle
if [ -f /etc/profile.d/oracle_env.sh ] ; then
    . /etc/profile.d/oracle_env.sh
fi


E o arquivo ~/.profile:

# ~/.profile: executed by the command interpreter for login shells.
# This file is not read by bash(1), if ~/.bash_profile or ~/.bash_login
# exists.
# see /usr/share/doc/bash/examples/startup-files for examples.
# the files are located in the bash-doc package.

# the default umask is set in /etc/profile; for setting the umask
# for ssh logins, install and configure the libpam-umask package.
#umask 022

# if running bash

if [ -n "$BASH_VERSION" ]; then
    # include .bashrc if it exists
    if [ -f "$HOME/.bashrc" ]; then
    . "$HOME/.bashrc"
    fi
fi

# set PATH so it includes user's private bin if it exists
if [ -d "$HOME/bin" ] ; then
    PATH="$HOME/bin:$PATH"
fi


Após configurado os arquivos, efetue logoff/logon para que as mudanças façam efeito.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução e requisitos
   2. Instalação
   3. Configuração e testes
   4. Dicas avulsas e conclusão
Outros artigos deste autor

Instalação e configuração básica de um Debian 6 Squeeze para Desktops

Uma alternativa ao ConkyForecast: O BrWeather

Saiba porque o Linux pode (ainda) estar diminuindo a vida útil do HD do seu notebook

Ativando zRAM no Slackware

Trazendo toda a usabilidade do GNOME 2 para o GNOME 3 do Ubuntu 11.10

Leitura recomendada

Migração de arquivos do tipo BLOB para sistema de arquivos

Instalação do Oracle 9i no Red Hat AS 4

Instalando Oracle 10G

Configurando um servidor PHP5 com suporte ao Oracle no Ubuntu 9.10

Oracle 10g: Startup automático

  
Comentários
[1] Comentário enviado por willian.firmino em 02/07/2013 - 13:24h

excelente, muito bom parabéns

[2] Comentário enviado por leandro em 02/07/2013 - 15:04h

Thanks!

[3] Comentário enviado por romulogcerqueira em 09/07/2013 - 17:39h

Pessoal, boa tarde.

Estou tentando configurar o Oracle Database XE no Red Hat 5. Fiz todas as indicações acima e, quando tento conectar remotamente no banco, me deparo com o problema ORA-12545: Connect failed because target host or object does not exist. Alguém pode me ajudar?

Meu listener.ora:


SID_LIST_LISTENER =
(SID_LIST =
(SID_DESC =
(SID_NAME = PLSExtProc)
(ORACLE_HOME = /u01/app/oracle/product/11.2.0/xe)
(PROGRAM = extproc)
)
)

LISTENER =
(DESCRIPTION_LIST =
(DESCRIPTION =
(ADDRESS = (PROTOCOL = IPC)(KEY = EXT_XE))
(ADDRESS = (PROTOCOL = TCP)(HOST = 127.0.0.1)(PORT = 1521))
)
)

DEFAULT_SERVICE_LISTENER = (XE)


Meu tnsnames.ora:

# tnsnames.ora Network Configuration File:

XE =
(DESCRIPTION =
(ADDRESS = (PROTOCOL = TCP)(HOST = 127.0.0.1)(PORT = 1521))
(CONNECT_DATA =
(SERVER = DEDICATED)
(SERVICE_NAME = XE)
)
)

EXTPROC_CONNECTION_DATA =
(DESCRIPTION =
(ADDRESS_LIST =
(ADDRESS = (PROTOCOL = IPC)(KEY = EXT_XE))
)
(CONNECT_DATA =
(SID = PLSExtProc)
(PRESENTATION = RO)
)
)



[4] Comentário enviado por leandro em 10/07/2013 - 19:50h

Olá, Rômulo.

Os passos do artigo foram testados apenas no Slackware. Pode ser que no Red Hat haja alguma outra configuração necessária.

Em todo caso, tente iniciar o listener manualmente (como usuário oracle):

$ lsnrctl

Dentro dele, execute:

LSNRCTL> status

Para saber o status da conexão.

Se não estiver ativa, tente ativá-la:

LSNRCTL> start

Se der erro, retorne o resultado aqui.
Abraço e boa sorte!

[5] Comentário enviado por danilobolzan em 02/11/2014 - 17:38h

estou iniciando minha vida no Slackware, e por conta de um trabalho de Facul preciso instalar o oracle no sistema.
fiz os passos deste tutorial por varias vezes e,
# /etc/init.d/oracle-xe configure
aqui da erro "no such file or directory"
não consigo resolver, se alguem puder me ajudar.
PS: o Slack está instalado em uma VM

[6] Comentário enviado por femars em 29/01/2015 - 20:10h

Cara, tive o "trabalho" de lembrar a senha e me logar no site, apenas para parabenizar o seu artigo, ficou muito bom, e tb dizer que funciona perfeitamente tb no slackware 14.1 64b. :)

femars.

[7] Comentário enviado por leandro em 30/01/2015 - 19:30h

Obrigado! =)


[8] Comentário enviado por pherde em 29/09/2016 - 23:49h

Parabéns! 3 anos depois e o tutorial funciona perfeitamente!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts