Operadoras de Banda Larga com Medição de Velocidade

Agora, as operadoras de Banda Larga Fixa deverão dispor em sua página (home) para Download, um programa
para medir a Velocidade de Conexão de Internet que o cliente está recebendo.

[ Hits: 9.401 ]

Por: Glauber GF em 14/03/2012 | Blog: http://www.vivaolinux.com.br/~mcnd2


Medindo o próprio serviço



Como descrito no Artigo anterior:
As operadoras deverão aumentar sua velocidade de banda contratada de 10%, atualmente, para até 40% em 2014 estabelecido no contrato.

Mas as Operadoras de Banda Larga não esperavam por mais essa:

- A Anatel informou no dia 28/02/2012, que as operadoras de banda larga fixa deverão dispor em sua página (home) para Download, um programa para medir a velocidade de conexão de internet que o cliente está recebendo.

Esta medida já está à disposição dos clientes para, até então, poderem fazer comparação entre as operadoras e saber qual aquela que está com má qualidade no serviço de banda larga, e assim, escolher um plano na melhor operadora que dispõe de melhor velocidade.

Mas para você saber qual é a melhor, deverá ter algum amigo ou parente que já tenha o plano contrato de determinadas operadoras para você fazer o teste. Feito isto, você poderá tomar a decisão certa e saber que não estará caindo em uma 'ilusão', podendo fechar o contrato com a escolhida.

No início, poderá ser feita o teste em apenas conexões feitas de banda larga fixa, em outubro de 2012, as bandas largas móveis (3G e 3G+, que temos hoje no momento deste artigo).

Mais um detalhe, é que o programa de medição deverá ser diferente das oferecidas pelas operadoras de banda larga fixa.

Como dito no artigo anterior:

“Uma boa opção para tentarmos mudar, é ajudar a ANATEL a medir realmente a velocidade de conexão média em cada área, informando em seu testador de conexão SIMET (Sistema de Medição e Tráfego de Última Milha) o CEP, de onde está fazendo o teste e a velocidade contratada."

Testador SIMET: http://simet.nic.br/

Como podemos ver na imagem abaixo, o teste feito na minha conexão contratada via cabo (hoje uma alternativa: 'Inter Fácil'. Pirata? Não sei, mais pelo menos tenho 2MB, rs...), onde a latência está ruim, em 110Ms, e a velocidade não chega aos 2 Mbits/s contratado, mas pelo menos, tenho uma banda melhor do que eu tinha, dispondo de pelo menos 70 a 75% da banda contratada.
Linux: 
Operadoras de Banda Larga com medição de sua velocidade

Fonte:
   

Páginas do artigo
   1. Medindo o próprio serviço
Outros artigos deste autor

Deixando a Área de Trabalho animada com slides no GNOME

Configuração inicial no FreeBSD 8.0-Release

Configuração do Compiz Fusion pós instalação

Transações Financeiras (Warsaw vs User Agent Overrider) - Itaú Bankline 30 horas

Erro no KDM (temas) depois de update no Sabayon

Leitura recomendada

Interoperabilidade monitorando servidores e estações Windows com servidor Linux usando MRTG

Transformando o Apache num servidor proxy

Você conhece o RouterOS Mikrotik?

Instalando e configurando a placa 3G EVDO da Vivo no Ubuntu 6.06 LTS

Instalando o MSN-Proxy 0.7 no OpenSuSE 11.1 Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por izaias em 14/03/2012 - 14:41h

Visitei o site da Telefonica e não vi o tal aplicativo para download.

Então terei que reportar à Anatel? Não deveria ela fiscalizar?

[2] Comentário enviado por Teixeira em 15/03/2012 - 10:02h

Os técnicos da Oi Velox costumam - como teste - baixar um arquivo específico por onde se mede a "velocidade" de download.
Sendo minha conexão contratada de "4 mega", essa "velocidade" chega a ser de mais de 550kbps o que pode facilmente impressionar um leigo, fazendo-o crer que sua "velocidade" chega a ser superior ao que lhe foi prometido.
Agora com as novas regras da "Tia Ana" esses "4 mega" teriam de resultar em [b]pelo menos[/b] 1638kbps.
Mas porém todavia contudo, lá para 2014 nossos queridos webdesigners e os desenvolvedores de ferramentas web já terão inventado mil maneiras de fazer com que 1000kbps já sejam sinônimo de lerdeza...

[3] Comentário enviado por pinduvoz em 15/03/2012 - 15:50h

Eu testei no SIMET e deu 96% da velocidade contratada (10 mbps).

[4] Comentário enviado por mcnd2 em 15/03/2012 - 18:44h

@Izac, se for o caso entre em contato com a Anatel e reclame pois é um direito de nós consumidores. Concordo plenamente com você, ela que deveria fiscalizar se realmente as empresas estão cumprindo a regra. Como a minha internet é piratex, eu vou reclamar do que? rs!

@ Teixeira concordo com você. Hoje 1Mb de velocidade contrata não significa quase nada para como anda a 'tecnologia na internet'.

@pinduvoz, para 10Mb, você tendo 10% ainda sim tem muito mais velocidade que muitas pessoas por ai com contrato de 300, 600 kbps pagando por um preço que daria para 'pagar' os seus 10Mb, rsrsrsrs... Aonde vamos chegar?

Obrigado pelos comentários.

[5] Comentário enviado por Teixeira em 16/03/2012 - 09:51h

No tocante à ANATEL, tenho algumas considerações a fazer:

De uns tempos para cá muita coisa mudou.
Há relativamente pouco tempo atrás aquela agência era um órgão totalmente imprestável, considerando-se a razão de sua própria existência.
Hoje muita coisa mudou - e para melhor.
Porém por tratar-se de um organismo gigantesco por ser agência do Governo (embora a máquina administrativa do Governo também tenha se tornado bem mais eficaz de uns tempos para cá), a ANATEL ainda não tem a agilidade e a eficácia que deveria ter, chegando em muitos momentos a ser novamente negligente.

Um argumento que poderia ser usado a favor da Anatel no caso de sua "falta de agilidade" seria o fato de que ela "não adivinha" e que portanto as reclamações têm de ser tempestivamente relatadas pelos respectivos usuários eventualmente prejudicados.
Esse argumento seria perfeitamente válido se não existisse em Administração a figura da profilaxia ou seja, prever o mal que pode surgir, com base em dados históricos.
É muito fácil prever a maioria das situações adversas que podem ocorrem no relacionamento entre as empresas concessionárias de telecomunicações e os seus usuários.
Não vamos dizer que "qualquer macaco faz isso", mas qualquer pessoa de formação técnica, administrativa ou jurídica pode perfeitamente prever determinadas situações que uma Lei, uma Portaria, um Decreto, ou um evento qualquer possam causar.

Para que se tenha uma idéia: Estou desde o dia 1 de março sem poder usar meu telefone da Vivo, pois alguém fez uma portabilidade para a operadora Claro e informou o meu número, provavelmente por engano.
As duas operadoras "comeram mosca" e concretizaram a tal portabilidade indesejada.
Logo que descobri, no dia seguinte, entrei em contado com as duas operadoras (foi assim que descobri o que havia ocorrido) e com a Anatel, para dar-lhe ciência, a qual me deu o prazo de 5 dias úteis para uma solução.
Não veio solução alguma. Inicialmente as duas prestadoras fizeram um jogo de empurra, cada uma jogando a responsabilidade para cima da outra, ao mesmo tempo em que informavam à Anatel que "estava tudo bem" - cada uma com suas próprias palavras.

Fui cobrar da Anatel a solução da minha reclamação protocolada no dia 2 de março e eles perguntaram se eu desejava REABRIR a reclamação...

No dia 9 fui contactado por telefone pela Claro, que informou que o número já estava disponível para que a Vivo providenciasse o estorno da tal portabilidade.
O Atendente da Vivo, ingenuamente me informou que iriam mandar o número do meu protocolo via SMS.
Legal!
Mas vão mandar PARA QUAL telefone? Meu celular continua exibindo a mensagem "REJEITADO PELA REDE" ou seja, não é nem Vivo nem Claro. Está certamente na operadora "Limbo"...
Hoje cedo liguei o celular e a mensagem continua lá, do mesmo jeito.
Daqui a pouco o celular vai dar aquele efeito de "terminal de aeroporto" (o fósforo fica manchado no lugar onde há texto parado por muito tempo).

A ANATEL tem aceitado de bom grado QUALQUER RESPOSTA que as operadoras lhe dão, e sempre dá o caso por encerrado, mesmo que não tenha havido solução alguma.
ISSO ainda precisa melhorar.

Se eu estivesse em condições de me locomover (estou convalescendo de um infarto), teria ido logo no dia 2 a uma loja oficial dessas operadoras, e a coisa demoraria apenas 3 a 5 dias.
Meu cardiologista "me mata" se eu pelo menos tentar me locomover dentro do prazo inicial de 90 dias.

Bem, vocês já sabem a solução óbvia (e essa demora, mas já que entrei no prejuízo)...

a propósito, que assim o desejar, e apenas para ter uma noção da confiabilidade tantos da Vivo quando da Claro quanto da própria Anatel, é bom dar uma olhadela nos ÍNDICES que essas empresas alcançaram no site www.reclameaqui.com.br :
Todas três ostentam o anti-smiley roxo com cara de enfezado com os dizeres "Não Confiável".
O índice geral de soluções via Anatel é inferior a 1% - LASTIMÁVEL !

[6] Comentário enviado por mcnd2 em 16/03/2012 - 20:42h

Lastimável !²

Concordo plenamente com você @Teixeira.

As OPERADORAS deveriam dar uma atenção maior a essa caso (que não deve ser o único).

Porque a VIVO não se comunicou com a CLARO para ver se realmente o número referido correspondia com o usuário cadastrado (nome, CPF, RG etc.) para só então poder dar continuidade a PORTABILIDADE.

Na verdade as OPERADORAS não estão nem ai para os consumidores, o que elas querem mesmo é FATURAR.

Espero que esse caso @Teixeira seja resolvido logo. Apesar que sabemos que o solução à isso (EMPRESAS x CONSUMIDOR) anda muito lento em todos os ramos...

LASTIMAVÉL !²

[7] Comentário enviado por henriquebrito em 17/03/2012 - 11:47h

@Teixeira "Os técnicos da Oi Velox costumam - como teste - baixar um arquivo específico por onde se mede a "velocidade" de download.
Sendo minha conexão contratada de "4 mega", essa "velocidade" chega a ser de mais de 550kbps o que pode facilmente impressionar um leigo, fazendo-o crer que sua "velocidade" chega a ser superior ao que lhe foi prometido.
Agora com as novas regras da "Tia Ana" esses "4 mega" teriam de resultar em [b]pelo menos[/b] 1638kbps."

Concordo em varios pontos do seus comentarios, porem o senhor cometeu um equivoco comum que varias pessoas pensam ser e não é, se uma pessoa contrata um banda de 4MB a taxa de download dela é de 500kbps, as pessoas confundem e acham que link full é uma net de 4MB tem que taxa de TX ou de download de 4mbps, porem a taxa de TX é 500kbps, para saber qual a taxa de banda de download basta pegar o link contratado, so seu caso de 4mbps e dividir por 8, assim dara sua taxa de download, que no caso é de 500kbps, caso seja menos que isso, sua operadora esta te enganando. Caso alguma dia faça uma medicao e passar deste valor, nao admire, provavelmente a empresa tem servidor cache.

[8] Comentário enviado por Teixeira em 17/03/2012 - 19:35h

Na verdade, fiz uma confusão momentânea, pois em vez de "dividir por 8", "mutipliquei 4 por 1024" (?????).
Como em matemática "um pequeno equivoco" é sinal de "erro total", aí danou-se!
Obrigado pela correção.

[9] Comentário enviado por removido em 19/03/2012 - 08:51h

Teixeirinha, meu Teixeirinha, na realidade vc deve multiplicar por 1024 pois não há bit inteiro, mas múltiplo de 1024. Dividindo por 8, dá no mesmo...

(5 x 1024)/8 = 640kbps

tcharaaaaamm...

rs rs rs rs

[10] Comentário enviado por rafaelscoz em 31/03/2012 - 16:21h

O maior abuso, e a taxa de upload que as operadoras fornecem...

[11] Comentário enviado por cirinho em 16/04/2012 - 19:57h

Eu gosto muito do http://SpeedTest.net/
Existem vários servidores, mede ping, donwload e upload.

[12] Comentário enviado por lopanrs em 17/04/2012 - 06:18h

É uma boa, excelente publicação, esses dias liguei pra VIVO pra reclamar da conexão que estava muito ruim, a atendente disse pra mim:
-- O Sr. pode acessar o site www.rjnet.com.br, e clicar no link velocímetro?
E eu:
-- Infelizmente não fia, o site só abre o cabeçalho e trava, de tão ruim que tá a conexão, mas se quiser ficar esperando abrir tudo bem....
hehe...que situação, Uma operadora manda voce acessar um site de 3ºs que provavelmente nem sabem que são citados numa reclamação.
Agora acho que garantir 40% do plano contratado não vai prosseguir, ainda mais com estrutura dos nossos cabos, fios, remendados e de milianos atrás, tem que trocar praticamente tudo aqui no interior do RS, sei porque ja trabalhei nisso.

[13] Comentário enviado por mcnd2 em 01/11/2013 - 17:59h

E nesta sexta-feira (01/11/2013) segundo a determinação da ANATEL, deverá as operadoras de banda larga elevar pelo menos para 30% da banda real contrata e uma média de 70% real por mês.

Mais informação:

http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2013/11/sobe-para-30-da-internet-contratada-velocidade-minima...

Vamos ficar acompanhando essa evolução...

[14] Comentário enviado por izaias em 02/11/2013 - 14:51h

Minha conexão é de 4 M (Vivo Speedy).
No http://simet.nic.br/ sempre obtenho 3,94 M, seja no Linux ou no Windows.

Em outros sites de medição, às vezes chega a 4 M e até passa um pouco.

Minha única queixa é a instabilidade da velocidade. Por exemplo, se baixo um pacote ou uma atualização, a velocidade varia de 200, 300 a 500 Mb.

Será que estou reclamando de barriga cheia? Sei que muita gente não tem uma velocidade dessa, mas e a qualidade?


[15] Comentário enviado por mcnd2 em 03/11/2013 - 11:35h

Izac, reclamando de barriga cheia, não!

Temos que ter aquilo que pagamos, isso é justo. Mais o certo da taxa de atualização no seu caso como tem 4M era para ser em torno de 400 e 500 e não 200.

Aqui tenho piratex de 2M e minha taxa de transferência quando de download é de 220, mais isso nunca leva ao pé da letra, pois tem momentos que fica em 70, 110, 140... isso é normal? Acho que não, mais o que nós podemos fazer? Quem poderá nos ajudar? Só a ANATEL mesmo. Se não for ela, quem será?...

[16] Comentário enviado por izaias em 03/11/2013 - 13:36h

Até atinjo os 500 Mb com frequência e às vezes até passa disso. A questão é a instabilidade da velocidade, ela sempre varia durante um download.
Esse é o próximo passo que as operadoras devem buscar, a estabilidade da velocidade.

[17] Comentário enviado por izaias em 05/11/2013 - 21:04h

Glauber, dá uma olhada nisso: http://va.mu/dbtu

Estou testando a versão para Linux (no Ubuntu 13.10) e estou gostando.
Ainda é cedo para uma opinião segura, mas estou notando mesmo uma certa velocidade para completar as páginas no Firefox.

Descompacte a pasta e navegue (pelo terminal) até a pasta "namebench-1.3.1".
Aplique: ./namebench.py -x

Aqui demorou cerca de 20 minutos. Retornou 3 endereços de DNS, os quais coloquei no "/etc/resolv.conf" e reiniciei.
Comentei o que lá estava, se der problema, é só descomentar e remover os outros.

Necessita do Python 2.6 ou superior.

Teste aí. Se der certo, você vai gostar.

[18] Comentário enviado por mcnd2 em 05/11/2013 - 22:59h

@Izac, tinha visto esse vídeo também algumas horas atrás e estava até pensando em fazer isso.

Logo vou testar...

Vlw...

[19] Comentário enviado por izaias em 05/11/2013 - 23:03h

Faça. Vai notar uma diferença.

Até no Youtube, a barrinha enche um pouco mais depressa.

[20] Comentário enviado por mcnd2 em 07/11/2013 - 20:54h

Então fiz o escaneamento e me retorno para configuração 3 DNS.

Dos 3 DNS que tenho configurado no resolv.conf, 2 deles do resultado foram iguais o que tenho então comentei aquele que ficou diferente e acrescentei o outro...

Vou fazer o teste para vê se noto a diferença...

[21] Comentário enviado por mcnd2 em 07/11/2013 - 21:07h

... notei pouca diferença, mas realmente o youtube esta carregando mais rápido, pouco mais tá.

Vou deixar e continuar a testar e se não der problema, fica ele mesmo, rS!...


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts