Migrando para o Linux

Este artigo discute os passos a serem seguidos para uma migração sem decepções. É claro que migrar para Linux pode representar elevados percentuais de economia e estabilidade, mas se não for seguido um padrão durante a migração tudo pode se transformar em uma dor de cabeça. Se você esta pensando em migrar, é recomendável dar uma lida no artigo.

[ Hits: 16.491 ]

Por: Robson Fernandes dos Santos em 26/06/2008


Migração no ambiente corporativo



No ambiente corporativo as regras a serem seguidas devem ser bem mais rígidas do que as citadas na sessão anterior. Pois no ambiente corporativo qualquer perda de tempo ou dinheiro poderá ter graves consequências.

A primeira coisa a ser feita é conscientizar os funcionários, que serão os principais afetados com a mudança, sobre a importância de se fazer a migração. Eles devem ter consciência de que a migração lhes proporcionará mais estabilidade e segurança no desempenho de suas tarefas cotidianas dentro da empresa, além disso a migração reduzirá gastos que poderão ser reinvestidos no próprio funcionário. É absolutamente condenável que a migração seja imposta de forma arbitraria aos funcionários, pois ainda que estes não demonstrem insatisfação, eles poderão realizar suas tarefas de forma insatisfeita e colocará por terra todo o trabalho.

O segundo passo é fazer um levantamento completo dos recursos de TI disponíveis na empresa. Deve-se listar os programas atualmente utilizados, os serviços de rede utilizados e a configuração de hardware das máquinas. A partir desse levantamento, deve-se fazer outro levantamento sobre os possíveis programas substitutos da plataforma do software livre e quais distribuições terão maior compatibilidade com o hardware das máquinas.

Feito isso vamos aos testes, deve-se testar todas as possibilidades levantadas no segundo levantamento e escolher a opção que melhor se adequa ao perfil de hardware e software a empresa.

O último passo, porém não menos importante, é o treinamento dos funcionários. Não adianta nada você ter um sistema super bem implantado e não ter pessoal qualificado para operá-lo. Os funcionários devem ser submetidos a um treinamento de pelo menos 24 horas para se familiarizar com o novo sistema.

Considerações finais

Hoje em dia podemos citar vários exemplos que ilustram a potencialidade do Linux: 75% dos sistemas do Banco do Brasil são baseados em Linux, filmes como Vida de Inseto, Shrek, Senhor dos Anéis e Titanic foram feitos em Linux, mais de 65% dos servidores de internet usam Linux...

Mesmo com estas estatísticas positivas não devemos nos iludir achando que é só migrar e todos os nossos problemas estarão resolvidos. Como eu falei no começo, existe um período chamado de "adaptação", no qual podem surgir eventuais contratempos, mas todos os envolvidos devem estar previamente cientes da possível ocorrência destes eventuais contratempos, e devem estar preparados para contornar estas situações adversas, pois toda mudança exige de nós força de vontade e passado o período de adaptações os resultados começam a aparecer.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Migração no ambiente doméstico
   3. Migração no ambiente corporativo
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Gnuplot - versátil ferramenta científica

Integrando Nagios e Google Maps

Exaile! O substituto do amaroK para Gnome

Prevenindo atualização de pacotes no APT-GET

Instalando o serviço de monitoramento Nagios

  
Comentários
[1] Comentário enviado por foguinho.peruca em 26/06/2008 - 11:25h

Olá!

Bom artigo! Simples e direto. Concordo com você sobre a migração. Estou vivendo isso agora e vejo bem como é complicado....

[2] Comentário enviado por DanielGimenes em 26/06/2008 - 14:18h

Legal... você já passou por isso? n contou nenhuma experiência....

[3] Comentário enviado por mclmartins73 em 27/06/2008 - 12:49h

Muito bom! Estou querendo migrar, mas desde já estou tendo problemas com a instalação. Acho que é por isso que muito que compram PCs com Linux pedem pra tirar e colocar o windows.

[4] Comentário enviado por fernaux em 28/06/2008 - 17:38h

Excelente, é graças a textos como esses que podemos acreditar numa futura sociedade onde o uso de linux seja comum e que todas as camadas sociais tenham acesso ao mesmo. Parabéns.

[5] Comentário enviado por softhard em 29/06/2008 - 17:24h

ola pessoal estou mudando pro linux e conto com suas ajudas....
e vcs podem contar comigo tbm..
otimo comentario.
abracos

[6] Comentário enviado por nicolo em 30/06/2008 - 08:31h

Para começar está na direção correta. Vários motivos podem levar a testar o Linux no ambiente doméstico. Algo novo não é o que a maioria quer ver.... Algo novo é coisa de garotão. Quem usa a máquina para coisa séria gostaria de ter menos problemas de spyware e virus.
Poderia ficar puto com a MS porque pagou e não gostou (meu caso).

[7] Comentário enviado por fsantos.robson em 30/06/2008 - 18:59h

Olá, primeirameiramente agradeço aos elogios.

DanielGimenes:

Sim, já ajudei vários amigos a migrar. E no ambiente corporativo nunca migrei mas implatei um sistema que foi desde o começo todo em software livre, no escritório de uma pequena rede de supermercados.

Mclmartin e softhard:

Sejam bem vindos ao mundo linux e lembrem se que quando surgir qualquer dificuldade no seu ingresso ao mundo linux pode contar com o apoio de comunidades como o Viva o Linux eoutros bom sites espalhados por ai. Sem duvida alguma vc encontrara pessoas que não medirão esforços para perder uma ou duas horas do seu tempo só pra escrever um passo-a-passo que lhe seja útil.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts