Manipulando erros com try catch finally

Este artigo mostra que o Java traz características interessantes para a programação, como suas técnicas de manipulação de erros, que muitas vezes em outras linguagens nos levam a criar códigos extensos para tornar um software mais robusto.

[ Hits: 40.488 ]

Por: Ygor Thomaz em 23/09/2003 | Blog: http://www.ygorthomaz.net/


try catch finally



Existe a possibilidade de adicionarmos a cláusula finally à diretiva try. A mesma tem como função tornar obrigatório dentro do bloco delimitado pelo try a execução do trecho contido na cláusula finally. Colocando em código o que foi dito, ficaria algo assim :

  try {
    diretiva_normal;
  }
  finally {
    diretivo_de_execucao_garantida;
  }

Um programa com a utilização básica do try catch finally seria o exemplo dado logo abaixo.

Aplicação da diretiva try catch com finally:

  public class error {
    public static void main (String args[]) {
      int j = 5; // Valor default
      try {
        j = Integer.parseInt(args[0]);
      }
      catch (Exception e) {
        System.out.println("Argumento invalido ou ausente. \n" +
        "Usando valor default");
      }
      finally {
        while (j >= 0) {
          System.out.println(j+"\n");
          j--;
        }
        System.out.println("\nEste código faz parte da minha pesquisa sobre" +
        "manipulação de erros em Java. \nCom uso de exceções.");
      }
    }
  }

Ao executar o programa poderemos notar que a execução é sempre exibida, seja com o valor informado ou com valor default. Outro ponto neste programa é que a exibição das mensagens de erros indica uma solução para o problema alertando o usuário que algo será exibido mesmo se ele cometeu algum erro na utilização do programa.

O finally é geralmente usado quando desejamos garantir que certos recursos do sistema serão utilizados independente de como ocorra sua utilização através do usuário.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Objetivo do artigo
   2. Características da linguagem Java
   3. Estruturas de controle de erros
   4. try catch
   5. try catch finally
   6. Finalizando
Outros artigos deste autor

Programação orientada a objetos e o Java (parte 2)

Programação orientada a objetos e o Java (parte 5)

Programação orientada a objetos e o Java (parte 3)

Programação orientada a objetos e o Java (Parte 6)

Dominando o Iptables (parte 2)

Leitura recomendada

Montando um ambiente JAVA básico (Eclipse traduzido + JDK 1.5)

Programação orientada a objetos e o Java (parte 7)

Instalando e Configurando o JAVA

Programação orientada a objetos e o Java (parte 5)

Programação orientada a objetos e o Java (parte 3)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por lennon.jesus em 28/12/2005 - 11:42h

Muito obrigado, Ygor.

Seu exemplo foi muito prático e me ajudou a entender a estrutura do try catch!

Simples e direto!
Parabéns!

Abraços,
Lennon Jesus.

[2] Comentário enviado por wesley1984@ em 24/11/2007 - 17:47h

Vei eu to na facu. e to estudanadno exatamente isso..

vc não sabe o favor que vc me fez.. esplicando essa materia...


abração...

ass: Wesley Amorim.. Palmas TO


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts