Manipulação de discos e sistemas de arquivos

Como é o primeiro artigo que resolvi escrever, vou começar tratando de algo para iniciantes. Aqui veremos como particionar, formatar e montar sistemas de arquivos EXT2, EXT3, ReiserFS, que são os mais usados no Linux.

[ Hits: 40.246 ]

Por: whisper em 04/07/2006


Usando o mkfs



O comando mkfs é usado para formatar uma partição com determinado sistema de arquivos. Sua sintaxe é, para sistemas de arquivos EXT2 por exemplo:

mkfs.ext2 /dev/hdx

Onde x seria o hd a ser formatado. Caso deseje ver mais informações digite:

mkfs<tab><tab> ( apertar tab 2x)

Vamos formatar nosso /dev/hdb1 e /dev/hdb2 que particionamos anteriormente, usando ext2 no hdb1 e ext3 no hdb2. Caso deseje formatar com outro sistema de arquivos é só especificá-lo:

# mkfs.ext2 /dev/hdb1
# mkfs.ext3 /dev/hdb2


Com isso formatamos nossas partições. Para poder gravar arquivos e diretórios nela, devemos montar. Usamos o comando mount para fazer tal operação.

Vamos montar o /dev/hdb1 em /mp3 e o /dev/hdb2 em /videos por exemplo. Criando os respectivos diretórios e montando:

# mkdir /{mp3,videos}
# mount -t ext2 /dev/hdb1 /mp3
# mount -t ext3 /dev/hdb2 /videos


Pronto, com isso teremos acesso as partições, mas lembre-se, quem é responsável por montar uma partição na inicialização do sistema? Isso, o arquivo /etc/fstab, vamos editá-lo acrescentando as seguintes linhas:

/dev/hdb1   /mp3      etx2   default   0   0
/dev/hdb2   /videos   etx3   default   0   0

Pronto, com isso, nosso sistema e partições estão OK.

Bom, vou terminar aqui meu primeiro artigo, dependendo da aceitação escrevo mais. Espero que gostem. Valeu pessoal. ;)

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Reconhecimento de partições
   2. Sistemas de arquivos
   3. Usando o fdisk
   4. Usando o mkfs
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Recuperando dados do Windows usando um live-CD

Montar e Criptografar HD Externo

Gerenciando quotas de disco

Acesso a compartilhamentos do Samba sendo autenticados pelo Active Directory usando Kerberos

NTFS-3g: Leitura e gravação em NTFS com segurança? Ainda não!

  
Comentários
[1] Comentário enviado por angeloshimabuko em 07/07/2006 - 00:23h

O número de partições e unidades lógicas no Linux é limitado por um par de números: {número maior, número menor}, mas a quantidade atual é determinada por Torben Mathiasen, mantenedor da lista de dispositivos do kernel do Linux, disponível em <http://www.lanana.org/docs/device-list/index.html>.

Na lista está determinado que o limite de partições e unidades lógicas em unidades IDE é 63, sendo que 62 volumes podem conter sistemas de arquivo. Para /dev/hda as partições seriam hda1 até hda4; as unidades lógicas seriam hda5 até hda63.

Em unidades SCSI o limite é outro: são 15 números menores para cada unidade. Por exemplo, para /dev/sda, as partições seriam sda1 até sda4 e as unidades lógicas, sda5 até sda15. Portanto, uma unidade SCSI pode conter até 14 sistemas de arquivo.

Outra coisa, não existe a obrigatoriedade de criar uma partição para o espaço de swap (embora algumas distros assim o exijam).

[2] Comentário enviado por vanrel em 20/10/2008 - 13:00h

No final do seu artigo, existe um erro, onde se tem:

/dev/hdb1 /mp3 etx2 default 0 0
/dev/hdb2 /videos etx3 default 0 0

Deve-se ter na verdade:

/dev/hdb1 /mp3 ext2 default 0 0
/dev/hdb2 /videos ext3 default 0 0

É só um errinho, mas isso impede a montagem da partição na hora de inicializar o sistema.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts