Lazarus com Firebird e JVUIB

Sabemos que o Delphi é uma excelente IDE de desenvolvimento, no entanto muitos programadores ao adotarem o Linux, precisam aprender uma outra linguagem. Através deste artigo vou apresentar de uma maneira objetiva como utilizar o banco de dados Firebird com Lazarus e JVUIB.

[ Hits: 59.453 ]

Por: Maurício Martins Marques em 24/07/2007


Criando a base de dados



Antes de iniciarmos com o desenvolvimento da aplicação será necessário criarmos o banco de dados, vamos utilizar uma ferramenta visual denominada ibaccess.

1) Efetue o download através do site:
ou através do link:

http://downloads.sourceforge.net/ibaccess/ibaccess-1_18.i386.tar.gz...

2) Salve o arquivo em um diretório qualquer.

3) Entre neste diretório e descompacte:

# tar -zxvf arquivo.tar.gz

4) Vamos criar um diretório para armazenarmos o banco de dados:

# mkdir -p ~/sistema/db

5) Acesse o diretório onde o arquivo foi descompactado e digite:

# ./ibaccess.sh

6) Clique em "File", "New Database", "Configure Database".

7) Logo abaixo clique no botão NEW, informe um apelido para o banco.

8) Informe o usuário e a senha definida na instalação do Firebird.

9) Informe o caminho completo do seu banco de dados:

/home/seuusuario/sistema/db/dados.fdb

Lembre-se de substituir a palavra seuusuario por seu usuário local.

10) Não clique em test, pois o banco de dados ainda não foi criado.

11) Clique em OK, uma caixa de dialogo será aberta perguntando se deseja salvar, clique em "yes".

Voltamos para a tela inicial.

12) Ao lado do botão "Configure" existe uma caixa de listagem, selecione o nome do apelido de seu banco de dados e clique no botão create.

Seu banco de dados foi criado no diretório especificado.

Agora será necessário criar as tabelas.

13) A esquerda existe uma lista com os "Database objects" que poderão serem criados. Selecione "tables" e clique no ícone logo acima com o desenho de uma folha em branco.

14) Dê um nome para sua tabela, sugiro Clientes.

15) Logo abaixo existe um botão "new", através dele é que criaremos os campos.

Clique nele e crie os seguintes campos:

FieldName COD
FieldyType Generic
Base type Integer

FieldName NOME
FieldyType Generic
Base type VARCHAR
Size 40

FieldName Idade
FieldyType Generic
Base type Integer

Para os usuários mais avançados de Firebird, através desta ferramenta é possível criarmos Generators, StoredProcedures, Triggers, etc, porém não pretendo mostrar o uso completo do ibaccess, quem sabe em um outro artigo, mas é necessário que tenhamos pelo menos um banco de dados para prosseguirmos.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Instalação do Lazarus
   2. Instalação do Firebird
   3. Instalação do componente JVUIB
   4. Criando a base de dados
   5. Criando a aplicação
   6. Utilizando Insert
   7. Utilizando Select
   8. Utilizando Update
   9. Considerações finais
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Manual de instalação do Interbase Server no Conectiva Linux

Interbase no Debian

Instalando o Firebird no Debian

O que são Generators no Firebird

Case de Sucesso com Sistema de Gestão Hospitalar

  
Comentários
[1] Comentário enviado por aprendiz_ce em 26/07/2007 - 12:51h

Parabéns! Otimo artigo.

Com um estrutura completamente LINUX (SERVIDOR DE ARQUIVOS E ESTAÇÕES DE TRABALHO) e utilizando o Lazarus, é possível desenvolver para três camadas?

Obrigado e aguardo retorno.


[2] Comentário enviado por mauricio.marques em 26/07/2007 - 14:19h

Olá, o uso de componentes comuns a três camadas, como as paletas Datasnap ou Midas do Delphi, não são instalados por padrão no Lazarus. Talvez exista alguma forma de implementar tais componentes embora desconheça como.

Isso porém, não impede que utilizemos o Lazarus como parte da solução.

Segue o link dos componentes que são possíveis instalar no Lazarus, não discarto a hipótese do uso de componentes de Terceiros.

http://wiki.lazarus.freepascal.org/Components_and_Code_examples/pt

[3] Comentário enviado por aprendiz_ce em 26/07/2007 - 21:44h

Entendido! Mas utilizar "o Lazarus como parte da solução" como você menciona, seria utilizo em duas camadas. Correto?

Mais uma vez obrigado pela sua atenção.

[4] Comentário enviado por mauricio.marques em 27/07/2007 - 12:24h

Sim, me refiro ao uso de duas camadas, ou seja a aplicação é instalada em cada cliente e este busca os dados no servidor.

Ao contrario que o modelo de três camadas o propósito é centralizar a aplicação em um servidor de aplicações e o acesso ao banco de dados é feito através de algumas regras.

Creio que isso em breve será possível, afinal o Lazarus está crescendo bastante, já existe até componentes que vinculam o Lazarus com apache.

Espero ter esclarecido as suas dúvidas.

[5] Comentário enviado por aprendiz_ce em 27/07/2007 - 12:46h

Entendido!

Obrigado pela atenção.

[6] Comentário enviado por geda em 09/07/2010 - 15:36h


# rpm -ivh fpc-2.0.4-0.i586.rpm logado com dois ou mas usuarios podemos fazer uma troca de usuarios .

# rpm -ivh fpc-src-2.0.4-0.i386.rpm

alem disso podemos redirecionar as portas UDP + TCP para outro micro , sem necessitar coolocar por DHCP


[7] Comentário enviado por geda em 09/07/2010 - 15:38h

essa camada pode ser quebrada por uma porta UDP - quoga cl

# entrando como Router vai conseguir fazer o #cl + zebra fazendo subir os arquivos .



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts