L.F.A.Q : Linux Frequently Asked Questions

Neste artigo tentarei responder às perguntas mais frequentes vistas pelo fórum, com o propósito de sanar tais e aprimorar o conhecimento dos mais leigos.

[ Hits: 15.744 ]

Por: André em 14/10/2010 | Blog: http://127.0.0.1


Instalei, e agora?



3. Instalei, e agora?

Após instalar o Linux, você deve conhecer um pouco sobre ele, não acha?! Vamos começar pelo básico, a estrutura de diretórios.

O Linux, como no Windows, teus seus diretórios (há quem chame de pasta(s)), e como em qualquer sistema operacional, possui um interpretador de comandos, nos sistemas *nix (Unix/Linux) é conhecido como shell ou terminal.

A estrutura de diretórios do Linux:

Abra o shell e digite o comando:

cd /

Este comando, o "cd" serve para navegar dentre diretórios, sua sintaxe é:

cd <diretório>

Neste caso fomos para o diretório /, este diretório chama-se raiz.

Após estar no diretório raiz, dê o comando "ls", que lista o conteúdo do diretório.

ls

Após dar este comando, note que aparecerá vários "nomes", este "nomes" são os diretórios que estão dentro do diretório raiz.

A lista de diretórios presentes no diretório raiz:
  • bin
  • sbin
  • usr
  • tmp
  • var
  • mnt
  • home

Procure se informar sobre estes diretórios, aqui neste artigo não entrarei em detalhes sobre os mesmos, até porque é fácil achar o conteúdo sobre eles na internet, inclusive aqui, no próprio Viva o Linux.

E a instalação de programas?

Você pode instalar programas através de gerenciadores de pacotes, ferramentas, ou a partir do próprio código fonte.

Alguns exemplos:

Quando baixa-se arquivos com as extensões:
  • .bin
  • .run
  • .sh
  • dentre alguns outros.

Você pode executá-los para a instalação (caso seja um instalador) usando o comando:

./

A sintaxe é:

./<nome>.<extensão>

Por exemplo:

./install.sh

Obs.: Em alguns casos deve-se dar permissão de execução ao arquivo. Para manipular permissões, você deve usar o comando chmod. No nosso caso, apenas um "chmod +x" resolveria. A sintaxe é:

chmod <parâmetros> <arquivo>.<extensão>

Exemplo:

chmod +x install.sh

Super simples, até mais simples que no MS Windows. :-)

Existem diversas outras formas de se instalar programas no GNU/Linux. Por tal, deixarei alguns links aqui que, com certeza poderão lhe auxiliar:
Outra dica que será muito útil:
Para mais informações sobre comandos do shell, acesse:
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Como começar?
   3. Instalei, e agora?
   4. Conclusão
Outros artigos deste autor

Introdução aos sistemas operacionais

Deixando o Debian redondo após instalação

Programando em Perl (parte 2)

Trabalhando com Java e SQL (parte 1)

Gerenciamento de programas no Ubuntu através do Synaptic

Leitura recomendada

Enlightenment 0.17 - Instalação

Instalação básica do Slackware 10 com KDE 3

Virtualização com CentOS e VMware Server

Fazendo backup e recuperando a MBR e tabela de partições do HD

Guia Introdutório do Linux VI

  
Comentários
[1] Comentário enviado por relue em 14/10/2010 - 22:45h

que beleza de iniciativa,
alguns links me ajudaram bastante!

valeu

[2] Comentário enviado por removido em 15/10/2010 - 00:56h

Sabe do que gostei André, além da clara exposição de seus conhecimentos, foi da linguagem simples e direta.
As pessoas têm mesmo medo dos comandos, do terminal e principalmente do resultado imprevisível (para eles) do final do processo.
Não sabem ainda o que esperar de um comando. Seu artigo esclarece muita coisa e derrubará muitos mitos daqueles que adentram pela primeira vez na 'telinha preta'. Tá favoritado molekão!


Parabéns é pouco!

Um abraço.

[3] Comentário enviado por andrezc em 15/10/2010 - 19:37h

Obrigado.

[4] Comentário enviado por WhiteHawk em 15/10/2010 - 21:24h

Olá. Parabéns pelo artigo André. Você foi bem objetivo ao explicar, além de dar uma noção geral do Linux para os leitores. Obrigado.

[5] Comentário enviado por pinduvoz em 19/12/2010 - 22:34h

Eu tinha escrito um FAQ para GNU/Linux, mas é teórico.

Eu escrevi faz tempo pensando em utiliza-lo num blog, mas acabei mandando-o para cá.

Já o seu tem um lado "prático" interessante.

Gostei!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts