Interoperabilidade monitorando servidores e estações Windows com servidor Linux usando MRTG

Para você que trabalha em uma rede heterogênea, assim como eu, aí vai esse artigo, que ensina passo a passo como monitorar servidores e estações de rede Windows com servidor Linux usando MRTG.

[ Hits: 26.747 ]

Por: Milton Caetano Filho em 13/01/2010 | Blog: http://www.miltoncaetanofilho.blogspot.com


Configurando o MRTG para monitorar os servidores



Agora que já configuramos os servidores Windows, vamos adicioná-los ao MRTG para que a monitoração possa começar.

No servidor Linux digite o seguinte comando.

# cfgmaker --global "Workdir: /var/www/mrtg/wsus" --global "Options[_]: growright,bits" [email protected] > /etc/mrtg_wsus.cfg

Como comando cfgmaker criaremos o arquivo .cfg que será usado pelo MRTG. Nesse caso o arquivo será criado dentro do diretório /etc/mrtg_"nome_do_seu_servidor.cfg"

Obs.: xxx.xxx.xxx.xxx e /etc/mrtg_"nome_do_seu_servidor.cfg" devem ser substituídos respectivamente pelo endereço IP e nome do seu servidor a ser adicionado.

Vamos utilizar o crontab para gerenciar a periodicidade da geração das páginas HTML. Vamos optar para que a monitoração seja feita a cada 3 minutos.

Caso você monitore mais de um servidor ou roteador, é extremamente importante colocar no crontab a execução de um shell que irá executar um script por vez. Veja o exemplo:

# vi /bin/mrtg.sh

#!/bin/bash
env LANG=C /usr/bin/mrtg /etc/mrtg_wsus1.cfg --logging /var/log/mrtg_wsus1.log
env LANG=C /usr/bin/mrtg /et0-59/3 * * * * root /bin/mrtg.sh
c/mrtg_router2.cfg --logging /var/log/mrtg_router2.log

Logo após ter criado o arquivo daremos permissão de execução no sistema:

# chmod +x /bin/mrtg.sh

Adicione e seguinte linha ao seu arquivo /etc/crontab:

0-59/3 * * * * root /bin/mrtg.sh

Quando executado a shell, o comando mrtg será executado a partir do arquivo de configuração mrtg_"seu_servidor".cfg.

Os logs de execução do comando mrtg serão gravados no arquivo /var/log/mrtg_seu_servidor.cfg e as páginas HTML serão gravadas em /var/www/mrtg/wsus.

Depois acesse "http://endereco_ip_do _servidor/mrtg/" e veja os gráficos gerados do seu servidor através do MRTG.
Linux: Interoperabilidade monitorando 
servidores e estações Windows com servidor Linux usando MRTG


Agora para visualizar o compartilhamento configurado pelo script, dê um clique duplo no icone "Meu Computador", dentro de meu computador irá aparecer a unidade de rede mapeada.

Espero ter ajudado!

Milton Caetano Filho
http://www.scriptsadmin.com
[email protected]

Referências externas:
Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Preparando o servidor Linux
   2. Configurando o MRTG para monitorar os servidores
Outros artigos deste autor

Acessando servidor Linux remotamente utilizando WinSCP e Putty no Windows

Samba: Servidor de arquivos Linux com estações Windows

Leitura recomendada

Análise do Seamonkey - A evolução da espécie

Sistema de backup com rsyncd

Verificando a velocidade ADSL contratada (Velox)

Imspector, um proxy para mensageiros instantâneos no Linux

SOCKS - Acessando Hosts remotos via OpenSSH

  
Comentários
[1] Comentário enviado por mcfmlt em 13/01/2010 - 16:35h

Galera por favor desconsiderem a segunda linha do arquivo /bin/mrtg.sh

env LANG=C /usr/bin/mrtg /et0-59/3 * * * * root /bin/mrtg.sh

a mesma deve ser subsituida ou copia da primeira linha trocando apenas o nome do servidor a ser monitorado..

Valew..

Atenciosamente Milton Caetano Filho.

[2] Comentário enviado por strongarl em 14/01/2010 - 06:08h

Olá amigo bom artigo, uma pergunta posso colocar esse programa no firewall de rede?

[3] Comentário enviado por mcfmlt em 14/01/2010 - 23:02h

Olá Amigo Strongarl!

Qual seria a sua necessidade específica de colocar esse programa no firewall de rede ?

Você diz um IPTABLES ?
Um shellscript utilizando iptables ?

Aguardo seu retorno..

Atenciosamente Milton Caetano Filho.

[4] Comentário enviado por fgcneto em 16/07/2010 - 20:10h

olá Milton, adorei o seu artigo, entratanto no meu servidor está apresentando um erro quando estou mandando executar o Script /bin/mrtg.sh: "c/mrtg_router2.cfg --logging /var/log/mrtg_router2.log informando que o arquivo ou pasta não existe"

Estou utilizando o debian Lenny 5.0 e o mrtg-2.5.4c.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts