Instalando o meu primeiro Debian com dual boot a partir do Windows

Estes passos são as preferências do autor, após análises sobre resultados obtidos em testes, por muitas vezes exaustivos, para poder obter o melhor resultado na instalação do seu primeiro Linux com dual boot.

[ Hits: 19.899 ]

Por: Icaro Ferreira Domingos de Paula em 25/06/2018


Continuando a instalação



Checkpoint: Até aqui você já deveria estar assim

Particionou o hd da máquina com 03 novas partições, uma que servirá como swap (swap), outra que será sua raiz de arquivos do sistema(/) e uma outra que será para armazenar seus arquivos pessoais(/home).

Baixou as ISOs necessárias para instalar o novo sistema.

Baixou programas necessários para bootar e testar seu pendrive.

E bootou seu pendrive e o testou.

Passo 3: Reboot / Particionamento / Instalação

Reboot:

Irreversível! Está preparado(a)?

DICA: se você ainda não anotou, comece a fazer sua checklist para que possa compreender o que está fazendo e não apenas seguindo passos ok?!

Agora reinicie a sua máquina a partir do pendrive bootado, geralmente se pressiona a tecla F12 ou F8 na reinicialização, varia conforme fabricante.

Escolha a opção INSTALAR.

Ops! Se houver algum problema: uma tela muito importante ira abrir logo ao reiniciar a partir do pendrive bootado com "winsetupfromusb" fornecendo opções que podem ser acessadas teclando F1 ou F2. Teclando F2, que é o que importa, abrirá as opções de inicialização e se o boot não funcionar com esta opção você poderá encontrar e iniciar a máquina novamente a partir do Windows, no entanto isto não definirá a inicialização, apenas não vai te deixar na mão caso o grub não funcione, mas só utilize esta opção caso haja algum problema com sua instalação e você não consiga acessar seu Windows, no demais prossiga a instalação normalmente.

(para matar a curiosidade, tecle F2 e veja o que acontece, e para sair: ctrl+alt+del, lembrando: tudo aqui é por sua conta e risco!)

Particionamento:

Escolha a opção de "Instalação Manual" ou "Particionamento Manual", geralmente a última opção da página de instalação.

Lembra das anotações que você fez sobre o particionamento no Windows que você fez? Agora pegue e confira o tamanho da partição que anotou e selecione conforme os valores se encaixem. Partição por partição, selecione e você vai encontrar a opção "formatar para:" e normalmente há uma lista em cascata diversos tipos de partições, inclusive:
  • / (raiz) :: partição do sistema; assim que você achar a partição que você separou para ser a raiz, selecione, confirme e procure a próxima partição e continue a configurar.
  • /swap (swap) :: partição do gerenciador de memória. Lembre: o dobro de sua RAM;
  • /home (home) :: partição pessoal: onde serão salvos seus arquivos e downloads.

Pronto! Agora é só aplicar as alterações, confirmar e prosseguir a instalação.

Instalação:

As etapas a seguir são muito intuitivas: definir língua, layout de teclado, senhas, usuário etc.

Em caso de imprevistos leia atentamente a mensagem de notificação anote e antes de qualquer coisa pesquise artigos relacionados.

Lembrando: TUDO AQUI É FEITO POR SUA CONTA E RISCO!

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Continuando a instalação
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Como atualizar o Ubuntu Linux 8.04 (Hardy Heron) para 8.10 (Intrepid Ibex)

A importância de um backup

Mamãe, quero Slack! (parte 3 - final)

O que há de novo no Linux Mint 12?

Compilando Apache 2 com PHP, MySQL, mod_perl e mod_ssl

  
Comentários
[1] Comentário enviado por clodoaldops em 25/06/2018 - 21:09h

Vc fez essa instalação com W7 ou W10?

[2] Comentário enviado por icarows em 26/06/2018 - 13:27h


[1] Comentário enviado por clodoaldops em 25/06/2018 - 21:09h

Vc fez essa instalação com W7 ou W10?



Clodoaldo,
Utilizei o W8 Enterprise.

No entanto, em outros testes que realizei obtive êxito sim com o windows 7, ainda não testei com o windows10 mas já bootei pendrive para outros propósitos no w10, no caso foi para usar o GParted, e não houveram problemas.
Já testei também com Wxp SP2 e SP3, e deu tudo certo.
Claro que houveram erros sim, mas foram de configurações, softwares que prometiam ajudar mas me deixavam na mão talvez por eu não ter utilizado direito, claro, e como exemplo o "LinuxLive USB Creator" que por fim não encontrei a facilidade que o "WInSetupFromUSB" fornecia que é o atalho F2 na inicialização que permite uma "segunda chance" de corrigir alguma falha no pendrive bootado e seguir novamente para a instalação.
Espero ter ajudado.
[]s

[3] Comentário enviado por leodut12 em 12/07/2018 - 08:31h

Parabéns pelo post, Me ajudou bastante!

[4] Comentário enviado por icarows em 14/07/2018 - 02:06h


[3] Comentário enviado por leodut12 em 12/07/2018 - 08:31h

Parabéns pelo post, Me ajudou bastante!


Vlw mano!
[]s

[5] Comentário enviado por Czeslaw em 25/02/2019 - 15:21h

Ajudou muito! Funcionando 100% com o Win 10 - Mas no Debian 9 (que estou instalando) ele já cria as partições sozinho com o espaço livre.


"Do your best work ever" ~[IBM]

[6] Comentário enviado por icarows em 27/02/2019 - 21:46h


[5] Comentário enviado por rowe em 25/02/2019 - 15:21h

Ajudou muito! Funcionando 100% com o Win 10 - Mas no Debian 9 (que estou instalando) ele já cria as partições sozinho com o espaço livre.


"Do your best work ever" ~[IBM]


Grato pelo retorno!
E sobre a criação de partições automáticas, é que eu pretendi com este artigo deixar ao máximo que pude tudo bem transparente, e vc me fez lembrar um dos motivos de eu não utilizar esta opção, e algo muito importante também, que é a de não correr o risco de o windows formatar "sem querer" a partição do linux, e fazendo a partição manualmente no windows e depois configurando um por um na instalação linux, há menos riscos desse problema acontecer posteriormente.


[]s


Contribuir com comentário