Instalando e usando o Gentoo GNU/Linux

A crescente utilização do Gentoo GNU/Linux em ambientes pessoais, servidores e mesmo em dispositivos móveis, tem aumentado o interesse do público nessa distribuição, que tem em seu ponto forte seu maior obstáculo aos iniciantes, trata-se do processo de instalação, o qual é totalmente em modo texto. Este artigo busca esclarecer a instalação e a utilização do gerenciador de pacotes, o Portage.

[ Hits: 219.867 ]

Por: Marcus Fazzi em 12/05/2005


Introdução



Justificativa


A crescente utilização do Gentoo GNU/Linux em ambientes pessoais, servidores e mesmo em dispositivos móveis, tem aumentado o interesse do público nessa distribuição, que tem em seu ponto forte o maior obstáculo aos iniciantes. Trata-se do processo de instalação, o qual é, por padrão, totalmente em modo texto, podendo ser executado de milhares de formas possíveis. Este tutorial visa esclarecer os passos necessários à instalação e os princípios básicos da utilização do gerenciador de pacotes, o Portage.

Objetivo


Dotar o participante de conhecimentos necessários à instalação do Gentoo GNU/Linux, seus arquivos de configuração, bem como nos fundamentos da utilização do gerenciador de pacotes Portage.

Requisitos

  • Conhecimentos básicos de Linux ou outros sistemas Unix;
  • Noções de compilação e configuração do Kernel;

Filosofia


Imagine um sistema operacional feito sob medida para uso em sua máquina, utilizando cada instrução que a CPU é capaz de processar e, acima de tudo, sendo estável e ao contrário do que possa imaginar, bastante fácil de manter e gerenciar. Este é o Gentoo GNU/Linux.

Instalação


Como já foi citado, há milhares de formas de se fazer uma instalação do Gentoo. Por esse motivo irei definir, para efeitos práticos e de limitação de tempo, que nossa instalação neste tutorial adotará uma instalação sem compilações. Apenas o kernel será compilado. Estaremos no estágio 3 e o CD de pacotes da versão 2005.0 do Gentoo.

Este procedimento não afetará em nada o entendimento de como proceder a compilação total e a otimização para a máxima performance do sistema, usando cada ciclo da CPU. Note que a recompilação total do sistema ainda pode ser feita após a instalação, usando uma simples linha de comando.

Este método tem se mostrado muito mais vantajoso, pois te libera a máquina para uso quase que no mesmo tempo demandado por uma distribuição Linux típica, podendo fazer as compilações em segundo plano e durante a madrugada.

ATENÇÃO: Todos os procedimentos contidos neste tutorial usarão linhas de comando e versões de programas usados no Gentoo 2005.0. Versões posteriores deste documento irão conter informações sobre outros métodos de instalação e mais detalhes sobre a otimização do sistema.

Métodos de Instalação


Basicamente o Gentoo adota três métodos de instalação: o totalmente compilado (stage 1), o parcialmente compilado (stage 2) e o previamente compilado (stage 3). Algumas distribuições já usam uma abordagem parecida, porém bastante limitada, como a SuSE, que possui kerneis pré-compilados específicos para diversos processadores como Pentium 4 e Athlon XP, porém seus outros pacotes são todos genéricos i686.
  • Stage 1: Totalmente compilado;
  • Stage 2: Parcialmente compilado;
  • Stage 3: Previamente compilado;

O CD de pacotes (GRP - Gentoo Resource Packages)


Trata-se de um conjunto de pacotes previamente compilados para uma plataforma específica e disponível para várias destas como: Pentium 3, AMD64. Sparc 64, MAC G4 e G5, Athlon XP, e muitas outras. O CD de pacotes é distribuído somente sob a forma de torrents.
Este CD contém versões pré-compiladas do KDE, GNOME, X.org, OpenOffice.org, dentre outros. Sendo estes os programas mais usados no ambiente Linux, torna o processo de instalação do Gentoo muito mais fácil, prático e rápido.

Além do CD de pacotes podemos citar que a nova versão do Gentoo, a 2005.0, já conta com um pacote chamado stage3-x86-hardened, contendo um kernel genérico pré-compilado para x86, bem como alguns programas associados ao kernel e que dependem deste para compilação (splashutils, alsa-drivers, etc). Este pacote possui configurações voltadas especificamente para segurança.

Compilar ou não compilar?


O processo de compilação, considerando-se o porte do equipamento, pode demandar várias horas e até mesmo dias para se completar uma instalação completa do Gentoo, incluindo KDE, GNOME, OpenOffice, dentre outros. Porém a otimização do sistema tem um benefício que supera todas estas adversidades. A performance global do sistema é insuperável e, a longo prazo, você acaba ganhando todas essas horas de compilação sob a forma de processo e programas mais velozes.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Preparação do ambiente
   3. Instalando o sistema básico
   4. Instalando o sistema básico - continuação
   5. Instalando o sistema básico - continuação
   6. Instalando pacotes pré-compilados (CD de pacotes/GRP)
   7. Utilitários de manutenção do Gentoo
   8. Arquivos de configuração do Gentoo
   9. Scripts adicionais
   10. Links recomendados e referências
Outros artigos deste autor

HOWTO Linux para Sony Playstation 2 com HDLoader e DEV2

HOWTO - Usando PSP no Gentoo Linux

Instalando e configurando a multifuncional Epson CX3700

Instalando e configurando os módulos do kernel 2.6 no Slackware

Deixando a inicialização do Slackware com kernel 2.6 totalmente gráfica

Leitura recomendada

Ubuntu 7.10 "levinho" para PCs antigos

Configurando o proftpd com autenticação de usuário pelo passwd

Webacula - Instalação e Configuração no Ubuntu 10.04

Configuração da impressora HP Deskjet 3650

Configurando o Modem HSP56 Micromodem no Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por shocker em 12/05/2005 - 09:15h

Simplesmente excelente!!!
Meus parabéns!
É um dos mais completos artigos sobre o Gentoo que eu já vi!

Fiquei curioso e vou instalá-lo por aqui, para conhecer mais... :)

[]'s
Alan Cota.

[2] Comentário enviado por anunakin em 12/05/2005 - 10:23h

Valeu, em breve devo publicar outros artigos.

Apenas uma errata no Artigo:
Na página 3,
Aonde lê-se: # mkswapon /dev/hda1
Deveria ser: # swapon /dev/hda1

[3] Comentário enviado por jroliv em 12/05/2005 - 13:41h

Parabens cara!!
Excelente Artigo... !!
Instalei o Gentoo uma vez seguindo o tutorial do site oficial, dá um certo trabalho.. e paciencia..!!
Mas é gratificante, o Gentoo é rápido e prático com o Portage!
Legal... publica mais artigos..
ah.. quem for instalar, tem que descompactar o Stage certo para a CPU utilizada!

abraço!



[4] Comentário enviado por jllucca em 12/05/2005 - 13:43h

Opa,

cara o artigo ficou excelente. So fiquei com uma dúvida, não é obrigatorio ter logger's instalado? Por exemplo o metalog?

[]'s

[5] Comentário enviado por dudu_away em 12/05/2005 - 14:19h

Muito bom o seu artigo,
tão bem explicado quanto a documentação original!

Parabéns!

[6] Comentário enviado por anunakin em 12/05/2005 - 15:30h

Jllucca:: Coloquei usando o SYSLOG-NG, vide página 4, item 3.

[7] Comentário enviado por chronos em 12/05/2005 - 17:43h

# Linux Pai d'Égua (lista de discussão por email):
http://br.groups.yahoo.com/group/linuxpaidegua
# Gentoo (lista de discussão por email):
http://br.groups.yahoo.com/group/linuxpaidegua

Isso ai ta certo? é o mesmo endereço :).

Existe uma lista de discussão oficial do Gentoo em ptgues. Podem ver no site www.gentoobr.org e tbm no www.gentoo.org.

Temos o canal no irc tbm, #gentoobr na rede irc.freenode.net

Estamos sempre dispostos a tirar duvidas e orientar a galera q ta vindo pro gentoo.

Marcus, o artigo ta muito bom, parabéns!

[]'s

Felipe (chronos) Prenholato

[8] Comentário enviado por anunakin em 13/05/2005 - 12:05h

A lista antiga era essa, realmente a nova lista agora é via http://gentoo.org

[9] Comentário enviado por removido em 13/05/2005 - 18:35h

Olá,

Parabens pelo artigo.

No site da Gentoo em:


http://www.gentoo.org/doc/pt_br/handbook/handbook-ppc.xml?part=1&chap=4&style=printable


Localizei este comentário sobre o XFS. Acho importante passar aqui já que pode fazer a diferença na hora da instalação. Como sugestão de sistema de arquivos eu diria para todos continuarem usando o EXT3. Vejam um artigo que escrevi aqui sobre EXT3 x ReiserFS.

Este trecho foi tirado do site da Gentoo:

O XFS é um sistema de arquivos com journaling de metadata que vem com um robusto conjunto de funções e é otimizado para escalabilidade. Só recomendamos usar este sistema de arquivos em sistemas rodando Linux com equipamento SCSI de ponta e/ou armazenamento em canais de fibra e fonte de energia sem interrupção. Pelo fato de o XFS criar cachês agressivamente de dados em uso na memória RAM, programas mal desenhados (que não tomam precauções na hora de escrever os arquivos em disco, e existem muitos deles) podem perder uma grande quantidade de dados se o sistema for desligado sem avis

Unasi

[10] Comentário enviado por davidsonpaulo em 15/05/2005 - 15:39h

Cara, simplesmente, parabéns! Seu artigo está muito bem feito, e principalmente, está completíssimo. Tenho muita vontade de usar o Gentoo, e por isso mesmo seu artigo já vai para os meus favoritos. Quando eu for instalar, ele será meu guia de mão.

Abraços,

Davidson

[11] Comentário enviado por shandler em 01/06/2005 - 04:25h

Olá pessoal,

Parabéns pelo artigo.
Gostaria de saber se algum de vocês já instalaram o gentoo em um pendriver de 512 M e poderia me fornecer uma dica.
Se caso positivo pode me mandar um email, shandler@tj.ac.gov.br.

Shandler

[12] Comentário enviado por Anunakin em 01/06/2005 - 08:47h

Existe o FlashLinux, que é uma customização do Gentoo para uso com USB Storages (Pen Drive) de no mínimo 256MB, mas não possui o portage, mesmo por que usar portage na pen drive iria detona-la em dias!
http://www.flashlinux.org.uk

[13] Comentário enviado por vcpsilva em 05/12/2005 - 14:56h

Você disse que: "Note que a recompilação total do sistema ainda pode ser feita após a instalação, usando uma simples linha de comando."
Que linha de comando é esta? Como faço isso??
Atenciosamente,
Vladimir

[14] Comentário enviado por oheremita em 05/02/2006 - 09:57h

Vou instalar o Gentoo no meu note, seguindo este tutorial.
Quando terminar eu volto. rss

Já li muitos outros.
Mas achei a linguagem deste, mais simples.
As explicações, mais detalhadas.
É a indicação do Stage3, para instalação, parece mais fácil e segura.

Obrigado.
Felicidades!!!
T+

[15] Comentário enviado por jardels em 25/05/2006 - 10:51h

Galera,

Estou tentando instalar o Gentoo desde meu slack seguindo este artigo e o do jroliv (Instalando Gentoo Linux através da sua distribuicão) e tá dando um galho quando tento fazer o chroot:

root@tnmadm:~# chroot /gentoo /bin/bash
chroot: cannot run command `/bin/bash': Exec format error
root@tnmadm:~#

Tenho outra particão com um slack que uso para testes e funfa direitinho e na do Gentoo dá esse erro.

Alguém pode ajudar?

Grande abraco,

Jardel

[16] Comentário enviado por jroliv em 25/05/2006 - 13:39h

ei Jardels, blz? Antes de fazer o chroot, verifica se vc está na pasta "/mnt/gentoo". Você precisa estar dentro da pasta q será a raiz do seu Gentoo, no caso /mnt/gentoo.

então:

#cd /mnt/gentoo
#chroot /mnt/gentoo /bin/bash
#env-update
#source /etc/profile

Qualquer coisa poste aí!

[17] Comentário enviado por azo em 09/06/2006 - 01:47h

Dae pessoal!
parei na na configuração do xorg
eu configuro tudo certo, mas quando dou o comando startx ou x ele nao abre e diz a seguinte mensagem: " no screens found "
o que voces acham que pode ser?
abraço e obrigado desde já.

[18] Comentário enviado por anunakin em 09/06/2006 - 07:05h

tenta usar o xorgcfg

[19] Comentário enviado por matpestana em 08/02/2007 - 18:49h

parabens! mto bom mesmo!

[20] Comentário enviado por d1060 em 04/06/2007 - 15:39h

otimo artigo, comprei um amd64 e vou sair do slack pra testar o gentoo

[21] Comentário enviado por capitainkurn em 11/08/2007 - 21:34h

Grande satisfação em encontrar um ENME (senhor dos MEs) aqui no VOL.
Muito bom seu tutorial. Enki, Nimmah e Adapa ficariam orgulhosos.

[22] Comentário enviado por Gabriel_h em 03/02/2008 - 00:58h

como baixo o cd de pacotes? so encontrei ele pra g4 e pra ppc, e pra x86 (ou i686)?

[23] Comentário enviado por albfneto em 11/06/2008 - 03:16h

Seu artigo até hoje, é atual e útil...
Vamos ver se trazemos mais gente,para o, um pouco complicado, mas poderoso Gentoo!

[24] Comentário enviado por enricolo4 em 23/09/2009 - 13:51h

Cara poderia me ajudar!!! Eu instalei o Gentoo e fiz isso td certinho, qdo eu reinicio a maquina ele da o boot e tudo mais, mas quando vou usar o emerge para instalar o que falta ele da um erro na instalação de todos os programas, nao terminando a instalação deles. Poderia me dizer se posso fazer algo?
Brigado

[25] Comentário enviado por removido em 31/03/2011 - 15:53h

Vi esse artigo, agora animei a instalar o gentoo.
Só vou ler com calma e instalar. :D


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts