GlusterFS - Um Sistema de Arquivos Distribuídos (parte 2)

Nessa segunda parte vamos abordar 2 volumes restantes que foram adicionados nas últimas versões do Gluster, os volumes disperso e disperso distribuído.

[ Hits: 471 ]

Por: Daniel Lara Souza em 14/06/2022 | Blog: http://danniel-lara.blogspot.com/


Volume de GlusterFS Disperso



Os volumes dispersos são baseados em códigos de eliminação. Ele distribui os dados codificados dos arquivos, com alguma redundância adicionada, em vários blocos no volume. Você pode usar volumes dispersos para ter um nível configurável de confiabilidade com desperdício mínimo de espaço. O número de blocos redundantes no volume pode ser decidido pelos clientes durante a criação do volume. Os bricks redundantes determinam quantos tijolos podem ser perdidos sem interromper o funcionamento do volume.
Nesse exemplo vamos usar 3 máquinas com:
  • Centos 8 Stream
  • 30 GB - S.O
  • 100 GB - GlusterFS
  • 2 x Network (uma rede somente para o GlusterFS)
  • 192.168.0.x :: rede local
  • 10.10.10.x :: rede para GlusterFS

Antes, é importante adicionar nos hosts de cada server os nomes e IP de cada um. Exemplo em cada /etc/hosts, tem que ter exatamente essas configurações:

cat /etc/hosts

10.10.10.1   glusterfs1
10.10.10.2   glusterfs2
10.10.10.3   glusterfs3

Instale o Gluster nos 3 servidores. Instale o repositório do CentOS Gluster9:

# dnf -y install centos-release-gluster9

Ajuste o repositório:

# sed -i -e "s/enabled=1/enabled=0/g" /etc/yum.repos.d/CentOS-Gluster-9.repo

Instale:

# dnf --enablerepo=centos-gluster9,powertools -y install glusterfs-server

Inicie o serviço:

# systemctl enable --now glusterd

Ajuste as regras de firewall:

# firewall-cmd --add-service=glusterfs --permanent

Reload no firewalld:

# firewall-cmd --reload

Em cada servidor tenho já formatado e montado o /dev/sdb de 100GB, ponto de montagem /glusterfs.

Agora, em todos os 3 servidores vamos criar um diretório comum entre eles:

# mkdir /glusterfs/disperso

Vamos configurar o nosso Gluster.

O server1:

# gluster peer probe glusterfs2
# gluster peer probe glusterfs3

Vamos fazer com 3 hosts onde teremos uma redundância, mas podemos fazer com 6 hosts onde podemos ter duas redundâncias. Fica a sua escolha.

# gluster volume create vol_disperse disperse 3 redundancy 1 transport tcp glusterfs1:/glusterfs/disperso glusterfs2:/glusterfs/disperso glusterfs3:/glusterfs/disperso force
Podes verificar o status com os comandos:

# gluster volume start vol_disperse
# gluster volume info
Vamos montar agora, instale o pacote "glusterfs-fuse". E para montar:

# mount.glusterfs glusterfs1,glusterfs2,glusterfs3:/vol_disperse /mnt/glusterfs
Após copiar um arquivo para o gluster vamos ver como fica em cada host:
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Volume de GlusterFS Disperso
   2. Volumes GlusterFS Dispersos e Distribuídos
Outros artigos deste autor

MariaDB + phpMyAdmin no Ubuntu 12.04 LTS

Configurando Docker Swarm no Rocky Linux

Ubuntu Server 12.04 LTS - Como Servidor Gateway e DHCP

Rocky Linux - Novo Substituto do CentOS

iRedMail como servidor de e-mails em servidor GNU/Linux ou BSD

Leitura recomendada

Configuração do Autofs

Proxy reverso com Apache + cache + compactação + estatísticas

CentOS e LVM

Recuperando dados do Windows usando um live-CD

Como atualizar o Ubuntu Dapper (6.06) para Edgy (6.10)

  
Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts