Free Animation e Game Developer com Linux

Conheça as ferramentas necessárias para criar animações e jogos 3D, editar imagens, áudio e vídeo e gerenciar um projeto, de maneira fácil, rápida e o melhor: totalmente grátis, 100% Livre! Happy Linux Happy Multimídia!!!

[ Hits: 20.772 ]

Por: Jhoni Vieceli em 14/03/2008 | Blog: http://www.connectionserver.com.br


Introdução



Olá a todos!

Pergunta 1:
É possível desenvolver jogos completos, com gráficos impecáveis e com ótima performance sem recorrer a softwares proprietários e sem gastar nenhum centavo? A resposta é SIM!

Pergunta 2:
É possível desenvolver animações avançadas, similares as desenvolvidas em Hollywood sem recorrer a softwares proprietários e sem gastar nenhum centavo? A resposta é SIM!

Através de algumas soluções listadas a seguir, integramos o melhor do mundo 3D, 2D, vídeos, programação e gerenciamento de projetos para criação multimídia totalmente LIVRE.

Lista de softwares para o desenvolvimento

Animação 3D, desenhos 3D e Game Engine:

BLENDER

Através do Blender é possível criar animações completas, com resultado muito próximo, ou até melhor, do que softwares proprietários utilizados em Hollywood. O software ainda permite o desenvolvimento de jogos, desde o mais simples até os mais complexos por meio da robusta Game engine, incluída no programa. Esses jogos podem ser desenvolvidos completamente com o Blender, sem a necessidade de programar nenhuma linha de código, utilizando o seu sistema de ligações lógicas.

Resumindo, o Blender por si só é um software 3D completo, além de editar e sincronizar vídeos com som, possui uma IDE de programação em Python (para aqueles que desejarem programar diretamente), faz jogos, animações simples e/ou complexas (bones etc...), composição de imagens, criação de fluídos, partículas e outros efeitos. Enfim, o necessário para o desenvolvimento completo em 3D.

Programação:

PYTHON

Linguagem de programação leve, rápida (fica entre C, C++ e JAVA), extremamente robusta (por exemplo, é a linguagem escolhida pelo Google para seu engine de pesquisa), fácil de aprender, orientada a objetos, multiplataforma (assim como o java), tornando-a totalmente portátil e rápida, roda dentro do Blender.

Usada para criação de IA (inteligência artificial) para o jogo, criação/modificação pela programação de objetos 3D sem precisar modelar, correções e adaptações da game engine, implantação de recursos extras no jogo (load, save, integração com banco de dados ex. MySQL, xml entre outros), trabalha com a biblioteca Open GL juntamente com o Blender. Enfim, tudo o que a game engine do Blender não tem disponível graficamente é possível fazer com o auxílio do Python.

Edição de Imagens:

GIMP

Software de edição de imagem tão bom quanto o seu concorrente direto, o Photoshop (proprietário). Pode-se e deve-se usar ele para criação das texturas do jogo e/ou das animações produzidas no Blender.

Edição de Som:

AUDACITY

Software de criação e edição de som simples, leve e rápido, através dele é possível criar os efeitos sonoros para os jogos e/ou para as animações. Existem vários concorrentes proprietários, mais o Audacity supre as necessidades em 100%. Outra alternativa livre para o Audacity é o ARDOUR, que é mais mixador de som.

Edição de vídeo:

VIRTUAL DUB

Software para a edição de vídeo, GPL, o seu equivalente proprietário seria o Adobe Premiere. Com ele podemos embutir legendas, colocar filtros. Perfeito para depois de ter criado a animação no Blender, feito o som no Audacity e sincronizado o som e vídeo no Blender, usar o Virtual Dub para juntar o video+som em arquivo AVI. Você acha isso pouco? Experimente o CINELERRA, que não fica nada atrás, sendo que em algumas edições profissionais de vídeo é preferível usar o Cinelerra do que o Virtual Dub. Os dois ocupam lugar de destaque na edição de vídeo no mundo livre.

Gerenciador de renderização:

Dr. QUEUE

Software para criação de fazendas de renderização (render farm). Ou seja, se você está editando um vídeo ou tentando renderizar uma animação na sua máquina, e ela está apanhando que nem boi na roça (rsrssrs), use o Dr. Queue, pois através dele o trabalho (por exemplo render de uma animação), é criado pelo master e distribuído entre as máquina escravas da render farm.

Sendo que se por exemplo o seu computador for um escravo da render farm e quiser usar ele automaticamente, o render na sua máquina é pausado e outros escravos continuam realizando até o fim.

Porém o render farm para criação de jogos e renderização de imagens de nada adianta, pois nesses casos, o processamento é todo local não podendo distribuir em uma render farm (pelo menos ate o momento).

Gerenciador de projeto:

OPEN PROJECT

Para realizar o gerenciamento do projeto e acompanhar o andamento do mesmo, utilize essa ferramenta. Ele geralmente atende bem as necessidades de gerenciamento e sem pagar um tostão. Caso você necessite de uma alternativa para um equipe maior, use o TRACK, que é um gerenciador de projeto que funciona pela web, ao contrário do Open project, que é só local. Outra solução simples e rápida é o DotProject, que é também Web.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Links importantes
   3. Conclusão
Outros artigos deste autor

Script de backup full + diferencial + compactador + restauração

Leitura recomendada

Brackets - Editor Open Source no Linux Mint e Ubuntu

Processadores duplos e quádruplos

Kdrive, um X em miniatura

Instalação de VMWare Server 1.8 em Debian Etch sem segredo

Aplicativos para gerenciar a Área de Transferência (Clipboard)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por lucasmezencio em 14/03/2008 - 12:21h

O interessante, é que vi numa revista falando que o longa-metragem Star Wars III foi desenvolvido todo em Linux!

[2] Comentário enviado por asrocha em 14/03/2008 - 13:35h

O mais interessante desses softwares, talvez não seja apenas ser livre, gratuíto mas sim seu nível de maturidade, são softwares que podem ser utilizados por estúdios profissionais.
Muito bom o artigo Sr. Vieceli.

[3] Comentário enviado por y2h4ck em 14/03/2008 - 13:42h

a Pixar Studios utiliza Box linux para renderizar seus filmes pois ... imaginem a economia que eles tem com milhares e milhares de Estações Linux ao invés de pagar Licenças para MS.

Realmente é uma solução de altissima qualidade :)

[4] Comentário enviado por removido em 14/03/2008 - 15:07h

Onde posso conseguir informações sobre os treinamentos em Blender 3D da elaborata???

[5] Comentário enviado por JhoniVieceli em 14/03/2008 - 15:18h

Opa!

Para conseguir mais informações você pode ligar para o (41) 3324-0015 ou mandar e-mail para [email protected]

Valeu

Jhoni Vieceli

[6] Comentário enviado por an_drade em 14/03/2008 - 16:44h

Só tem uma que eu acho que está equivocada:

"Python (...) é a linguagem escolhida pelo Google para seu engine de pesquisa".

Bom, a Google usa muito Python, mas não é no seu engine de pesquisa não. P/ isso, eles usam o bom e velho C++. Não dá p/ comparar o desempenho das duas linguagens...

[]'s

Carlos

[7] Comentário enviado por JhoniVieceli em 15/03/2008 - 09:41h

Temos alguns elementos dentro do python que funcionam na mesma velocidade que C++, sem ser processada como um comando comum dele e consequentemente não é interpratada pela VM do python.

[8] Comentário enviado por foxl em 17/03/2008 - 09:45h

bom artigo.
x)

[9] Comentário enviado por tenchi em 17/03/2008 - 23:29h

Ah, se não me engano, o Virtual Dub é só para Windows. No mais, vc está de parabéns ;-)

Eu simpelsmenet não sabia que o blender era tão poderoso assim ;-)

[10] Comentário enviado por removido em 18/03/2008 - 11:58h

***Quanto á linguagem que o Google usa para o seu motor de pesquisa...
Honestamente eu acho que é o python porque já vi isso num revista qualquer em que falava muitosobre o Google no entanto nao posso dizer certeza 100% porque nao trabalho lá.

[11] Comentário enviado por iversen em 24/03/2008 - 20:14h

I've got to say that this article i'ts a good way to show us how to make a thousand of things without paying for. That's a nice description and it really works fine with any Linux O.S.
TK's

Iversen


Contribuir com comentário