Decodificando filmes do programa "3w player"

Este artigo irá ensinar como tirar a criptografia dos filmes que são codificados especialmente para o player "3w player". Muito fácil de fazer, apenas siga os passos.

[ Hits: 15.248 ]

Por: Perfil removido em 30/07/2007


Criando o novo arquivo



Para criar o novo arquivo você terá que executar um script que irei ensinar como fazer.

Abra um editor de texto e cole o código da seguinte forma no terminal:

# kate noW3player.pl

# Turn of output buffer
$|++;

# The key for XOR decryption
my $key = 'UIERYQWORTWEHLKDNKDBISGLZNCBZCVNBADFIEYLJ' . chr(0);

print "Reading from \"$ARGV[0]\":\n";
$insize = -s $ARGV[0];
# Open the bogus AVI file
open(IN, $ARGV[0]) or die $!;
binmode IN;

# Read Header to check
read(IN, $buffer, 4);
if ($buffer ne 'RIFF') {
    print "  ERROR: \"$ARGV[0]\" is not an AVI\n";
    close IN;
    exit(1);
}
# Get Length of the unencrypted movie
read(IN, $buffer, 4);
$offset = unpack 'L', $buffer;
print "  End of the unencrypted movie is at byte offset $offset\n";

# Jump to the read offset
seek(IN, $offset, 0);

# The next 4 or 8 Bytes seem to be either an unsinged long
# or an unsigned quad. This is another offset to jump
# over some filler bytes. Right now I can't really tell if
# it's 4 or 8 bytes, because I only have 1 file to test with.
# I assume it's a quad.

# low word
read(IN, $buffer, 4);
$offlo = unpack 'L', $buffer;
# high word
read(IN, $buffer, 4);
$offhi = unpack 'L', $buffer;
# Calculate offset
$offset = $offhi * 4294967296 + $offlo;

print "  Offset after the unencrypted movie is $offset\n";
seek(IN, $offset, 0);

# Then there seem to be another 100 filler bytes
# with value 0xff. Jump over those too, to get
# to the offset where the real movie starts.
printf "  Adding extra filler bytes, final offset is %s\n", $offset+100;
seek(IN, 100, 1);

# Update the size
$insize -= $offset+100;

# Open a file for writing the decrypted data to
print "Decrypting to \"$ARGV[1]\":\n";
open(OUT, ">$ARGV[1]");
binmode OUT;
truncate OUT, 0;

$bytes = 0;
$klen = length($key);
# Read key length bytes, decrypt them and
# write them to the output file untill you reach
# the end of the file
while ( read(IN, $buffer, $klen) ) {
    $buffer ^= $key;
    print OUT $buffer;
    $bytes += $klen;
    # print the status
    printf "\r  %d written (% .1f %%)", $bytes, ($bytes / $insize * 100);
}
# Close both files
close OUT;
close IN;
print "\n\nDONE!\n";

Agora execute o script no terminal da seguinte forma:

perl noW3player.pl NomeFilmeCriptografado.avi NomeFilmeDescripto.avi

Exemplo:

$ perl noW3player.pl TheSimpsonsCrip.avi TheSimpsonsDecri.avi

Irá aparecer:
Reading from "TheSimpsonsCrip.avi":
  End of the unencrypted movie is at byte offset 175364
  Offset after the unencrypted movie is 175616
  Adding extra filler bytes, final offset is 175716
Decrypting to "TheSimpsonsDecri.avi":

Após executado isso você terá o novo filme, podendo assistir no mplayer, Kaffeine ou seu player predileto.

Referências:
Página anterior    

Páginas do artigo
   1. O filme e a mensagem do software
   2. Criando o novo arquivo
Outros artigos deste autor

Como conseguir um trampo de Analista de Segurança da Informação (SQN)

Ubuntu - configurando dois monitores numa mesma placa de vídeo

Introdução à ponteiros em C

Instalando discador "vppp" para terminais leves

Pesquisa com slocate, locate e updatedb

Leitura recomendada

Trabalhando com arquivos no Perl

Programando uma Intranet com Apache, MySQL e Perl (parte 2)

Catalyst Framework Perl - (parte 2)

Enviando notificações do Nagios para o MSN

Catalyst Framework Perl - Parte III

  
Comentários
[1] Comentário enviado por daredevil em 30/07/2007 - 11:21h

Se eu tivesse visto isso antes não teria apagado os últimos que baixei.
Muito boa a dica.

[2] Comentário enviado por elgio em 30/07/2007 - 14:39h

Desculpe, mas isto não estaria mais para uma dica?

[3] Comentário enviado por fabio em 30/07/2007 - 16:59h

Olá Elgio,

Artigo mesmo! É que muitos se acostumaram a enviar dicas "gigantes" pro site, mas esse texto se enquadra perfeitamente como artigo. São 2 fatores que nos levam a classificar 1 artigo:

1. Tamanho do texto;
2. Redundância do assunto.

Como este trata de um assunto inédito, nada mais justo que ser artigo para ficar em maior destaque.

Um abraço,
Fábio

[4] Comentário enviado por removido em 30/07/2007 - 18:17h

Obrigado Fábio.
Pensei em enquadrar inicialmente como dica, mas estava muito longo o texto. Pensei em colocar mais informações, mas percebi que o objetivo já havia sido alcançado.
Por fim, um artigo simples e útil para pessoas que baixam filmes.

Uma dica: Antes de executar o script, renomeie o nome do filme caso ele contenha espaços ou caracteres especiais, isso pode evitar dores de cabeça.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts