Criando, monitorando e terminando processos

Este artigo descreve como o administrador de sistemas pode gerenciar os processos do sistema de forma sucinta e prática. Faz uma abordagem clara dos comandos usados para o gerenciamento de processos: ps, pstree, top, kill, killall, bg, fg, jobs, pgrep, nice, renice e nohup.

[ Hits: 200.117 ]

Por: Cristian Alexandre Castaldi em 24/06/2004


Bibliografia



DEAN, Jeffrey. LPI Linux Certification In a Nutshell A Desktop Quick Reference. Sebatopol USA: O'Reilly Associates, 2001.

TAYLOR, Dave e ARMSTRONG, James C. Jr. Aprenda em 24 horas Unix. Rio de Janeiro: Editora Campus (2a Edição), 1998.

FERREIRA, Ruben E. Guia do Administrador do Sistema. São Paulo: Novatec Editora, 2003.

da SILVA, Gleydson Mazioli. Guia Foca GNU/Nível Intermediário. Disponível em: http://focalinux.cipsga.org.br/. Acesso em: 17 mar. 2004.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Processos
   3. Monitorando processos com ps, pstree e top
   4. Terminando processos com kill e killall
   5. Controlando tarefas com bg, fg e jobs
   6. Modificando as prioridades de execução dos processos
   7. Bibliografia
Outros artigos deste autor

Servidor CVS: Instalando, configurando e gerenciando no Linux

Sistema de boot, níveis de execução e shutdown

Autenticando usuários

Usando partições e sistemas de arquivos

Trabalhando com shell e variáveis de ambiente

Leitura recomendada

Guia de Instalação do Ubuntu

Se preparando para obter certificação LPI

Gerenciadores de Pacote e Repositórios

Bash - O interpretador de comandos

Implementando um Servidor Web Java com Tomcat no Debian

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 24/06/2004 - 00:56h

Muito bom o artigo! Até para os administradores de sistemas com maior experiência ele tem algo a acrescentar, pois está rico em detalhes. E vale lembrar que são esses tipos de detalhes que compõem as questões de provas para certificação Linux, como por exemplo, comandos alternativos e pouco usados como pstree, fg, bg, teclas de atalho do top, etc.

[]'s

[2] Comentário enviado por quinho_k em 24/06/2004 - 10:21h

Uma pequena observaçao: o estado "Z" do processo significa "zombie", zumbi mesmo. O processo está semi-morto, mas não terminado. Normalmente é um problema matá-lo (ele já está morto , sacou? ;), e muitas vezes a solução é terminar o processo-pai pra acabar com o problema...
no mais, mto bom o artigo =)
parabéns

[3] Comentário enviado por agk em 24/06/2004 - 21:16h

Parabéns excelente artigo, muito bem estrutura, de fácil entendimento. Realmente me ajudará muito a trabalhar com processos.

[4] Comentário enviado por camilozero em 25/06/2004 - 01:19h

um processo ZUMBI pode ainda ser morto (novamente)
usando o comando kill -9 <PID do pporcesso>
onde o PID do processo eh um valor que vc pega
usando o comando ps ...
o artigo tah show de bola!

[5] Comentário enviado por flipe em 03/07/2004 - 14:20h

Esse tipo de documento é sempre uma boa.. pois são coisas q ñ se acham em abundância.... principalmente em português. E desta qualidade é simplemente sensacional... uma dica é q vc continue atualizando este doc... ele é muito bom.....

[6] Comentário enviado por Xxoin em 09/02/2005 - 01:10h

Outra grande utilidade deste artigo é auxiliar na análise de LOG's em programas que "vivem dando pau".

[7] Comentário enviado por gpr.ppg.br em 09/07/2006 - 11:43h

eu uso o linux com o programa x0rfbserver que é igual ao vnc + as vezes ele fecha sozinho. como faço para ele sempre ficar ligado.
ou quando ele desligar sozinho.. ligar automaticamente de novo?

abraços,
gpr.

[8] Comentário enviado por andersoncw em 02/01/2013 - 16:49h

Muito bons exemplos para demonstrar a utilização dos comandos bg, fg e jobs. Parabéns.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts