Criando dispositivos RAID via software no Linux

Neste artigo abordo de forma objetiva e rápida como configurar dispositivos RAID no Linux, especificamente no Linux Ubuntu 8.10 Server. O RAID é uma tecnologia bastante utilizada para agrupamento e redundância de discos, ajudando de forma efetiva a proteger o sistema de possíveis falhas.

[ Hits: 97.226 ]

Por: Gleudson Junior em 29/03/2009 | Blog: http://www.gleudsonjunior.blogspot.com/


Introdução



A técnica RAID, cujo a sigla é proveniente de Redundant Array of Inexpensive Disks, ou, Agrupamento Redundante de Discos Independentes, trata-se de uma técnica desenvolvida com o intuito de proteger o sistema das possíveis falhas dos discos. Sua implementação pode ser realizada tanto via Hardware como através de configuração de software, obedecendo suas devidas especificidades.

O RAID possui principalmente as seguintes características:
  1. Agrupamento de discos;
  2. Armazenamento redundante;
  3. Distribuição de dados pelas unidades.

Um dos grandes problemas do RAID é que quando foi desenvolvido, a principal motivação, como mencionei acima, era obter a melhoria na confiabilidade dos sistemas, fazendo isso justamente através da redundância, porém as vezes ele pode dá uma falsa sensação de segurança e confiança se for utilizado de forma incorreta.

O RAID obedece a vários [1] níveis (RAID 0, 1, 2, 3, 4, 5 e 6), que são sempre utilizados para um único fim, que é justamente a redundância que provê a confiabilidade dos dados armazenados no disco. Não vou me prender a esmiuçar cada um deles, pois neste artigo iremos utilizar especificamente o RAID 1.

O RAID 1 é responsável em lidar com o espelhamento de discos e é configurado de forma bastante simplória, seguindo a premissa de, o que for gravado em um disco, será gravado no outro, o que implica em dizer que se um desses discos falharem, todos os dados serão preservados intactos no outro. Para tanto, sua implementação necessita da existência obrigatória de no minimo 2 discos, logicamente.

[1] No link abaixo vocês podem encontrar as definições para cada um dos níveis:

Requisitos do sistema

Para fazermos isso funcionar de verdade, é necessário adquirirmos alguns componentes de hardware básicos, no nosso caso, HDs adicionais, onde diga-se de passagem hoje em dia não é tão caro. E como na minha humilde opinião, tudo que será um dia implantado deve ser antes testado e homologado. Vou utilizar duas máquinas virtuais (VMs) para realizar tal configuração. Aconselho a utilização do VirtualBox, pois além de ser uma ferramenta bastante intuitiva, é bem mais leve que as outras.

Requisitos mínimos das VMs:
  • Sistema operacional: Ubuntu 8.10 Server (a escolha da distro fica por sua conta);
  • Memória: 256 MB (é o suficiente, pois estamos tratando de uma VM, lógico que se você dispõe de mais memória, por que não usá-la);
  • Discos rígidos: 2 discos (IDE Primário Master e IDE Primário Slave);
  • CD/DVD-ROM: Tem que estar montado com uma ISO ou uma CD do sistema operacional.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Particionamento dos discos
   3. Configurando RAID via software
   4. Finalizando a configuração do RAID
   5. Conclusão
Outros artigos deste autor

Protegendo o ESB: Conceitos e técnicas de segurança para empresas de serviços web críticos

GIT: Controle de versões distribuído para projetos de software

Transformando seu Ubuntu Hardy em OSX Leopard

Proxy Squid com autenticação + Sarg + Webmin

Leitura recomendada

Acesso a compartilhamentos do Samba sendo autenticados pelo Active Directory usando Kerberos

Proxy reverso com Apache + cache + compactação + estatísticas

Alta disponibilidade ISCSI e Multipath - RedHat

Entendendo as permissões de arquivos (chmod)

Git - Ciclo básico de trabalho

  
Comentários
[1] Comentário enviado por doldan em 06/05/2009 - 15:01h

Grande Artigo, ja havia tentado fazer RAID 1 mas sempre me dava que não havia uma partição / para instalar o sistema, com o teu artigo vi onde estava meu erro.
Só ficou uma questão a qual terei que pesquisar, pois ja havia desistido do raid estou usando atualmente a copia completa do hd como forma de backup, o sistema se mantem atualizado automaticamente após a instalação, ou é necessário realizar ou agendar algum comando no cron para que o raid faça o seu trabalho?
Se você puder me esclarecer isso, fico grato, no entanto vou estar pesquisando para descobrir.
Parabéns, grande artigo.

[2] Comentário enviado por thiago paeta em 22/05/2009 - 20:18h

Legal o artigo, estava precisando de uma iédia e consegui não com o Ubuntu Server mas com o querido Debian 4. Funcionou perfeito e economizamos com a compra da placa controladora que já estava na lista de compra da empresa.

Valeu!


[3] Comentário enviado por manchatnt em 17/06/2009 - 16:40h

Pergunta:
Como é possível fazer raid1 depois de instalado o sistema?
Imaginemos que o raid foi instalado como descrito no artigo e um dos Hds deu pau, já substituímos este defeituoso e precisamos restaurar o Raid e resincronizá-los. Exemplo com duas partições (/ e /home), além do SWAP
Alguém poderia dar esta dica?

[4] Comentário enviado por marcelops1 em 18/06/2009 - 11:05h

Cara, Dica espetacular!!!! Aproveitei essa dica e usei 3 discos deixando um para step. Um abraço!!!

[5] Comentário enviado por Gleudson Junior em 22/07/2009 - 14:25h

@manchatnt

Da uma olhada nesse artigo, ele deve ajudar:

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/RAID-1-em-Debian-com-sistema-ja-instalado/

[6] Comentário enviado por removido em 26/05/2010 - 12:16h

Exelente artigo,

tambem estava com algumas dificuldade para criar o raid quando instala o sistema mas o artigo tirou todas as duvidas.

Parabens pela iniciativa do artigo e de ter colocado todos os prints dele.

Vlw
t+

[7] Comentário enviado por joserf em 30/08/2010 - 17:03h

olá amigo otimo artigo funcionou perfeitamente aqui no meu ubuntu 8.04 server, porem quando eu tiro um disco simulando um problema a maquina nao inicia só fica na parte de Loading please wait.... e nao sai disso, sabe algo que posso fazer para resolver isso. abraço

[8] Comentário enviado por edikoston em 15/12/2011 - 17:32h

Parabéns
Mas eu gostaria de saber o seguinte..para testar criei um arquivo de texto chamado de teste.txt ate ai tudo bem o arquivo foi replicado com sucesso, depois simulei a perda de um hd. agora o preciso montar um novo hd e copiar os dados alterado pelo hd bom para o novo,,,, e agora como eu faço isso???

[9] Comentário enviado por edikoston em 21/12/2011 - 17:54h

Parabéns
Mas eu gostaria de saber o seguinte..para testar criei um arquivo de texto chamado de teste.txt ate ai tudo bem o arquivo foi replicado com sucesso, depois simulei a perda de um hd. agora o preciso montar um novo hd e copiar os dados alterado pelo hd bom para o novo,,,, e agora como eu faço isso???

[10] Comentário enviado por marcelo.castro.l em 21/05/2012 - 16:37h

Boa tarde. Há um bom tempo venho lutando com o Raid 1 no Debian em um servidor onde trabalho. O que acontece é o seguinte: crio o raid 1 conforme ensinado acima, retiro um dos hds para fazer teste e o sistema starta normal. Minha dúvida é se o raid 1 via software sincroniza o sistema automaticamente, pois ao colocar os dois hds novamente e executar o comando:

~#cat /proc/mdstat aparece
blocks super 1.2 [2/1] [_U]

quando crio fica:
~#cat /proc/mdstat aparece
blocks super 1.2 [2/1] [UU]

Como fazer que ao tirar um hd ou trocar um deles, o sistema sincronize sozinho, ou isso não é possível e sempre terei que editar usando o mdadm:

~#mdadm --zero-superblock /dev/sdb1
~#mdadm -a /dev/md0 /dev/sdb1
~#grub-install /dev/sda
~#grub-install /dev/sdb

Aguardo...

[11] Comentário enviado por belleb em 25/05/2015 - 18:41h

Parabéns! Artigo perfeito. Realizei no Ubuntu server 14.04 e funcionou.



[12] Comentário enviado por mak0070 em 11/05/2017 - 11:10h

Olá ! Este método funciona no Lubuntu também ? Existe esta opção de RAID no particionador desta versão ?


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts