Configurando o kernel 2.6.8.1-smp para Pentium IV Hyper-Threading (P4-HT)

Configure seu Linux para suportar todos os recursos do Pentium 4 HT e Pentium Xeon. Esse artigo é baseado na distribuição Debian, mas sua idéia pode ser utilizada nas demais distros.

[ Hits: 19.471 ]

Por: Luciano Fonseca Chaves em 22/09/2004


Introdução



Antes de qualquer coisa, estou contente de estar escrevendo este artigo com a esperança de poder ajudar a pessoas que, como eu, confiam nesta comunidade para buscar a solução de seus problemas.

Talvez, algumas pessoas tenham em casa um Pentium Hyper-Threading e não saibam exatamente o que isto significa. Na verdade, os consumidores deviam ser informados na hora da compra sobre as características, vantagens e desvantagens daquilo que estão comprando ou pretendendo comprar, porém, quando o assunto é informática a coisa não é bem assim. Na maioria das vezes, quem vende se quer conhece o que esta vendendo. Tudo bem, neste campo as coisas são muito dinâmicas e técnicas. Então, recomendo que antes de montar um novo micro, ou fazer upgrade, busque o máximo de informações possíveis junto aos fabricante e sites especializados em hardware.

A tecnologia Hyper-Threading presente nos processadores Intel Xeon e P4 HT se apresenta aos sistemas operacionais e aplicativos modernos como dois processadores virtuais. O processador trabalha em duas tarefas simultaneamente, usa recursos que não são usados com freqüência e tem uma saída muito maior no mesmo intervalo de tempo. Para maiores detalhes veja:
Entretanto, para que estes recursos possam ser utilizados de forma efetiva o sistema operacional e a placa mãe precisam oferecer suporte adequado. Não basta você ter um Pentium HT para desfrutar desta tecnologia, isto é um detalhe muito importante!

Felizmente o Linux suporta a distribuição de tarefas em múltiplos processadores iguais. Para isto, você precisa utilizar o kernel-smp (Simetric Multi Processor). Este artigo comenta como configurar o kernel 2.6.8.1-smp, já compilado, para a plataforma i686 e instalado através do aptitude (apt-get).

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Configuração
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Preparando o Debian Etch para programação Palm

Configurar servidor PPPoE (Ubuntu)

Nagios Server e Máquinas Clientes no CentOS - Instalação e Configuração

Introdução ao gerenciador de janelas i3

Debian como servidor DHCP no VirtualBox

  
Comentários
[1] Comentário enviado por cvs em 22/09/2004 - 16:53h

hum... legal... e se eu tiver uma distribuição que não possue essas "facilidades" como o apt-get? como que eu REALMENTE configuro? por que eu achei que isso seria explicado e não tudo feito pelo apt-get... Bom, de qualquer maneira é interessante, quando eu tiver dinheiro (daqui a muito tempo) talvez eu tenha um processador desses :D

[2] Comentário enviado por cardosoalcir em 22/09/2004 - 20:16h

Atendi um conhecido estes dias que leu este artigo testou em casa de várias formas e não funcionou, ele veio entao pedir uma ajuda e depois de testar as mudanças tive a luz de dar uma olhada na bios e estava la o nosso problema.
Para que a tecnologia HT funcione eh necessário que ela esteja ativa no bios do pc senão eh queimar mufa a toa...

[3] Comentário enviado por brasil200 em 22/09/2004 - 20:57h

Basta dar uma lida aqui cvs:
http://www.vivaolinux.com.br/artigos/verArtigo.php?codigo=1364
Foi postado algum tempo atrás, é para Slackware, mas pode ser feito com outras distribuições tranquilamente.
Lá ele diz que conseguiu fazer aparecer 4 processadores (sendo 3 logicos), de uma lida nos comentarios para obter mais informações.

[4] Comentário enviado por Airozi em 08/10/2006 - 22:44h

Nossa, legal o artigo
pra quem tem HT show
parabéns

[5] Comentário enviado por birolinux em 01/07/2008 - 01:48h

valeu....estava procurando isto...


Contribuir com comentário