Configuração universal do servidor X (modo gráfico)

Esse artigo nos apresenta a uma metodologia universal de configuração do servidor X. Seguindo esses passos você poderá ter o ser X configurado em praticamente qualquer hardware suportado.

[ Hits: 108.956 ]

Por: Perfil removido em 04/08/2004


Introdução



Existem dois servidores X sendo usados atualmente nas distribuições de Linux, o xfree e o xorg. As distribuições "velhas" usam o xfree, as mais "novas" estão mudando para o xorg e essa mudança parece estar ocorrendo por problemas de licença. De qualquer forma, tanto o xfree como o xorg são praticamente a mesma "coisa".

O modo gráfico no Linux é gerado pelo servidor X, é ele que ativa a placa de vídeo, mouse e teclado, permitindo ao usuário o uso de interfaces gráficas que são chamadas gerenciadores de janelas.

Existem diversos gerenciadores de janelas diferentes, cada um adequado a um "tipo" de máquina ou a um "tipo" de usuário. A maioria das distribuições Linux costuma vir com pelo menos um gerenciador. Os gerenciadores de janelas mais usados são:
  • KDE
  • Gnome
  • Blackbox
  • WindowMaker
  • Enlightenment
  • IceWM
  • Fluxbox

Cada uma com suas características próprias, de forma que é o usuário quem decide qual usar ou qual é a "melhor".

O servidor X é quem cria o ambiente necessário para as interfaces rodarem, se o "X" não estiver corretamente configurado, o modo gráfico pode nem abrir , ou abrir "capengamente".

Existem comandos específicos para se configurar o X , são eles:

xfree : xf86config , xf86cfg -textmode
xorg : xorgconfig , xorgcfg -textmode

Todos comandos para serem executados no shell do Linux (prompt) e como root. Obviamente o usuário que for configurar o X precisa saber alguns dados sobre o hardware que tem, do contrário não vai conseguir "fazer" nada.

O que o usuário tem que saber:
  • placa de vídeo : fabricante, modelo, quantidade de memória de vídeo.
  • monitor : máxima resolução gráfica suportada, freqüências horizontal e vertical.
  • mouse : tipo de mouse (serial , ps2 , usb), se tem roda de scroll.
  • teclado : tipo de teclado (americano internacional ou se é brasileiro ABNT2).

Tendo essas informações, o usuário pode usar os comandos de configuração acima e ser "feliz". Agora, para quem não quer se "arriscar" a configurar o X pelos configuradores ou não entende por eles por estarem em inglês, etc, segue abaixo um exemplo de configuração do X do tipo "universal", que pode funcionar em qualquer máquina.

OBS: o arquivo de configuração padrão do X fica na pasta /etc/X11 e pode ter os seguintes nomes:
  • XF86Config , XF86Config-4 (xfree)
  • xorg.conf , xorg.conf-4 (xorg)

Para usar minha configuração "universal", o usuário deve abrir o arquivo de configuração do X em um editor de texto qualquer, selecionar o texto que corresponde a configuração e em seguida colar o texto no arquivo de configuração do X, então é só salvar.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Minha configuração universal
   3. Fazendo tudo funcionar
Outros artigos deste autor

Instalando o OSS4 no Ubuntu 11.04

Novidades do Kernel 2.6.35

Detonando robots!

Acessando partições NTFS no Linux

Convertendo novos usuários ao Linux

Leitura recomendada

Dando uma nova cara ao Ubuntu

Instalação do CACTI no Debian Sarge

XFCE + Openbox no Debian e derivados

LoadBalance e Failover com OpenBSD e PF

Tint2 - Split TaskBar com Dual Monitor

  
Comentários
[1] Comentário enviado por agk em 04/08/2004 - 11:58h

Parabéns pelo artigo, muito bom pra quem tem dificuldade em configurar o X e principalmente para usuários iniciantes, mas quem quer configurações mais refinadas, vai ter que aprender a personalizar seu arquivo de configuração, ex: refresh rate mais alto para monitores que suportam (85hz), configurações para opengl dentre outras.
Gostei também do comando xrandr, esse eu não sabia.
Valeu pelo artigo, continue assim.

[2] Comentário enviado por maximous em 04/08/2004 - 12:10h

Até algum tempo atrás usava o 'xf86config' para configurar o vídeo, porém, vi em um script de uma distro que roda em CD (acho que Slax), o uso do comando 'XFree86 -configure'.

Este já faz uma boa parte do serviço, basta então as customizações. Segue abaixo a parte do 'man XFree86' referente a este parâmetro:

-configure
When this option is specified, the X server loads all video
driver modules, probes for available hardware, and writes out
an initial XF86Config‐4(5x) file based on what was detected.
This option currently has some problems on some platforms, but
in most cases it is a good way to bootstrap the configuration
process. This option is only available when the server is run
as root (i.e, with real‐uid 0).

PS.: este comando gera um arquivo com extensão '.new' no diretório atual, e então você deve copia-lo para o local correto da configuração (geralmente /etc/X11/ com o nome XF86Config{-4})

[3] Comentário enviado por taiar em 04/08/2004 - 14:47h

OBAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

MUITO BOM!!!

Acabei de configurar meu teclado no Gnome...

valew...

[4] Comentário enviado por kdark23 em 04/08/2004 - 17:10h

Muito bom!!!
com este script eu ja tenho mais uma boa noção de como
configurar o X...so me resta saber se posso usar este script
para configurar meus terminal na minha rede de XDMCP

[5] Comentário enviado por engos em 05/08/2004 - 14:16h

Observações:

Deixar o "genérico" em um monitor e place de vídeo não é "saudável" para o equipamento. Gerenciador de janela é uma coisa, ambiente gráfico é outra, o KDE e Gnome são ambientes gráficos, diferente do WindowMaker que é gerenciador de janela, pois é "só" isso que ele faz.

De resto achei legal e bem redigido, possui boas dicas e não complica nada. Gostei do artigo.

[6] Comentário enviado por cybercop em 05/08/2004 - 18:46h

Bom la vai outra dica para a galera para configurar o video automaticamente com o driver desejado, que resolveu meus problemas aki:

No terminal digite:

X -configure

OBS.: (isso mesmo: a letra X tem que esta em MAIUSCULO), que o xorg vai procurar automaticamente o driver para o seu video, com isso sera criado um arquivo chamado:

/root/xorg.conf.new

com isso, va ao terminal novamente e digite:

mv /root/xorg.conf.new /root/xorg.conf

mv /etc/X11/xorg.conf /etc/X11/xorg.conf.bak

e depois digite:

cp /root/xorg.conf /etc/X11/xorg.conf

Pronto, ai eh soh restartar o micro!

Outra saida eh fazer o seguinte no terminal:

mv /etc/X11/xorg.conf /etc/X11/xorg.conf.bak

cp /etc/X11/xorg.conf-fbdev /etc/X11/xorg.conf

Que o Servidor X vai entrar no modo classico!

Abracos Megatron pelo excelente artigo e valeu galera!

[7] Comentário enviado por kampz em 06/08/2004 - 10:04h

Grato Megatron pela dica, isso facilitou muito no Slack 9, a proposito vc nao tinha morrido na ultima serie de Tranformers?? :)

[8] Comentário enviado por crildo em 06/08/2004 - 14:42h

Ótimo artigo, parabéns!

[9] Comentário enviado por removido em 06/08/2004 - 19:46h

hahahhah !!!!!
eu não morro nunca ...

Decepticons for ever ...

:0)

[10] Comentário enviado por cybertux em 09/08/2004 - 10:53h

muito interessante este artigo 10 mesmo, vlu

[11] Comentário enviado por a1uk4rd em 17/11/2004 - 08:13h

Amigo, gostei bastante do seu artigo, bem claro e direto, qualquer um consegue entender e seguir os passos. Este comandinho xandr eu não sabia também :) a final de contas, a vida é um grande aprendizado.

[]'s

[12] Comentário enviado por hmoreira em 15/01/2005 - 10:05h

era isso que eu procurava.
valeu.
Hugo Moreira

[13] Comentário enviado por fernandoamador em 18/01/2005 - 01:32h

Valew!!! Belo artigo.

[14] Comentário enviado por raffaelfasan em 15/02/2005 - 23:44h

era isso q eu precisava =P
eu sou um iniciante, e pesquisei e vi que o slackware se "encaixa" no que eu quero... eu nao faço mta coisa no modo console ou modo texto (naum sei se são iguais) e preciso da interface grafica pra mim "acostumar"... vlw mesmo, abraços...

[15] Comentário enviado por steel_dragon em 20/03/2005 - 00:45h

Preciso configurar uma S3 Trio 3D no Slack 10 pelo xorg.conf ? alguém pode me ajudar ?

Obrigado !!!


machineripper@bol.com.br

[16] Comentário enviado por theagao em 07/04/2005 - 00:29h

Cara valeu pelo artigo, para um administrador de rede isto é crucial. Não que eu seja um mas pretendo rsrsrs. Valeu mesmo por colaborar.

[17] Comentário enviado por marcosmurillo em 10/06/2005 - 12:09h

Muito bom a sua dica sempre eu vejo meus amigos com dificuldade de configurar servidor x .. valeu pela dica.. ok

[18] Comentário enviado por Serafim em 17/10/2005 - 15:35h

Legal o artigo, mas fiquei com uma dúvida... O mouse não é /dev/TTS0 ?

[19] Comentário enviado por removido em 17/10/2005 - 19:02h

/dev/ttyS0 ... o /dev/mouse é um link pro dispositivo ...

[20] Comentário enviado por ghodoy em 11/07/2006 - 12:11h

Beleza de Artigo............Parabens

[21] Comentário enviado por Tyreon em 11/07/2006 - 19:12h

Muito Bom!! Vai me ajudar mto!!

[22] Comentário enviado por F4xl em 08/08/2006 - 20:40h

Os técnicos em manutenção de micro agradecem pelo o artigo!!! ;-) rsrsrs

[23] Comentário enviado por wellder em 14/08/2006 - 08:09h

Valeu. Eu estava precisando. nota 10.

[24] Comentário enviado por aprendiz_ce em 22/08/2006 - 14:48h

Shooooooooowwwwwwwwwwwww!

Parabéns pelo sua artigo.

[25] Comentário enviado por albertguedes em 14/09/2006 - 13:03h

Bom para começar a aprender de vez a mexer com video no linux, porque uma hora ou outra, sempre temos que mexer no config, aja paciência, caramba ... : (

[26] Comentário enviado por hbueno em 11/10/2006 - 21:56h

outra dica:
xdebconfigurator;dexconf

[27] Comentário enviado por bhartt em 31/05/2010 - 22:10h

ai galera boa noite!

eu sou usuario basico avnçado no windows mas agora comecei a me intereçar pelo linux.
instalei uma maquina virtual no meu pc que é xp, com o virtualbox,
instalei o DEBIAN 5.0, mas toda vez que tento inicializar a maquina virtual ocorre o erro disendo que o servidor x não está configurado.

tentei os comandos acima tanco como root e usuario mas sempre da COMMAND NOT FOUND VERIFIQUEI CADA COMANDO PARA TER CERTEZA DE QUE NÃO HAVIA ERRO DE DIGITAÇAO: ALGUEM TEM IDEIA DE COMO ME AJUDAR?
DESDE JÁ AGRADEÇO.

[28] Comentário enviado por removido em 31/05/2010 - 22:21h

acho que é melhor iniciar sua caminhada pelo mundo linux por uma distro mais amigável , tente o ubuntu

[29] Comentário enviado por bhartt em 01/06/2010 - 09:25h

Mas o ubuntu já vem cons as configurações definidas, o Debian força o usuario a aprender comandos e configurações, eu sei que não é nada simples mas comecei as escavucar o linux e estou achando o maximo os comandos.
mas valeu pela dica, ah.. tenho o ubuntu virtual tbm em minha maquina e esta rodando tranquilo.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts