Configuração: Servidor de nomes slave com Bind9 no Debian 4.0

Recentemente fui fazer a configuração de um simples servidor slave com o Bind9 em Debian 4.0. Para fazê-lo consultei vários artigos e depois de concluído, vi o quão simples é sua configuração. O problema foi que não encontrei um artigo passo a passo para fazer isso economizando tempo.

[ Hits: 68.502 ]

Por: Gustavo Hendrigo Marcon em 28/04/2008


Instalação do bind9



É prática comum e recomendada a existência de pelo menos dois servidores de nomes para cada domínio registrado. Isto significa que teremos um outro servidor contendo os mesmos dados: uma cópia. De preferência, este servidor deve estar em outra rede para uma melhor disponibilidade, mas isto não é absolutamente necessário. A cópia de base de dados é feita com um protocolo de transferência chamada de transferência de zonas.

Neste contexto, o servidor que envia a zona para outros servidores é muitas vezes simplesmente chamado de master. Os servidores que recebem esta transferência são chamados de slaves. Somente pode haver um servidor master, mas podem haver vários servidores slaves. Qualquer alteração nos arquivos de zonas é feito no servidor master. O servidor slave é somente de leitura, pois obtém seus dados a partir do servidor master.

O BIND (Berkeley Internet Domain) foi uma das primeiras implementações de servidores DNS existentes e é a mais utilizada até hoje.

Instalação

Em uma máquina com sistema Debian 4 já instalado, como root execute:

# apt-get install bind9 bind9-doc

bind9 ------- O servidor BIND propriamente dito
bind-doc ---- Documentação extra do BIND

O servidor bind é iniciado através do script /etc/init.d/bind9, que aceita os parâmetros normais para script de inicialização, como start, stop e restart.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Instalação do bind9
   2. Arquivos e configuração do servidor slave
   3. Permissões e finalização
Outros artigos deste autor

Adicionando baterias automotivas extras em nobreaks

Bind9 + Debian Linux 4.0: Configuração de um servidor de nomes interno

PhpDansAdmin, protótipo de ferramenta web para administração do DansGuardian

Servidor proxy autenticado (Squid + DansGuardian + OpenLDAP)

DansGuardian versões 2.9.3.0 e superiores em Debian 5.01

Leitura recomendada

Manual de instalação e configuração do Zabbix no Fedora 8

Passo a passo para aceleração 3d em placas de vídeo com chipset NVIDIA + compiz-fusion no OpenSuSE 10.3

Associando teclas a comandos, tarefas ou aplicativos... com toda facilidade

Asterisk realtime e Trunk

MaraDNS: Simples - Seguro - Robusto (parte 2)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por cromado em 28/04/2008 - 10:44h

Email é um serviço essencial , sempre é bom surgir artigos novos sobre o assunto. meus parabéns.
Configurei um email interno , e funciona belezinha , vc sabe de alguma forma de configurar um servidor de email pra responder pra fora da rede , na internet no geral sem pagar , por exemplo "No IP" , ou precisarei de Ip fixo , registrar um dominio e etc?

vlw

[2] Comentário enviado por removido em 28/04/2008 - 12:41h

Corrigindo

/etc/init.d/bind9 restart

e não

# /etc/init.d/bind9/restart
Ótima matéria...

[3] Comentário enviado por hendrigo em 28/04/2008 - 12:46h

Para que um serviço de e-mail funcione corretamente você vai precisar de um ip fixo e um domínio registrado. Uma boa opção para isto é: se vc tem um domínio registrado vc pode usar o serviço do google que possibilita que crie e-mails @suaempresa.com.br, este serviço gratuito é limitado até 2000 contas. Assim só haverá a necessidade de um domínio registrado e o dns de um servidor que pode estar em qualquer lugar. seria a solução mais barata.

[4] Comentário enviado por jairus em 15/07/2008 - 16:46h

Parabéns !!!

Consegui resolver o problema do meu servidor dns slave com sua dica de permissão.


Jairus Lopes

[5] Comentário enviado por comfaa em 14/10/2008 - 08:58h

Muito Bom Artigo !!!

Abraços

[6] Comentário enviado por pogo em 26/02/2009 - 15:01h

excelente artigo... me ajudou bastante aqui! =)

[]'s

pogo


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts