Como encontrar o NetID e o Broadcast de uma determinada rede

Este material vem apresentar um método para se achar um determinado NetID e Broadcast de uma rede, principalmente a quem está começando na área de redes de computadores.

[ Hits: 13.868 ]

Por: Wandson Sandro Rebelo Ramos em 25/08/2015


Introdução



Entender como funciona uma rede muitas vezes parece ser complicado, mas na verdade só basta ter um pouco de tempo para se dedicar e entender o que realmente você quer fazer. Sou professor de Redes de Computadores, e por muito tempo vi que meus alunos sempre esbarravam na parte de dividir a rede e tentar entender como funciona as máscaras, como repartir um determinado bloco e como é esse "negócio" de subnet, como muitos deles falavam.

Quando tem um IP que tem que descobrir o NetID e o Broadcast, isso muitas vezes parece ser coisa de outro mundo. Eu não lecionava para eles nos primeiros semestres, mas sim, do terceiro em diante. Neste período a maioria não entendia os conceitos de Início de Rede e Final de Rede e nas aulas de Linux e Serviços de Rede, isso me atrapalhava um pouco para ir adiante. Sei que também não era culpa dos meus colegas, pois eles repassavam da mesma maneira que foram ensinados. Então a partir do tempo que entrei para lecionar em uma Faculdade, resolvi testar este método, funcionou muito bem, muitos até fizeram prova de concurso e foram muito bem, agora que estou no Ensino Médio Profissionalizante, vejo que posso fazer isso mais cedo com os alunos, com isso eles ganham mais conhecimento e quando entram na faculdade já verificam coisas mais avançadas.

Então resolvi testar este método que já vinha usando quando trabalhava numa ISP (Internet Service Provider) na cidade aonde estou agora e aproveitar para o restante das pessoas que ainda tem dúvida.

Este método ajudou muitos deles a entender melhor o Início da Rede e Final da Rede, o range e as subnets que compunham uma determinada classe de IPs. Venho fazendo isso desde de 2003 e sempre me ajudou, principalmente no trabalho. Acredito que em provas da CISCO como o CCNA e da LPI do Linux, isso pode ser útil para poupar tempo na hora da execução da mesma.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Entendendo o funcionamento - 1ª Questão
   3. Entendendo o funcionamento - 2ª Questão
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Simulando redes com o GNS

Tutorial de instalação e configuração do CACIC 3.1.15

Criando RADIUS no Windows Server 2012 para autenticar no Mikrotik

Asterisk - Configuração de conferência com PIN

Nagios 3 + NagiosQL no Ubuntu Server 12.04

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Buckminster em 26/08/2015 - 08:09h

Ótimo artigo, excelente método. Parabéns.

[2] Comentário enviado por danniel-lara em 26/08/2015 - 08:40h


Parabéns , muito bom o Artigo

[3] Comentário enviado por pagani em 26/08/2015 - 15:41h

Excelente artigo, vou recomendar a leitura pra minha sala.

[4] Comentário enviado por saulobr88 em 26/08/2015 - 18:49h

Boa iniciativa, conheço muitos profissionais que trabalham com rede mas acabam deixando de lado as operações binárias na hora de dimensionar a rede.
Seu artigo está muito bom.

[5] Comentário enviado por sergeimartao em 30/08/2015 - 14:48h

Excelente, parabens!

[6] Comentário enviado por alan-carlos em 02/09/2015 - 09:03h

Para contribuir com o artigo, mostro uma outra forma de achar os endereços de início e fim da rede, para um melhor entendimento vou usar o mesmo exemplo.

10.32.40.186/20

Para isso é necessário “traduzir” de decimal para binário o endereço:

00001010.00100000.00101000.10111010

Como é um endereço em uma rede /20 vamos dividir os bits. Dividimos em dois blocos, no primeiro ficam os 20 bits iniciais e no segundo o restante.

00001010.00100000.0010 | 1000.10111010

Agora, para calcular o endereço de início da rede, vamos zerar os bits do segundo bloco, ficando assim:

00001010.00100000.0010 | 0000.00000000

Basta agora “traduzir” para decimal novamente e temos o endereço de início da rede:

00001010.00100000.0010 | 0000.00000000 = 10.32.32.0

E para o fim da rede, substituímos os zeros do segundo bloco por um, ficando assim:

00001010.00100000.0010 | 1111.11111111

Passando para decimal temos o endereço de fim da rede:

00001010.00100000.0010 | 1111.11111111 = 10.32.47.255

Com o tempo e prática, para quem for bom com números, da para fazer de cabeça, sem precisar anotar :)

[7] Comentário enviado por guimaraesrocha em 07/09/2015 - 11:09h

Parabéns pelo artigo.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts