Brincando com vetores - complemento

Este é uma espécie de "complemento" do meu artigo anterior, sobre vetores. Neste eu apresento recursos como: utilizar a variável IFS com vetores, usar variáveis readonly, além de uma melhoria no método para passar um vetor como argumento para uma função. Espero que gostem.

[ Hits: 33.126 ]

Por: Leandro Santiago em 26/03/2007 | Blog: http://leandrosan.wordpress.com


Vetores read-only



Variáveis de somente leitura são aquelas que não podem ser modificadas. Seriam algo como as constantes da maioria das linguagens de programação.

Para criarmos variáveis comuns ou vetores de somente leitura, podemos usar dois comandos - que são built-in's do bash -, que são o declare e o readonly.

O declare cria uma variável já com alguns atributos, como ser array ou não, ser de somente leitura, etc:

$ declare -ar vetor='([10]="Linux" [20]="Unix")'

Exibindo o vetor:

$ echo ${vetor[@]}
Linux Unix

Assim, vetor é um array (-a) de somente leitura (-r).

Observação: Se você não usar o parâmetro "-a", não será criado um vetor, mas sim uma variável normal:

$ declare -r vetor='([10]="Linux" [20]="Unix")'
$ echo ${vetor[@]}

([10]="Linux" [20]="Unix")

OBS:
  • Variáveis também funcionam normalmente como elementos, usando essa sintaxe. Por exemplo, poderíamos atribuir à um elemento o valor de $UID, ou $(uname).
  • Essa é só uma sintaxe de atribuição de elementos à um vetor. Também é possível usar a maneira tradicional:

    $ declare -r teste=(Elem1 Elem2)

Se tentarmos modificar o valor de vetor:

$ vetor[20]=Windows
bash: vetor: readonly variable

Ou, pegamos uma variável do sistema (ou qualquer outra) e a transformamos em read-only:

$ readonly -p PATH

Tentando modificá-la...

$ export PATH=$PATH:/opt/gnome/bin
bash: PATH: readonly variable

Isso é útil caso você não queira que algum usuário modifique o seu PATH.

E também se tentarmos apagar uma variável nativamente de somente-leitura:

$ unset UID
bash: unset: UID: cannot unset: readonly variable

OBS: Essa variável UID diz que usuário você é. E há uma razão simples para ela ser de somente-leitura: se não fosse, bastaria um "UID=0" para que você adquirisse privilégios de root!

Mas como fazer a variável voltar ao modo leitura-escrita? Não faço a mínima idéia...

Para exibirmos quais são as variáveis que são somente leitura, utilizamos o comando readonly sem parâmetros:

$ readonly
declare -ar BASH_VERSINFO='([0]="3" [1]="1" [2]="17" [3]="2" [4]="release" [5]="i486-slackware-linux-gnu")'
declare -ir EUID="1000"
declare -rx PATH="/usr/local/bin:/usr/bin:/bin:/usr/X11R6/bin:/usr/games:/opt/kde/bin: /opt/rox/bin:/opt/xaralx/bin:/opt/www/htdig/bin:/usr/lib/java/bin:/usr/lib/java/jre/bin: /usr/lib/java/bin:/usr/lib/java/jre/bin:/opt/kde/bin:/usr/lib/qt/bin:/usr/share/texmf/bin: .:/home/tenchi/.local/bin:/opt/rox/bin/:/opt/qemu/bin/"
declare -ir PPID="15847"
declare -r SHELLOPTS="braceexpand:emacs:hashall:histexpand:history: interactive-comments:monitor"
declare -ir UID="1000"
declare -ar vetor='([10]="Linux" [20]="Unix")'

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. A variável IFS
   2. Vetores read-only
   3. Passando valores por referência em funções
   4. Algumas funções que podem ser úteis
   5. Conclusão
Outros artigos deste autor

Rodando vídeos .rmvb no Linux

Alguns recursos do BASH para você utilizar em seus programas

Mudando o tema dos cursores do mouse no Linux

Instalando um ambiente leve e funcional em computadores antigos

Brincando com vetores

Leitura recomendada

Como Configurar seu Lucent Winmodem

Convertendo TXT ou HTML em OGG

Desinstalando todos os programas instalados a partir de uma data específica

Linux com boot no Pendrive, com todas as facilidades: Smart-USB_Key-Mania, PLOP Boot Manager e outros métodos

NetProfiler - Um solução para quem passeia por várias redes

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 27/03/2007 - 17:07h

Muito bom meu caro tenchi ;)

[2] Comentário enviado por fernandoamador em 08/04/2007 - 23:55h

Ótimo artgo...


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts