Automatização de backup

Este artigo mostra como automatizar os backup de seus servidores, aqui vou abordar uma situação onde você precisa manter seus backups atualizados e não poderá em horários que não está na empresa. Para isso utilizaremos scripts e agendamentos. Aqui no Viva o Linux isso não é novidade, mas fiz este bem detalhado. Então mãos à obra!

[ Hits: 5.740 ]

Por: Paulo José Maestrello em 06/10/2016


Introdução



Temos, no caso abordado, 3 servidores com sistema Debian, 2 deles como servidores de arquivos e 1 como banco de dados. O diagrama abaixo representa uma empresa de pequeno porte, tendo um departamento pequeno de informática, que fica, na maioria do tempo, ocupado com suporte ao usuários da rede. Havendo a necessidade de automatizar os processos de backup, deixando somente a responsabilidades para os profissionais de TI, somente o acompanhamento dos logs, e reparos em casos de falhas durante o processo automatizado.

Cada um dos servidores possui um HD externo, que será utilizado para um backup extra (redundância), e outro hd que está montado como "backup" e e outra partição que está em um outro servidor da rede que estará montado em "/mnt/reserve/", posteriormente irá se implementar uma sincronização para um outro servidor em nuvem. Neste momento, abordaremos somente a parte local deste processo.
Linux: Automatização de backup

Preparando o terreno

Vamos conhecer os servidores:

Servidor 1 (gumball)
  • Arquivos
  • idsrv = 0001
  • hostname = gumball
  • ip 192.168.0.200
  • hd 1 interno 2 Tb
  • hd 2 interno 2 Tb
  • hd externo 1 Tb

Montagens do FS:
  • hd 1 (sistema + homes)
  • hd 2 /mnt/backup
  • hd ext /mnt/hdexterno

Pasta de backup RESERVE: /mnt/reserve

Servidor 2 (darvin)
  • Banco de dados
  • idsrv = 0002
  • hostname = darvin
  • ip 192.168.0.201
  • hd 1 interno 2 Tb
  • hd 2 interno 2 Tb
  • hd externo 1 Tb

Montagens do FS:
  • hd 1 (sistema + homes)
  • hd 2 (sistema + homes)
  • hd ext /mnt/hdexterno

Pasta de backup RESERVE: /mnt/reserve

Servidor 3 (nicole)
  • Arquivos BKP
  • idsrv = 0003
  • hostname = nicole
  • ip 192.168.0.202
  • hd 1 interno 2 Tb
  • hd 2 interno 2 Tb
  • hd 3 interno 2 Tb
  • hd externo 1 Tb

Montagens do FS:
  • hd 1 (sistema + homes)
  • hd 2 /mnt/backup
  • hd 3 /mnt/reserve (serve os outros 2 servidores)
  • hd ext /mnt/hdexterno

Como já perceberam, o nicole tem um HD a mais que os outros, pois este fornece uma partição que mandaremos os backups dos outros servidores, este também serve de espelho do servidor gumball, que é o principal servidor de arquivos da empresa. Outra coisa que você também já deve ter percebido é que eu gosto de desenhos animados... kkk

Bom, outra coisa é que criei um compartilhamento no samba do servidor nicole, que está com o nome reserve, que foi montado nos outros servidores em "/mnt/reserve/", pra montar isso é assim:

# mount -t cifs //nicole/reserve /mnt/reserve

Poderia ter criado como NFS, mas criei assim, depois você pode verificar como colocar isto no fstab. Existem vários artigos que ensinam como fazer isso. Não vou me deter neste ponto.

Outro detalhe é que programei através do crontab, o agendamento dos scripts que estão na sequencia deste artigo. Leia sobre isto pela internet.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Os scripts
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Multi-head usando udev e Xnest

Solução para provedores - Receber aviso no celular quando ocorrer perda de pacote, hosts parados ou pacotes duplicados

Convertendo TXT ou HTML em OGG

Criando uma ISO bootável do OpenBSD

Script "apagador de linhas"

  
Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts