Boot gráfico no ArchLinux

Já vi que vários usuários estão passando a conhecer e utilizar mais e mais o Arch. Mas muitos dos iniciantes no mundo Linux que vão utilizar o Arch não ficam com ele por muito tempo, às vezes pelo simples motivo dele não possuir uma interface gráfica na inicialização do sistema. Mas se for por esse motivo, podem permanecer no Arch, pois há solução e bem fácil de se implementar. Vejam!

[ Hits: 19.731 ]

Por: Phillipe Smith em 11/06/2008 | Blog: http://phillipelnx.com


Instalando e configurando o SPLASHY



Primeiramente devemos adicionar o seguinte repositório ao final da configuração do pacman:

[archlinuxve]
Server = http://repo.archlinux.com.ve/i686

[archlinuxve]
Server = http://repo.archlinux.com.ve/x86_64

Para adicionar o repositório acima, basta fazer o seguinte em um terminal, como root:

# vi /etc/pacman.conf

(Utilizei o editor vi, mas esteja livre para utilizar o editor de textos que preferir)

O comando acima mostrará algo como (lembre-se que o meu arquivo se encontra assim, mas o seu pode estar diferente):

#
# /etc/pacman.conf
#
# See the pacman manpage for option directives

#
# GENERAL OPTIONS
#
[options]
# The following paths are commented out with their default values listed.
# If you wish to use different paths, uncomment and update the paths.
#RootDir = /
#DBPath = /var/lib/pacman/
#CacheDir = /var/cache/pacman/pkg/
#LogFile = /var/log/pacman.log
HoldPkg = pacman glibc
#XferCommand = /usr/bin/wget --passive-ftp -c -O %o %u

#
# REPOSITORIES
# - can be defined here or included from another file
# - pacman will search repositories in the order defined here
# - local/custom mirrors can be added here or in separate files
# - repositories listed first will take precedence when packages
# have identical names, regardless of version number
#
# Repository entries are of the format:
# [repo-name]
# Server = ServerName
# Include = IncludePath
#
# The header [repo-name] is crucial - it must be present and
# uncommented to enable the repo.
#

[core]
Server=http://archlinux.c3sl.ufpr.br/core/os/i686
# Add your preferred servers here, they will be used first

[extra]
Server=http://archlinux.c3sl.ufpr.br/extra/os/i686
# Add your preferred servers here, they will be used first

[community]
Server=http://archlinux.c3sl.ufpr.br/community/os/i686
# Add your preferred servers here, they will be used first

#[testing]
#Include = /etc/pacman.d/mirrorlist

#[unstable]
#Include = /etc/pacman.d/mirrorlist

# An example of a custom package repository. See the pacman manpage for
# tips on creating your own repositories.
#[custom]
#Server = file:///home/custompkgs

[kdemod]
Server = http://kdemod.ath.cx/repo/current/i686

[archlinuxve]
Server = http://repo.archlinux.com.ve/i686

Pronto, agora podemos instalar o programa que nos dará uma tela de boot gráfica no ArchLinux, ou seja o Splashy:

# pacman -Sy splashy splashy-themes

Feito o comando acima, estaremos com o programa instalado, incluindo alguns temas para o mesmo, mas ainda faltam algumas configurações.

Então vamos colocar a mão na massa... ou melhor, vamos colocar a mão no teclado!

Adicione a linha abaixo no final do arquivo rc.conf:

# vi /etc/rc.conf

SPLASH="splashy"

Outra configuração que devemos efetuar é no arquivo mkinitcpio.conf:

# vi /etc/mkinitcpio.conf

No final do arquivo encontramos a sessão HOOKS, ao final desta sessão devemos adicionar o comando "splashy" (sem aspas).

Fica tipo assim (lembrando que essa é a configuração do meu micro, a sua pode ser diferente):

HOOKS="base udev autodetect pata scsi sata usbinput keymap filesystems splashy"

Adicionado o comando, devemos aplicar essa nova configuração no Kernel:

# mkinitcpio -p kernel26

O terceiro passo é editar o arquivo menu.lst referente ao grub:

# vi /boot/grub/menu.lst

title Arch Linux
root (hd0,0)
kernel /boot/vmlinuz26 root=/dev/sda1 ro vga=795 splash quiet
initrd /boot/kernel26.img

Coloque vga=791,793,794, ou qualquer outro valor que acharem melhor, splash e quiet, conforme está a configuração acima.

Só para finalizar, para quem desejar uma GUI (interface gráfica) para escolher o tema de sua preferência, basta localizar no AUR um dos seguintes pacotes:
  • gsplashy: Gui GTK
  • qsplashy-arch-svn: QT Gui

Mas para quem não deseja fazer isso de forma gráfica, também pode fazer pelo terminal (como root).

Primeiro entre na pasta onde se encontram os temas para o splashy:

# cd /etc/splashy/themes

Depois verifique qual dos temas deseja definir e faça o seguinte comando:

# splashy_config --set-theme nome_da_pasta_do_tema (darch-white-43 por exemplo)

E para testar se o tema foi aplicado corretamente, faça:

# splashy test (pressione ESC para finalizar o teste)

Uma observação muito importante é que sempre que alterarem o tema do splashy, terão que atualizar a configuração do kernel:

# mkinitcpio -p kernel26

Terminadas as configurações, vamos ao que interessa. Vamos verificar se deu tudo certo.

Reinicie o seu sistema e verifique se o SPLASHY está funcionando corretamente.

Para maiores informações sobre a configuração do programa, visitem o link abaixo:
É isso pessoal!

Grande abraço, espero que gostem e até a próxima.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Instalando e configurando o SPLASHY
Outros artigos deste autor

Editor de textos / IDE Geany

Utilizando o PcManFm

Ambiente gráfico LXDE

Leitura recomendada

Compiz Fusion no Gutsy

ARM, utilização de snapshot de pacotes no Arch Linux

GoboLinux? Que distro é essa? (Parte 2 - Instalação)

ArchLinux: Configuração pós-instalação

Instalação do CACTI no Debian Sarge

  
Comentários
[1] Comentário enviado por SmithuX em 11/06/2008 - 10:47h

Pessoal, esqueci de informar no artigo uma coisinha importante:

Antes de efetuarem a instalação do splashy, façam backup dos arquivos rc.conf ( /etc/rc.conf ) e inittab ( /etc/inittab), pois eles podem ser alterados.
Fazendo o backup, após a instalação bata restaurar os arquivos originais novamente OK!!!

Grande abraço a todos!!!

[2] Comentário enviado por removido em 11/06/2008 - 11:26h

legal, só faltou umas screens !!!!!!!

kkkkkkkkkkkk

[3] Comentário enviado por SmithuX em 11/06/2008 - 11:38h

Rsrsrrsrsr!!!! Pois é... Esqueci desse detalhe eu!noel!!!

Valeusss!!!!!

[4] Comentário enviado por kalib em 11/06/2008 - 11:38h

Legal archsmith..
Já havia lhe dado os parabéns no fórum do archlinux-br..
Mas não custa nada parabenizar novamente..
Isto com certeza ajudará muita gente. ;]

[]

[5] Comentário enviado por SmithuX em 11/06/2008 - 11:41h

Mais uma vez valeu kalib!!!
Nunca é de mais um elogio!!! Uhuahuahua!!!!

Que o artigo realmente seja útil para todos!!!

[6] Comentário enviado por maran em 11/06/2008 - 11:46h

Hum, interessante meu velho, andei fazendo, ops ainda ando fazendo uns testes com o Arch, por enquanto estou gostando viu, mas eu prefiro ele com o boot em texto é mais rapidim ;).
MAis quando chegar em casa vou testar ok?!

Um abraço.

[7] Comentário enviado por SmithuX em 11/06/2008 - 11:51h

É isso aí Maran!!!

Te garanto que não se arrependerá com os testes....

Fica muito fera o boot e, pelo menos comigo, não tive nenhuma alteração no desempenho do boot!!!

Valeuwww!!!!

[8] Comentário enviado por GilsonDeElt em 11/06/2008 - 13:10h

Legal, archsmith!

Embora eu não tenha meios de testar um Arch agora, tô gostando de ver como as coisas funcionam

Pergunta: posso adaptar o que você explica para um Slackware da vida?

[9] Comentário enviado por SmithuX em 11/06/2008 - 13:21h

Pode sim GilsonElt, mais não bem da mesma forma.... No Slackware há outro tipo de configuração...

No link abaixo vc pode verificar como implementar o splashy no Slackware Blz!?

http://splashy.alioth.debian.org/wiki/slackware


[10] Comentário enviado por GilsonDeElt em 11/06/2008 - 13:49h

blza, archsmith!
vlw!

e Viva o Linux!

[11] Comentário enviado por removido em 15/06/2008 - 11:51h

Ótimo artigo archsmith, parabéns.

Gostaria de dizer que funciona com o lilo também. O processo de instalação e configuração é o mesmo e basta adicionar a seguinte linha no lilo:

append="quiet splash"

O meu lilo ficou assim:

append="quiet splash"
image=/boot/vmlinuz26
label=Arch
root=/dev/hda1
initrd=/boot/kernel26.img
read-only



[12] Comentário enviado por SmithuX em 15/06/2008 - 12:16h

Muito Obrigado Wdmatheus!!!

E valeu por ter lembrado que com o Lilo também funciona!!!

[13] Comentário enviado por Mga em 02/07/2008 - 01:04h

Depois que eu fiz todos os procedimentos e o Splashy ficou funfando

meu Arch ficou sem internet :/

Eu fui ao lado do Windows e a internet tava OK!

ou seja esse Splashy fez mal ao meu Arch :/

[14] Comentário enviado por removido em 02/09/2008 - 23:33h

Mga, o archsmith fala no primeiro comentário para se fazer backup dos arquivos rc.conf e inittab pois podem ser alterados, provavelmente seu /etc/rc.conf foi alterado por isso está sem internet, de uma verificada no mesmo.

[15] Comentário enviado por SmithuX em 03/09/2008 - 08:32h

Aê meus camaradas!!!

O repositório citado no início do Tutorial tá desatualizado e não está funcionando legal, pois ele está utilizando a versão 1.0.1 do Directfb sendo que no Arch, só encontramos a versão 1.2 nos repositórios....

Portanto, caso tenham algum problema ou mesmo se não tiverem, podem adicionar esse novo repositório:

[chakra-playground]
Server = http://mikko.iskrembilen.com/chakra-playground/i686

No momento é isso.
Grande abraço a todos!!!!

[16] Comentário enviado por corvolino em 05/09/2008 - 09:00h

parabéns :)

[17] Comentário enviado por rospyn em 30/12/2008 - 11:21h

[chakra-playground]
Server = http://mikko.iskrembilen.com/chakra-playground/i686

Forbidden

You don't have permission to access /chakra-playground/i686 on this server.

Algum outro servidor pra resolver esse problema do Directfb?

Abraço.

[18] Comentário enviado por Smithux em 30/12/2008 - 14:01h

rospyn,
O server abaixo tá funcionando:

[archlinuxve]
Server = http://repo.archlinux.com.ve/i686

Ou então vc pode baixar o PKGBUILD e compilar manualmente também:

http://aur.archlinux.org/packages.php?ID=10211


Grande Abraço!

[19] Comentário enviado por ikebanto em 31/12/2008 - 16:55h

na hora em que vou testar se o tema foi aplicado aparece esse erro:
error while loading shared libraries: libdirectfb-1.0.so.0: cannot open shared object file: No such file or directory

o que pode ser???

[20] Comentário enviado por Smithux em 31/12/2008 - 18:00h

Opa!
Ikebanto, veririfique se seu sistema está atualizado e se vc possui a última versão do DIRECTFB, a última versão é a 1.2.0:

#pacman -Q directfb

Se não tiver, então instale-o com o comando:

#pacman -S directfb


Contribuir com comentário