As Principais Distribuições GNU/Linux - Versão 2019

Este artigo teve sua primeira versão em 2009 e uma segunda versão em 2012. Passados sete anos da segunda versão, o texto estava merecendo uma atualização, até porque tem ele como principal função servir de guia aos "Linuxers" de primeira viagem, que ficam perdidos no verdadeiro mar de distribuições existentes.

[ Hits: 44.595 ]

Por: Andre (pinduvoz) em 21/01/2019 | Blog: http://casadopinduvoz.wordpress.com/


As distribuições segundo o Ranking - Parte III



7º Lugar: Fedora

Anota o Distrowatch.com que o Fedora é uma distribuição Linux desenvolvida pelo Projeto Fedora, apoiado pela comunidade e patrocinado pela Red Hat, a mais conhecida das empresas que trabalham com Linux.

O Fedora contém software distribuído sob licença gratuita, de código aberto, e tem como objetivo estar na vanguarda desse tipo de tecnologia. Por conta disso, tem a reputação de focar em inovação, integrando novas tecnologias e trabalhando de perto com a comunidade de desenvolvedores.

O desktop padrão no Fedora é o GNOME, com a interface Gnome Shell. Outros ambientes de área de trabalho, incluindo KDE, XFCE, LXDE, MATE e CINNAMON, estão disponíveis.

O Projeto Fedora também distribui variações personalizadas do Fedora, chamadas de "spins". Essas variações contêm conjuntos específicos de pacotes de software, oferecendo ambientes de desktop alternativos ou visando a atender interesses específicos, como jogos, segurança, design, computação científica e robótica.

O Fedora foi a primeira distro que realmente utilizei e tenho uma experiência mais do que satisfatória com ele. Mas deixei de utilizá-lo por conta do prazo de suporte reduzido, que me levou também a descartar outras distros, ou mesmo algumas novas versões de distros.

8º Lugar: openSUSE

Mais uma vez tendo por fonte o Distrowatch.com, cumpre afirmar que, enquanto projeto comunitário, o openSUSE é patrocinado principalmente pela SUSE Linux. Anote-se que várias outras empresas estão engajadas nesse mesmo projeto, até mesmo a Microsoft, que dispensa apresentações.

Promovendo o uso do Linux em todos os lugares, o projeto openSUSE fornece acesso fácil e gratuito ao openSUSE Linux, uma distribuição Linux completa e muito bem lapidada, pronta para uso doméstico e até mesmo para uso corporativo.

Três são os objetivos do Projeto openSUSE: torná-lo o Linux mais fácil de ser obtido e a distribuição Linux mais utilizada; ampliar e desenvolver a colaboração em código aberto para tornar o openSUSE o ambiente desktop e a distribuição Linux preferida tanto por usuários novos, quanto por usuários experientes; simplificar e abrir dramaticamente os processos de desenvolvimento e empacotamento para tornar o openSUSE a plataforma escolhida pelos desenvolvedores e fornecedores de software.

Anote-se que o openSUSE tem também uma versão denominada "Tumbleweed", que, segundo descrito no próprio site do projeto:

É uma versão pura de atualização contínua ("rolling release") do openSUSE, contendo as últimas versões estáveis de todos os programas.

Minhas experiências com o openSUSE sempre foram gratificantes. Ele é fácil de instalar, de configurar e muito estável. O YaST (Yet another Setup Tool) é uma ferramenta poderosa e, ao mesmo tempo, amigável para novos usuários.

30º Lugar: Slackware

O Slackware Linux é desenvolvido por Patrick Volkerding e, segundo destaca o Distrowatch.com, é um avançado sistema operacional Linux projetado, tendo a facilidade de uso e a estabilidade como as principais prioridades. Incluindo o mais recente software popular quando lança uma versão, mantendo um senso de tradição, proporcionando simplicidade e facilidade de uso, juntamente com flexibilidade e poder, o Slackware traz o melhor de todos os mundos para a mesa.

O Slackware Linux oferece aos usuários novos e experientes um sistema completo, equipado para funcionar quer como uma estação de trabalho de mesa, quer como um servidor altamente confiável. Aliás, servidores Web, FTP ou de e-mail estão prontos para o uso, assim como uma ampla seleção de ambientes de desktop populares. Também uma gama completa de ferramentas de desenvolvimento, editores e bibliotecas atuais é incluída para usuários que desejam desenvolver ou compilar software adicional.

Minha experiência pessoal com o velho "Slack" foi de puro aprendizado. Ele mostra aos seus usuários o básico do funcionamento de um SO baseado no Kernel Linux, tornando-os capazes de levar o conhecimento acumulado a outras distribuições.

Eu recomendo a todo usuário de Linux experimentar o Slackware, até mesmo por força da tradição que marca essa excepcional distribuição.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. As distribuições segundo o Ranking - Parte I
   3. As distribuições segundo o Ranking - Parte II
   4. As distribuições segundo o Ranking - Parte III
Outros artigos deste autor

Apresentando agora o Scientific Linux

Cadê minha área de trabalho?

Certificado Digital para Peticionamento Eletrônico (2018)

Instalando um novo tema no Acer Aspire One

Truques e dicas para o Acer Aspire One e o Linpus Linux Lite

Leitura recomendada

Quer achar uma distro descontinuada? Veja as alternativas

Conceituação de DNS

Como escolher sua distribuição GNU/Linux

Afinal, qual a melhor distribuição?

KDE Plasma no Slackware Current

  
Comentários
[1] Comentário enviado por albfneto em 21/01/2019 - 15:52h

muito bom seu artigo. favoritado.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].

[2] Comentário enviado por clodoaldops em 21/01/2019 - 17:02h

Dessas aí eu só não testei Slackware
Apesar da propaganda, eu não recomendo Elementary para novatos pq achei vem muito pelado , não aceita PPA nativamente e teve umas panes no Pantheon que não é mais leve que Xfce ou Mate
Debian 9 quando instalado por último zoou inicialização do LinuxMint
Manjaro , Ubuntu, LinuxMint, Fedora e SUSE funcionaram sem problemas
SUSE o melhor KDE
Manjaro excelente Xfce
LinuxMint ótimo Cinnamon
Ubuntu e seu Ubuntu-Dock não decepcionou
Fedora incrivelmente estável mesmo fazendo upgrade de versões com um excelente gnome
Tudo testado num laptop Ci3 4 GB Intel-HD

Favoritado!

[3] Comentário enviado por pinduvoz em 21/01/2019 - 23:42h

Agradeço os comentários dos colegas do VOL de longa data, Clodoaldo e Alberto. Abraços aos dois.

[4] Comentário enviado por xerxeslins em 22/01/2019 - 10:48h

Artigo bem escrito e muito útil para novatos.

Favoritado.


--
"There are lots of Linux users who don't care how the kernel works, but only want to use it. That is a tribute to how good Linux is." - Linus Torvalds

[5] Comentário enviado por kowalskii em 22/01/2019 - 17:31h

Muito bom!

[6] Comentário enviado por removido em 22/01/2019 - 23:35h

Só não concordo com o que você disse do Slackware,o Slackware é uma das minhas distros favoritas,e você disse que ele tem facilidade de uso ou coisa do tipo,não acho,pois o Slackware é para usuários avançados de Linux,pois tudo tem que fazer na unha ou seja manualmente.

[7] Comentário enviado por pinduvoz em 22/01/2019 - 23:51h


[6] Comentário enviado por Automake em 22/01/2019 - 23:35h

Só não concordo com o que você disse do Slackware,o Slackware é uma das minhas distros favoritas,e você disse que ele tem facilidade de uso ou coisa do tipo,não acho,pois o Slackware é para usuários avançados de Linux,pois tudo tem que fazer na unha ou seja manualmente.


Não fui eu que disse. Isto está na descrição do Distrowatch.com, por incrível que pareça.
Pensei bastante antes de concordar com o Distrowatch.com, mas acabei entendendo que o Slackware pode dificultar algumas coisas, mas facilita, e muito, outras. Então deixei tal como escrito na fonte.

[8] Comentário enviado por removido em 23/01/2019 - 00:22h


[7] Comentário enviado por pinduvoz em 22/01/2019 - 23:51h


[6] Comentário enviado por Automake em 22/01/2019 - 23:35h

Só não concordo com o que você disse do Slackware,o Slackware é uma das minhas distros favoritas,e você disse que ele tem facilidade de uso ou coisa do tipo,não acho,pois o Slackware é para usuários avançados de Linux,pois tudo tem que fazer na unha ou seja manualmente.


Não fui eu que disse. Isto está na descrição do Distrowatch.com, por incrível que pareça.
Pensei bastante antes de concordar com o Distrowatch.com, mas acabei entendendo que o Slackware pode dificultar algumas coisas, mas facilita, e muito, outras. Então deixei tal como escrito na fonte.

Obrigado pelo esclarecimento Pinduvoz.


[9] Comentário enviado por mcnd2 em 23/01/2019 - 18:53h

Muito bom o artigo na explanação das distribuições para novos usuários.

Das citadas, desde a versão 4 Etch o Debian tem sido minha distro Main, logo, das citadas as únicas que não usei foi o MX Linux e o Manjaro, apesar de já ter usado o Arch.

Das outras tenho o Debian como já dito, o openSUSE e o FreeBSD no desktop. No notebook tenho o Debian (Main) mais o Fedora e Mageia.

__________________
Linux User #606334 -- Open your mind!

[10] Comentário enviado por pinduvoz em 23/01/2019 - 19:50h

@mcnd2

O MX Linux é um Debian estável com XFCE. Tirando as "MX Tools", nenhuma outra grande diferença da distro mãe, na minha opinião.

O Manjaro é um Arch Linux com instalador e algumas outras facilidades. Se você já usou o Arch (eu já usei, mas quando ainda tinha instalador), como você mesmo disse, não ficou muito longe dele.

Eu já experimentei todas, mas algumas não uso faz tempo.

[11] Comentário enviado por Neocazen em 27/01/2019 - 21:51h

Para mim UBUNTU é melhor. A versão Gnome está bem aquém da versão Unity que é (era) a mais produtiva de todos sistemas linux. Já usei várias distros e nenhuma me ofereceu o que Ubuntu oferece. Gnome capou ele demais. KDE muito bom mas tem coisas que me desagradam como Kmail, Akregator Ktorrent, não gosto de poluir sistemas. Prefiro, quando dá, usar aplicativos nativos, e se esses me desagradam fico decepcionado.

[12] Comentário enviado por pinduvoz em 27/01/2019 - 23:57h


[11] Comentário enviado por Neocazen em 27/01/2019 - 21:51h

Para mim UBUNTU é melhor. A versão Gnome está bem aquém da versão Unity que é (era) a mais produtiva de todos sistemas linux. Já usei várias distros e nenhuma me ofereceu o que Ubuntu oferece. Gnome capou ele demais. KDE muito bom mas tem coisas que me desagradam como Kmail, Akregator Ktorrent, não gosto de poluir sistemas. Prefiro, quando dá, usar aplicativos nativos, e se esses me desagradam fico decepcionado.


Tenho usado o KDE no Debian testing e gostado bastante. Na minha máquina de casa, desktop, tenho KDE, LXQT e Openbox com sessão configurada assim:

https://www.vivaolinux.com.br/screenshot/Openbox-Openbox-utilizavel/

[13] Comentário enviado por marcosnakamine em 01/02/2019 - 08:31h

Pra quem quiser saber detalhes de uso do Ubuntu: https://www.ubuntu.com/desktop/statistics

[14] Comentário enviado por pinduvoz em 09/02/2019 - 00:26h


[11] Comentário enviado por Neocazen em 27/01/2019 - 21:51h

Para mim UBUNTU é melhor. A versão Gnome está bem aquém da versão Unity que é (era) a mais produtiva de todos sistemas linux. Já usei várias distros e nenhuma me ofereceu o que Ubuntu oferece. Gnome capou ele demais. KDE muito bom mas tem coisas que me desagradam como Kmail, Akregator Ktorrent, não gosto de poluir sistemas. Prefiro, quando dá, usar aplicativos nativos, e se esses me desagradam fico decepcionado.


Eu acho que hoje em dia o KDE lida bem com programas em GTK+, o que me permite usar no meu KDE o que eu quiser, ou o que eu mais gosto. Por exemplo, não compreendo e não fico com um Debian sem o Synaptic e o banco de dados do APT-Xapian. É muito mais fácil instalar, remover e encontrar o que eu quero com a dupla Synaptic/APT-Xapian.

[15] Comentário enviado por diegomrodrigues em 12/02/2019 - 15:19h

Excelente artigo! Faz tempo que não olho a Distrowatch.

Vou testar algumas distribuições nos próximos dias.

Abraço,
Diego M. Rodrigues

[16] Comentário enviado por Nick-us em 28/02/2019 - 23:56h

Bom, na minha Opinião o Slackware é disparadamente melhor que todas as outras. Mas enfim, gosto é gosto!
Minha escolha pelo Slackware é apenas poder usar com 50 programas ou mais abertos ao mesmo tempo, operações em background rodando, não precisar nunca desligar ou reiniciar por qualquer motivo, e NUNCA travar ou apresentar erro algum! Já fiquei 3 anos sem desligar o PC... Não por precisar, mas sim por esqueçer mesmo.

Uso Slackware64 Current, mantenho ele atualizado ao menos 1 vez a cada 6 meses, embora claro, tem gente que prefere atualizar diariamente, mas justamente por não precisar não ligo muito.

TODAS as outras distribuições que testei baseadas em Debian, Fedora, travam 5 minutos após a instalação. E quando não travam apresentam erros, informam erros na tela, uma dor enorme de cabeça para quem não tem paciência! Testadas em um Notebook Samsung o mesmo que eu uso!

Claro que outras como Gentoo, Arch Linux, FreeBSD não cheguei a testar.

Por isso não concordo com a Distrowatch em muitos aspectos. Também não concordo do Slackware ser difícil, posso apenas aceitar que não é facinho como Debian e similares, mas nada que alguém que PRECISE de estabilidade de verdade, não possa aprender!

Não recrimino quem gosta de outras distribuições porque CADA UM tem seus próprios motivos para usar e gostar, Eu por exemlo não gosto do gnome, mas tem muita gente que acha ele lindo! Acho que muito disso vai do gosto pessoal de cada um também! E claro como todo slacker eu ODEIO SystemD.

[17] Comentário enviado por cytron em 06/03/2019 - 19:46h

Slackware não é questão de gosto, mas de necessidade. Passei por várias distros, mas sempre tive que voltar para o Slack. Sou usuário desde a versão 3 (naquela cor vermelha... alguém se lembra?).

Basta abaixar a tela do laptop e pronto, desligado! Levanta a tela e um toque no pwr para voltar de onde parei. Desligar pra que??? Já viu em filmes? O cara chega em casa e liga a tela, o PC já está no sistema, no programa... nada de boot! Eu ficava pensando... Que mundo é esse em que os produtores acham que os computadores sempre estão ligados? kkkkkk ok, agora não critico mais... meu uptime está em 251 dias. Era pra estar mais, só que troquei o HD por um SSD.

Mas em geral, qualquer Linux pode ficar sem desligar, a diferença é que uns aguentam mais que outros.

Costumamos dizer que Linux é tudo igual, não tem distro melhor que outra... mas a verdade é que tem umas terríveis mesmo kkkkk. Não por causa do Kernel, mas por causa da seleção de pacotes e as alterações porcas que fizeram. Mas ainda bem que isso se limita a distros menos conhecidas. Se bem que... né!?!!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts