Firewall funcional

Este é um script de firewall simples, mas funcional, que utilizo sempre como base para iniciar qualquer pequeno projeto com aquelas mesmas configurações de sempre (kk). Eu removi bastante particularidades dele, deixando-o com apenas o essencial para postar aqui e ser útil a qualquer um. Neste exemplo, o link interno vem de um bonding (união das placas eth1 e eth2), o link externo vem de ppp0 com IP dinâmico!! No mesmo host há o Squid, Apache, Openfire, MySQL, VPN (PPTP)... e dentro da rede alguns webservers... Correções, melhorias e qualquer outra coisa é bem-vinda!! Este script surgiu juntando vários outros que estão disponíveis na internet e também de necessidades (exemplo, o retorno visual e o sleep era para que o estagiário soubesse que o script "rodou"...).

Por: Esli Silva


Terminal logando vários SSH em abas

Olá. Segue um script bem simples para logar em vários servidores via SSH usando abas no terminal (GNOME ou MATE). Às vezes preciso logar em determinados servidores via SSH e manter as conexões abertas. Porém é muito chato ficar digitando usuário, senha, IP e porta em varias abas... Isto não me incomoda tanto a ponto de procurar alguma solução mais elaborada ou pronta. No script abaixo, uso as flags do gnome-terminal (também funciona no mate-terminal - não testei em outros), e também as flags do cliente SSH: - "--hide-menubar" para ocultar a barra de menu da janela do gnome-terminal; - "--geometry=100x50+0+0" para determinar o tamanho e posição da janela; - "-t" para declarar o nome da aba; - "--working-directory=" para declarar em qual diretório do servidor remoto meu usuário estará logado; - O "-e" executa o comando seguinte dentro do terminal e o "-p" no SSH é para informar a porta do serviço (o padrão é 22, mas aqui utilizo a 22100). Cada linha (--tab) é uma aba com uma conexão (pode-se colocar quantas quiser...), a ultima, não tem o "\" (na verdade, tudo é uma linha só...). Para facilitar ainda mais, utilizo chaves com meu PC e os servidores, com isto, ao executar o script, o terminal já abre com todas as abas logadas... (Não precisa inserir senha...). Você pode deixar o arquivo na área de trabalho (não esqueça de marcar como executável) ou no meu caso, salvei no /opt e criei uma entrada no menu do MATE. Não se esqueça de alterar as configurações para sua conexão. ;-)

Por: Esli Silva






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts