MARKETING MULTI NÍVEL

1. MARKETING MULTI NÍVEL

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 13/07/2013 - 10:23h

Para aqueles que ingressaram ou pretendem ingressar no plano da Telexfree - e de outros sistemas assim-chamados de "Marketing Multi Nivel", aqui vai uma informação que recebemos em forma de email:

"Por força de decisão judicial proferida em 13 de junho de 2013, pela Juíza de Direito Thais Queiroz B. de Oliveira Abou Khalil, nos autos de Ação Cautelar Preparatória n° 0005669-76.2013.8.01.0001, ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Acre, em trâmite na 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco-AC, estão proibidas novas adesões à rede Telexfree, na condição de partner ou divulgador; estão vedados os recebimentos, pela Telexfree, de Fundos de Caução Retornáveis e Custos de Reserva de Posição; estão proibidas as vendas de kits de contas VOIP 99Telexfree nas modalidades ADCentral e ADCentral Family; estão proibidos os pagamentos,
aos partners e divulgadores, de comissões, bonificações e quaisquer vantagens oriundas da rede Telexfree (decorrentes de vendas de contas VOIP 99 Telexfree, de novos cadastramentos, de postagens de anúncios, de formação de binários diretos ou indiretos, de royalties, de Team Builder,
dentre outras porventura devidas); que o descumprimento a qualquer das determinações acima enseja o pagamento de multa de R$100.000,00 (cem mil reais) por cada novo cadastramento ou recadastramento e por cada pagamento indevido."


Não estamos afirmando que "a Telexfree" seja uma fraude.

Contudo, é de bom alvitre que as pessoas que buscam novas formas de ganhos pensem duas vezes antes de ingressar em qualquer esquema que aparente ser "milagroso" ou quase isso.

Um bom sistema de MMN (Marketing Multi Nivel) tem de ser:

- Finito, isto é, ter limites razoáveis na lateralidade e na profundidade, de acordo com o público-alvo a ser atingido.

- Tem de ser limitado à quantidade de unidades do produto ou serviço oferecido dentro dos limites de PCP (planejamento e controle de produção). Portanto, não se pode comercializar nada que não possa ser produzido e entregue ao público na quantidade predeterminada pelo tamanho da rede.
Uma rede com uma matriz forçada de 5x5 terá nada menos que 3.126 integrantes. Sendo a matriz "forçada", isso significa que uma ramificação não poderá crescer mais do que isso.
Sendo replicada essa matriz por 1.000 pessoas, teremos nada menos que 3.126.000 pessoas.
Não sendo "forçada", entretanto, lá no sétimo nivel teremos em cada ramificação 78,126 pessoas, ou 78.126.000 como no primeiro exemplo.
Consideremos que vender lingerie ou cosméticos para uma só pessoa é mais fácil que vender celulares, computadores, telefonia VOIP, colchões, purificadores de água, ou rastreadores veiculares (produtos que não são substituídos com rapidez).
Assim, conforme a natureza do produto, mais restrito ficará o universo de compradores.
Imaginem só um sistema de MMN que vise vender "colchões" (por exemplo), e que tenha 1.000.000 de participantes em seu primeiro nível (esse número é muito fácil de ser atingido):
Apenas no sétimo nível terá teoricamente 78.126.000.000 participantes, que corresponderiam também teoricamente a pelo menos 78.125.000.000 "colchões".
Em um suposto décimo nível esse número teria para incríveis 9.765.325.000.000 "colchões".
A propósito, nenhuma de nossas fábricas de colchões, nem mesmo as mais renomadas e/ou tradicionais, jamais atingiu durante anos de produção, uma quantidade que chegasse sequer perto desse número.
Número esse muito bonito quando são mostradas as "possibilidades de ganhos".
Mas na prática, qual é mesmo a população do Brasil?

- A finalidade do MMN deve ser a de agilizar a distribuição de um determinado produto ou serviço dentro de seu público-alvo, e não arregimentar pessoas que paguem por um processo de cadastramento.
Em geral, quanto mais impalpãvel e menos físico seja o produto, maior a chance de o esquema ser uma fraude.

- Uma empresa de MMN tem - antes de tudo - de ter CNPJ, alvará e séde física, e em seu cartão de CNPJ deve estar devidamente declarada essa atividade. Pode até ser uma indústria, mas em seu CNPJ deve constar essa atividade de "vendas através de rede de distribuidores autônomos" ou por "marketing multinível" ou "marketing de incentivos".
Deve ter um regime de recolhimento especial do ICMS de acordo com a Inspetoria Fazendária de sua Unidade da Federação, e deve obrigatoriamente fornecer NOTA FISCAL, devidamente adequada a esse regime especial.
Deixar de emitir a NF é sonegação fiscal, portanto, grande chance de ser uma fraude ainda maior.

"Marketing Multi Nivel" ou "Marketing de Rede" ou "Marketing de Incentivos", qualquer que seja o nome que lhe seja atribuído, pode dar muito dinheiro, sim, mas também dá muito trabalho e requer atenção, dedicação e investimento constante.
Não existe fórmula mágica para "ganhar dinheiro sem trabalhar", ou "ganhar dinheiro fácil".
A diferença é que o empreendedor deixa de ser "empregado" para ser "dono de seu próprio negócio".
E "empreender" está mais para "ralar bastante" que para "jogar com a sorte".


  


2. Re: MARKETING MULTI NÍVEL

Daniel Lara Souza
danniel-lara

(usa Fedora)

Enviado em 13/07/2013 - 11:27h

"Propaganda é a alma do negócio"


3. Re: MARKETING MULTI NÍVEL

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 14/07/2013 - 15:15h

E tem outra por aí que é descaradamente uma pirâmide, e que afirma "não ser marketing multi nivel" (claro que não é) onde você se cadastra (e paga por isso) e passa automaticamente a "ganhar de R$ 20,00 em R$ 20,00" ...


4. Re: MARKETING MULTI NÍVEL

César...
cesar

(usa CentOS)

Enviado em 15/07/2013 - 10:22h

Teixeira escreveu:

Para aqueles que ingressaram ou pretendem ingressar no plano da Telexfree - e de outros sistemas assim-chamados de "Marketing Multi Nivel", aqui vai uma informação que recebemos em forma de email:

"Por força de decisão judicial proferida em 13 de junho de 2013, pela Juíza de Direito Thais Queiroz B. de Oliveira Abou Khalil, nos autos de Ação Cautelar Preparatória n° 0005669-76.2013.8.01.0001, ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Acre, em trâmite na 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco-AC, estão proibidas novas adesões à rede Telexfree, na condição de partner ou divulgador; estão vedados os recebimentos, pela Telexfree, de Fundos de Caução Retornáveis e Custos de Reserva de Posição; estão proibidas as vendas de kits de contas VOIP 99Telexfree nas modalidades ADCentral e ADCentral Family; estão proibidos os pagamentos,
aos partners e divulgadores, de comissões, bonificações e quaisquer vantagens oriundas da rede Telexfree (decorrentes de vendas de contas VOIP 99 Telexfree, de novos cadastramentos, de postagens de anúncios, de formação de binários diretos ou indiretos, de royalties, de Team Builder,
dentre outras porventura devidas); que o descumprimento a qualquer das determinações acima enseja o pagamento de multa de R$100.000,00 (cem mil reais) por cada novo cadastramento ou recadastramento e por cada pagamento indevido."


Não estamos afirmando que "a Telexfree" seja uma fraude.

Contudo, é de bom alvitre que as pessoas que buscam novas formas de ganhos pensem duas vezes antes de ingressar em qualquer esquema que aparente ser "milagroso" ou quase isso.

Um bom sistema de MMN (Marketing Multi Nivel) tem de ser:

- Finito, isto é, ter limites razoáveis na lateralidade e na profundidade, de acordo com o público-alvo a ser atingido.

- Tem de ser limitado à quantidade de unidades do produto ou serviço oferecido dentro dos limites de PCP (planejamento e controle de produção). Portanto, não se pode comercializar nada que não possa ser produzido e entregue ao público na quantidade predeterminada pelo tamanho da rede.
Uma rede com uma matriz forçada de 5x5 terá nada menos que 3.126 integrantes. Sendo a matriz "forçada", isso significa que uma ramificação não poderá crescer mais do que isso.
Sendo replicada essa matriz por 1.000 pessoas, teremos nada menos que 3.126.000 pessoas.
Não sendo "forçada", entretanto, lá no sétimo nivel teremos em cada ramificação 78,126 pessoas, ou 78.126.000 como no primeiro exemplo.
Consideremos que vender lingerie ou cosméticos para uma só pessoa é mais fácil que vender celulares, computadores, telefonia VOIP, colchões, purificadores de água, ou rastreadores veiculares (produtos que não são substituídos com rapidez).
Assim, conforme a natureza do produto, mais restrito ficará o universo de compradores.
Imaginem só um sistema de MMN que vise vender "colchões" (por exemplo), e que tenha 1.000.000 de participantes em seu primeiro nível (esse número é muito fácil de ser atingido):
Apenas no sétimo nível terá teoricamente 78.126.000.000 participantes, que corresponderiam também teoricamente a pelo menos 78.125.000.000 "colchões".
Em um suposto décimo nível esse número teria para incríveis 9.765.325.000.000 "colchões".
A propósito, nenhuma de nossas fábricas de colchões, nem mesmo as mais renomadas e/ou tradicionais, jamais atingiu durante anos de produção, uma quantidade que chegasse sequer perto desse número.
Número esse muito bonito quando são mostradas as "possibilidades de ganhos".
Mas na prática, qual é mesmo a população do Brasil?

- A finalidade do MMN deve ser a de agilizar a distribuição de um determinado produto ou serviço dentro de seu público-alvo, e não arregimentar pessoas que paguem por um processo de cadastramento.
Em geral, quanto mais impalpãvel e menos físico seja o produto, maior a chance de o esquema ser uma fraude.

- Uma empresa de MMN tem - antes de tudo - de ter CNPJ, alvará e séde física, e em seu cartão de CNPJ deve estar devidamente declarada essa atividade. Pode até ser uma indústria, mas em seu CNPJ deve constar essa atividade de "vendas através de rede de distribuidores autônomos" ou por "marketing multinível" ou "marketing de incentivos".
Deve ter um regime de recolhimento especial do ICMS de acordo com a Inspetoria Fazendária de sua Unidade da Federação, e deve obrigatoriamente fornecer NOTA FISCAL, devidamente adequada a esse regime especial.
Deixar de emitir a NF é sonegação fiscal, portanto, grande chance de ser uma fraude ainda maior.

"Marketing Multi Nivel" ou "Marketing de Rede" ou "Marketing de Incentivos", qualquer que seja o nome que lhe seja atribuído, pode dar muito dinheiro, sim, mas também dá muito trabalho e requer atenção, dedicação e investimento constante.
Não existe fórmula mágica para "ganhar dinheiro sem trabalhar", ou "ganhar dinheiro fácil".
A diferença é que o empreendedor deixa de ser "empregado" para ser "dono de seu próprio negócio".
E "empreender" está mais para "ralar bastante" que para "jogar com a sorte".


Irmão Teixeira, muito boa as suas considerações, mas o que eu vejo em muitas pessoas é a "discriminação" sobre este tipo de negócio justamente por outros sistemas que no passado foram fraudulentos, as estatísticas só levam em consideração em 1 chama 5 os outros chamam mais 5 e 5...5...5...5 e por aí vai, mas não levam em consideração que muitas pessoas assim como eu não colocam ninguém na rede, se o sistema fosse fraudulento ele quebraria por causa destas pessoas, outra coisa, as pessoas que fazem rede precisam se qualificar para receber 0,02% de sua rede, mas o que é essa qualificação? Para você ser qualificado você deve vender o produto, ou simplesmente ser um consumidor, assim como você pode ser um vendedor de carros, você também pode comprar um carro, é a mesma coisa. Também precisamos levar em consideração que um sistema fraudulento não iria pagar impostos, só em Maio (se eu não me engano) a TelexFREE pagou mais de 40 milhões de imposto de renda.

Outras considerações sobre o MMN da TelexFree:

- Contrato de 1 ano
- Tem um produto
- Caso o divulgador faça rede, terá que se qualificar para receber 0,02% de sua rede até o 6º nível.
- Ganha ainda mais se vender todo o seu estoque de produto VOIP
- Ganha por anunciar a empresa em sites de anúncios
- Ganha por indicação
- Ganho por pares e trios

Muitas pessoas falam que o VOIP não presta, ok, mas então por que a Microsoft pagaria BILHÕES para comprar o Skype, já que o foco do Skype é vender VOIP? Fica aí minha pergunta.

O software da TelexFREE também é igual ao Skype, você pode fazer o cadastro gratuitamente e usar de TelexFREE para TelexFREE de graça, chat, vídeo conferencia, compartilhamento de desktop entre outros. Mas infelizmente por causa dessa liminar até o serviço gratuito está bloqueado.

Enfim, vamos aguardar, se algo estiver errado, ela não voltará nunca mais e os bens bloqueados serão para ressarcir para quem teve prejuízo, mas caso ela volte é porque vai ficar provado que não tem de ilegal. :)

Obrigado pelo post Teixeira, admiro muito sua maneira de pensar.

[]'s



5. Re: MARKETING MULTI NÍVEL

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 16/07/2013 - 00:14h

Vemos hoje em dia grupos de "picaretas" fantasiados de empresas de MMN.
Para apagar os rastros dessa picaretagem, eles chegam a extremos de disfarce.

Um desses disfarces é a alegação de que "já estão em mais de 100 países".

Embora haja empresas sérias que já estão atuando sem problema algum em muitos países, declarando e recolhendo corretamente os impostos, algumas há que atuam clandestinamente em todos esses países e ainda não foram pegos pelas autoridades, geralmente muito lentas para entender os diversos esquemas empregados...

Nos Estados Unidos tem um esquema desses cujo produto é a criação de anelídeos (minhocas), e onde eles prometem através de um sistema nitidamente de pirâmide que os participantes ficarão literalmente milionários dentro de pouquíssimo tempo.
Trata-se de uma matriz livre em lateralidade e profundidade, onde o participante paga para fazer um cadastro e cujo trabalho é arregimentar novos participantes, em número sempre crescente.
A criadora de anelídios melhor sucedida nos Estados Unidos, e conhecida mundialmente por sua criatividade chama-se Roberta De Maree, diz com todas as letras que sua principal fonte de renda não é a sua fazenda de anelídeos, que ela mantém apenas por diletantismo.
Ela jamais entrou em nenhum sistema multinível para criar minhocas, e por tudo o que ela declara, percebe-se que é inviável "ficar rico" nessa atividade.
Ser bem sucedido é uma coisa. Ficar rico é outra.
Os tais anelídeos dão muito trabalho, e exigem um controle muito rígido, a cargo de profissionais muito qualificados, tais como biólogos, infectologistas, etc.
O risco de contaminação do plantel é enorme (já pensaram misturar inadvertidamente ovos de minhocas da califórnia com ovos de tênias ou outros parasitas intestinais?)
Para que se tenha uma ideia da real dimensão da atividade, exercida com os pés no chão, podemos dar uma olhada nessa página, onde se trata do assunto "criar minhocas" com a seriedade e a isenção necessárias: http://www.happydranch.com/articles/Can_I_Make_Money_Raising_Worms.htm

Também dos Estados Unidos vem um esquema milionário que trabalha com produtos derivados de uma determina planta, onde também o serviço é arregimentar novos participantes e formar uma enorme rede de consumo.
Ou seja, são os próprios participantes os consumidores.
O esquema é cercado de uma multidão de meias-verdades, sendo que algumas chegam a ser gritantes.
Os produtos chegam a ser considerados "milagrosos", muito embora alguns sejam proibidos em teritorio norteamericano e outros nem sequer têm o tal "Certified Organic", exigido para todo e qualquer produto de origem vegetal.

E por causa dos picaretas e dos mal intencionados, muitas vezes um empreendedor em potencial perde tempo e dinheiro entrando em esquemas fraudulentos, que fatalmente se rompem, trazendo prejuízo também a outras pessoas.

Tem aqui no Brasil um esquema onde a vítima perde inicialmente um certa quantia para se inscrever, depois de um mês outra quantia que é quase o triplo da primeira, e mais ou menos um mês depois o dobro do valor do "cadastro".
Para começar a ganhar dinheiro, portanto, leva mais ou menos dois meses.
E a natureza do trabalho é essencialmente revender para outros incautos esse mesmo sistema de cadastro.
Ou seja, o produto não passa de um cadastro. Ganha-se pela quantidade de cadastros revendidos.
Mesmo assim, tem gente que acha que "não é pirâmide"...
Mas é interessante observar que, mesmo assim, desde que o participante não tenha escrúpulos, poderá realmente ganhar um bom dinheiro (durante algum tempo) com um esquema desses, ajudando a enganar outras pessoas.
Fica bastante desconfortável quando essas pessoas se sentirem prejudicadas e começarem a culpar "Fulano" ou "Ciclano" que - muitas vezes em nome de uma antiga amizade - lhes empurraram essa bucha pela goela abaixo...